“Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas”. A frase de Antoine de Saint-Exupéry, escrita no icônico livro “O Pequeno Príncipe”, tornou-se marcante em todo o mundo junto com o personagem principal.

Na publicação, o piloto Saint-Exupéry conta seu encontro com um pequeno principezinho de personalidade tão forte, inocente e marcante, tirando daquele adulto ranzinza os momentos de maior ternura em seu isolamento acidental no deserto.

O Pequeno Príncipe é um jovem carregado de tanto amor que o sentimento quase torna-se palpável. Inspirada por isso, a fotógrafa Mari Merlim criou um ensaio peculiar e fantástico intitulado “Sou da minha infância” – frase do autor em seu livro Piloto de Guerra – e representou de maneira única o pequeno príncipe brasileiro.

Mari conta que trabalha com fotografia infantil há seis anos e, durante este tempo, a obra literária a ajudou a guiar sua essência como profissional.

“Ver o não-óbvio, valorizar a simplicidade, questionar o mundo. Tudo isso faz parte de minha profissão, o que faz desse livro uma obra muito representativa na minha vida”, conta ao FTC. “Saint-Exupéry, disse em sua obra Cidadela, ’Sua tarefa não é de prever o futuro, mas sim de o permitir.’ Este é meu sentimento sobre a jornada desse ensaio fotográfico”, completa.

O principezinho brasileiro é o pequeno Artur. A fotógrafa disse ainda que quando procurava um protagonista, não pedia pré-requisito físico, mas sim uma criança com uma atitude libertadora.

A escolha caiu como uma luva com a personalidade do pequeno, que foi capturado usando trajes que reproduziam o personagem literário enquanto corria pelas dunas da região da Joaquina/Campeche, em Florianópolis.

De Florianópolis para a França

O impacto sentimental de seu ensaio foi tão grande, que Mari foi convidada por Monica Cristina Corrêa, tradutora de obras de Saint-Exupéry, para levar o projeto para a família do autor, na França. A fotógrafa teve a oportunidade de expor o ensaio no castelo de infância do próprio Saint-Exupéry!

“Quando ela me contou os planos de expor nosso ensaio no castelo de infância do próprio Saint-Exupéry, quase não dormi por algumas noites imaginando esse dia”, contou Mari. “Ao chegar na pequena cidade de Saint-Maurice-de-Reméns, vimos muitos carneirinhos. E assim, pude entender um pouquinho mais da mente e da memória do autor ao escrever seu tão precioso ‘O Pequeno Príncipe’. Estar em seu quarto de infância, percorrer os jardins de todo o entorno do castelo. Tudo isso foi como estar em um sonho acordada”, completou.

Confira algumas fotos:

A essência da história do principezinho foi traduzida de maneira especial por Mari. “O essencial é (realmente) invisível aos olhos!”

Confira o ensaio completo no Flickr da fotógrafa Mari Merlim.

Clarissa Jurumenha é jornalista, publicitária, aspirante a fashionista, louca por memes, trendings do momento e coxinha de frango. Aos 25 anos e um bocado de projetos não realizados, colocou em prática o #BrasíliaNaMala e resolveu anunciar para o mundo duas outras paixões: fotografia e moda.

Clarissa Jurumenha – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários