“Escolho os animais porque a identificação que temos com a pureza deles é imediata”.

Bruna Maria Minozzo se redescobriu através da arte aos 25 anos, depois de décadas sem pintar ou desenhar – mas o sonho e a certeza de que isso aconteceria era vivo e claro desde a infância. No meio de um forte processo de autoconhecimento, veio a vontade de expressar o que sentia no momento, e o propósito de despertar isso nas pessoas também. Assim, de uma forma intuitiva, sem estudo de técnicas, começou a seguir a sua jornada artística. Desde então não parou mais.

Bruna hoje pinta paisagens, lugares e retrata animais, inclusive os de estimação. Aliás, foi nos animais que ela encontrou o seu fantástico estilo. Realistas, as obras mostram uma relação intuitiva com as cores e captam a alma e personalidade dos bichos.

O mais legal? Qualquer pessoa interessada em eternizar o seu cachorro, gato, periquito, pode encomendar os retratos personalizados de Bruna. “Quando pinto um animal que não conheço, penso em uma personalidade pra colocar na vida dele, ou na sensação que quero que o olhar passe. Quando pinto um animal de estimação, fico pensando sobre como o dono relatou que ele é e na importância que ele tem na vida deles”. 

Entre uma pincelada e outra, com todo o seu coração, talento e dedicação, Bruna cria poesia, memórias e traz muita alegria às paredes sem precisar usar palavras. Confira entrevista exclusiva que fizemos com a artista brasileira:

FTC: Qual foi seu momento “a-ha”, seu estalo, para se interessar por pintar animais? 

Eu era fotógrafa na época, estava me divertindo com o reencontro com a pintura e num dos primeiros quadros que fiz, sem pensar muito, pintei minha cachorra. Aquilo fez tanto sentido que ouvi os tambores rufarem e a sensação que seria por ali o caminho. E foi!

FTC: O que é arte pra vc e como vc define a sua arte?

Arte pra mim é tudo que te puxa para o presente, que faz tua mente parar, ou correr, ou pensar, ou sentir, não importa, mas tem que tirar do lugar que está, nem se for por segundos.

Quando estou pintando, coloco toda minha energia em passar a magia que rola entre animais x humanos, aquele amor e afeto de quando olhamos nos olhos deles, então, defino minha arte em sentir amor!

FTC: Conta mais sobre o uso das cores nos seus trabalhos;

Não penso muito na hora de usar as cores, é um resultado de tudo que gosto. São as cores que eu me visto e cores que acho que vão se complementando.

FTC: Pode contar pra gente um pouco do seu dia a dia, do processo criativo e etc? 

Gosto de fazer um ritual antes de pintar: acendo um incenso, procuro a música que combina com o dia, preparo meu café, separo as cores que vou usar e começo!

Quando pinto um animal que não conheço, penso em uma personalidade pra colocar na vida dele, ou na sensação que quero que o olhar passe. Quando pinto um animal de estimação, fico pensando sobre como o dono relatou que ele é e na importância que ele tem na vida deles.

Isso quando começo, porque só volto a encontrar comigo quando ouço o ‘a-ha’ lá no fundo dizendo que está pronto. Durante o processo, não sei pra onde vou ou que técnica uso!

FTC: O que tem lido, ouvido, visto, quais são os artista preferidos no momento?

Tenho lido sobre ocultismo. Adoro esse assunto! Música tem o mesmo peso que a pintura na minha vida, divido os dias entre aprender Cello e pintar! Ouço muito música erudita e rock clássico, mas não só.

Adoro uma obra Renascentista, aquelas molduras douradas e cores! Atualmente, o artista que mais me chamou atenção e gosto de acompanhar o trabalho é o Giovani Caramello.

FTC: O que te dá mais prazer no seu trabalho? E o que dá menos?

O que mais me dá prazer é quando eles ficam prontos e consigo ficar lendo os sentimentos deles no olhar. A parte que mais amo pintar são os olhos!

Não diria menos prazer, mas quando pinto animais de estimação, a cobrança que me coloco para ficar fiel à eles é danada!

FTC: E agora, o que vem pela frente?

Cada dia surge um punhado de animais que quero pintar e criar projetos! Estou começando a fazer minha primeira exposição, se tudo ocorrer como esperado, final do ano estará pronta!

E no meio de tudo isso, vou continuar a pintar retratos, que também me deixam muito feliz em fazer!

Veja mais trabalhos de Bruna em seu site e loja. Acompanhe a artista pelo FacebookInstagram! Para solicitar orçamentos, encomendar pinturas e retratos personalizados do seu animal, escreva para brunamariacminozzo@gmail.com.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários