A cada dia que passa estamos nos distanciando mais daquilo que nossos ancestrais considerariam comum: a natureza. Grande parte das crianças de hoje não sabem plantar ou nunca tiveram contato direto com a terra e com o cultivo. Isso acaba sendo muito prejudicial pois elas crescem sem ter também a consciência real sobre os animais e alimentos. 

De acordo com o especialista em Agricultura Orgânica Thiago Tadeu Campos, uma forma de evitar o problema é incentivar, desde cedo, a aproximação com o verde. Esse contato é tão importante, que segundo pesquisa da Universidade do Colorado, foi comprovado que sujar-se de terra é um antidepressivo natural.

Uma maneira prática e muito eficaz de iniciar essa relação com a família e os pequenos é inserir plantas, mesmo que singelas, no ambiente doméstico. Para aqueles que não tem espaço, o jardim vertical ou hortas suspensas são excelentes opções.

As vantagens em possuir um jardim vertical

Os jardins verticais podem ser uma maneira fantástica de trazer verde para um espaço pequeno. No interior de uma casa, por exemplo, eles podem tomar forma como uma parede natural e melhorar a qualidade do ar, se preenchido com as plantas certas, ou até fornecer isolamento extra.

Contrariando a filosofia das hortas convencionais, o jardim suspenso também oferece a vantagem da praticidade, pois pode ser posicionado como decoração e comportando diversos tipos de plantas.

Não há tamanho ou formato fixo, tudo vai de acordo com o gosto do usuário e com o espaço que ele tem disponível. Também não há seletividade de plantas, salvo algumas exceções. É possível produzir quase tudo em um pequeno local.

O que são as hortas suspensas?

Assim como o jardim vertical, o conceito de horta suspensa pode ser variável, indo de acordo com o sistema montado em cada ambiente, mas de forma geral diz respeito à um conjunto de plantas organizadas de maneira vertical, otimizando assim o espaço disponível e o cultivo de temperos e vegetais dentro de casa. A presença dessas plantas garante que o ambiente seja mais harmonioso e receptivo, por isso as hortas suspensas são tão utilizadas como decoração em cozinhas.

Seja em vasos ou até mesmo em pallets de madeira, as hortas suspensas são facilmente organizadas e conseguem oferecer a experiência de um contato íntimo com a terra para qualquer pessoa, inclusive moradores de apartamentos.

Principais materiais para criar jardim vertical

Os principais benefícios das hortas suspensas e dos jardins suspensos estão em sua variedade e na facilidade em montar. Embora existam pessoas que optem por comprar estantes e outros materiais, a estrutura, na maioria das vezes, é fácil de fazer e não exige grandes conhecimentos técnicos sobre o assunto. Além disso, algumas opções para montá-la em casa utilizam materiais recicláveis e de fácil acesso. Pensando nisso, confira algumas ideias:

1 – Vasos individuais

A opção mais simples é encaixar os pequenos vasos em uma estrutura montada diretamente na parede, como ganchos e pregos, por exemplo. Nesse caso, vasos de barro podem ser um erro devido ao peso, é preferível optar por plástico ou alumínio. Também é possível colocar os vasos e as plantas de maneira isolada, em estruturas de metal, uma escada e até estantes de madeira.

2 – Canos de PVC

Se você gosta de utilizar plantas na decoração de um ambiente, perceberá que com um simples cano de PVC é possível montar um sistema de jardim/horta suspensa diferenciada, onde todas as espécies saem através dos largos buracos feitos no plástico. Uma torre de flores ou suculentas, por exemplo, é uma excelente forma de alegrar o ambiente. Além de muito bonita, também pode ser uma maneira elegante de cultivar vegetais e temperos hoje em dia.

3 – Pallet

Montar uma estrutura de pallet para sustentar suas plantas não é difícil e requer apenas habilidades com uma furadeira e com o martelo. Os pallets são facilmente encontrados e oferecem grande liberdade de criação para seus novos donos. É possível ir além! Com essas dicas, você criará de jardins suspensos e muito mais usando o material.

4 – Garrafas PET

Uma das maneiras sustentáveis de montar sua horta suspensa é utilizando garrafas PET. Com elas você consegue manusear as plantas com facilidade, organizar da maneira que preferir e também economizar. Basta cortar a garrafa na altura desejada e fixá-la em um gancho ou tela aramada, simples e eficaz.

5 – Reutilizando portas e janelas

Se você tem alguma porta ou janela antiga sobrando em casa, talvez essa seja a hora de reutilizá-la. Esses materiais são excelentes para montar painéis e encaixar vasos. Além de um design retrô, a peça terá grande destaque quando comparada com um jardim suspenso comum.

Escolha o local ideal

Após decidir qual será seu modelo ideal de jardim vertical, você deverá saber onde colocar toda a estrutura. Evite locais demasiadamente úmidos ou espaços que não são práticos e possuem o acesso dificultado.

Qual planta utilizar?

Com o local já definido, você poderá escolher a planta que deseja cultivar e que esteja de acordo com o ambiente ali existente. Se for um espaço com muito sol, opte por plantas que sejam resistentes e que usem esse excesso de luz a seu favor.

Em hortas suspensas é possível cultivar a maioria de temperos e até vegetais (aqui você confere mais ideias para uma mini horta e um guia básico para hortaliças) e até flores como decoração no jardim.

Aprenda a cuidar da iluminação e da irrigação

Dedique uma parte de seu tempo para entender como funciona a iluminação artificial no local em que as plantas ficarão, pois dessa forma você saberá qual a quantidade ideal de água e poderá manter seu jardim suspenso sempre saudável.

Agora, basta apenas pesquisar sobre a necessidade de água da planta e qual o melhor método de irrigação. Os vasos suspensos tendem a evaporar água com maior facilidade, por isso é importante estar sempre atento e molhar sempre que a terra estiver totalmente seca na superfície. O sistema de gotejamento é uma boa alternativa para quem não possui tempo para controlar a umidade de cada vaso. Uma alternativa muito prática é utilizar vasos auto irrigáveis.

O solo e sua manutenção no jardim vertical

Com relação ao solo, é essencial que você utilize substratos naturais e repletos de nutrientes. Por se tratar de um sistema ecológico em escala reduzida, as plantas necessitam de uma quantidade maior de nutrientes para se manterem vivas e bonitas. O uso de compostos orgânicos e de produtos especializados pode ser uma alternativa para garantir um solo fértil aos vasos.

Dicas finais!

Comece fazendo mudas das plantas escolhidas, para que as mesmas consigam fortificar a raiz em solo horizontal, em seguida, retire a planta e coloque-a no vaso escolhido para que ela cresça forte e bem estruturada.

Algumas espécies podem morrer durante o processo de desenvolvimento, isso é comum. Portanto, tenha sempre uma ou duas reservas para que seu jardim elevado não fique com buracos.

Na hora de organizar suas plantas, coloque as que menos precisam de água nas regiões mais altas, pois quanto mais alta a planta, mais fácil é a evaporação de líquidos. Já as plantas que precisam de bastante água devem ficar na região inferior da horta vertical.

Não há segredos nem mistérios sobre os jardins suspensos, basta escolher um cultivo que combine com o espaço, seja ele interno ou externo, e soltar a criatividade ao escolher o que irá decorar a sua casa!

Imagens: 1 | 2 | 3 | 45 | 6 | 7 | 8.

Thiago Tadeu Campos é especialista em Agricultura Orgânica e Consultor Master em Produção Orgânica na ImGrower. Um de seus hobbies favoritos é compartilhar conhecimento em seu próprio blog, que tem como missão fornecer conteúdo prático, atualizado e de qualidade sobre produção de alimentos orgânicos e cultivo protegido.

Thiago Tadeu Campos – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários