As fotografias tradicionais revelam uma única cena estática de um momento. Nossas memórias, entretanto, evocam diferentes imagens em movimento. Como representar a fluidez das nossas recordações em algo tão imóvel quanto a fotografia?

Esses são alguns dos questionamentos que guiaram o artista e psicanalista curitibano Guilherme Zawa na execução das obras que compõem a exposição “Máquina sem palavras”. A mostra fica no Museu da Fotografia de Curitiba até dia 23 de julho e que depois segue para São Paulo e Nova Iorque.

 

Para a exposição, foram selecionadas 16 obras, produzidas a partir da união de fotografias digitais que exploram a transição do momento retratado. Silhuetas e recortes de diferentes instantes captados se transformam em uma única imagem que conta uma narrativa dinâmica. Como um quebra-cabeça, as peças se unem na obra como lembranças difusas.  

 

Neste sábado, 20 de maio, será realizado um bate-papo com o curador da exposição, Paulo Gallina, seguido de visita guiada, às 17 horas.

Durante a exposição Guilherme Zawa vai captar imagens e sons de pessoas se expressando, que serão transmitidas em uma televisão instalada no local. “É uma oportunidade de usar o museu como um laboratório em que se descobre mais sobre o universo humano e artístico ao mesmo tempo. Arte não é apenas algo belo pendurado na parede, mas uma experiência e um experimento para o público”, conta Zawa.

Vale a pena conferir! Vai lá: 

“Máquina Sem Palavras” de Guilherme Zawa

Local: Museu da Fotografia de Curitiba (Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Solar do Barão, Centro)

Data: 18 de maio a 23 de julho de 2017

Horários de visitação: 9h às 12h | 13h às 18h (terça a sexta) 12h às 18h (sábado e domingo)

Fotografia: Stephanie D’Ornelas

Stephanie D’Ornelas é jornalista, curitibana e gosta de embelezar a vida com fotografia, arte e cores. Coleciona cartões postais e adora conhecer novos lugares, pessoas e diferentes modos de vida.

Stephanie D’ornelas – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários