E se todo hospital infantil fosse assim? 

Se tem uma coisa que definitivamente é muito ruim é ficar doente. E precisar passar um tempo no hospital é ainda pior, principalmente se você for uma criança. A sobriedade do ambiente hospitalar pode ser um desafio para os pequenos, por isso o Sheffield Children’s Hospital, localizado na cidade inglesa de Sheffield, resolveu mudar um pouco essa realidade.

A famosa designer britânica, Morag Myerscough, responsável por obras incríveis em várias partes do mundo, juntou-se a instituição de saúde, a fim de criar uma atmosfera multicolorida para animar os pequenos pacientes. Morag desenvolveu a arte para cerca de 46 quartos, os quais fazem parte do Artfelt, um programa de caridade que visa transformar espaços em hospitais através da arte e design.

Myerscough nunca havia feito um projeto semelhante, mas amou o desafio. “Hospitais são mais complexos do que corredores ou outros espaços públicos, pois você está criando algo para pacientes que têm várias condições e é preciso ter muito mais cuidado e envolvimento”.

Os quartos, desenvolvido pela empresa de arquitetura Avanti, utilizam quatro diferentes layouts criados pela designer. O projeto contou com a colaboração de enfermeiras e pacientes do hospital. O resultado foi uma explosão de cores, distribuídas em vários formatos geométricos.

A preocupação da artista foi criar um espaço que pudesse acomodar crianças de várias faixas etárias. “Apesar do quarto ser para crianças, eu não queria que fossem infantis, pois os pequenos de diferentes idades ficariam neles. Eu queria criar um lugar onde os pais ficassem felizes de passar o tempo também. Fazer um ambiente que transforma uma situação difícil em algo remotamente melhor (…)”, explica a designer.

A Artfelt, a qual convidou Myerscough pro projeto, é uma instituição que tem um longo trabalho social. Além de melhorar a estrutura dos quartos, a organização também oferece workshops para que os pequeninos possam socializar neste momento difícil, participando de oficinas de construção de robôs, pintura e música, entre outras atividades, transformando momentos de ansiedade em algo positivo.

Não deixe de acompanhar as redes sociais do projeto para conhecer mais sobre essa ideia tão bonita e colorida: Facebook/ Instagram

Via.

Maitê Mendonça é jornalista e gaúcha. Ama filmes e fotos do pôr do sol.

Maitê Mendonça – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários