As flores são doadas e se transformam em lindos arranjos entregues para idosos e instituições sociais. Conheça o trabalho da ONG Flor Gentil! 

Flores são algo tão simples e ao mesmo tempo poderoso. São capazes de alegrar um ambiente com suas cores e também são um presente delicado. Foi pensando nessa sensação que as flores trazem que surgiu o projeto Flor Gentil, em 2010.

Após grandes eventos como festas ou casamentos, o Instituto, localizado na Vila Madalena, em São Paulo, recebe flores em ótimo estado que seriam descartadas, incentivando o seu reaproveitamento.

As doações são feitas principalmente por floristas parceiros do projeto, mas também por noivas ou qualquer voluntário. Assim, são produzidos pequenos arranjos com combinações de diversos tipos de flores, que serão entregues para idosos que moram em casas de repouso na capital e outras instituições sociais.

O Flor Gentil se mantém apenas por doações de quem se identifica com o projeto e todo o trabalho é voluntário, desde a doação das flores, a montagem dos arranjos e a entrega nas casas. No total, o projeto atende 32 instituições, com o trabalho de 2.800 voluntários e simpatizantes e já contabilizou a entrega de 69.649 arranjos de flores!

O projeto também conta com o Fundo Gentil, que faz doações de flores para pessoas de baixa renda que queiram fazer algum evento ou instituições assistenciais, como Hospital das Clínicas, Santa Casa, Hospital Universitário da USP e AACD.

A ideia espalha um pouco de afeto e atenção àqueles que mais precisam;

Uma atitude nobre e encantadora, não é mesmo? E você pode participar! No site do Instituto Flor Gentil é possível encontrar mais informações sobre como ajudarQue tal ajudar a continuar florindo São Paulo?

Por mais iniciativas como essa! <3

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade. Escreve um blog sobre meio ambiente, sustentabilidade e consumo consciente. Também se dedica a cozinhar, como forma de prazer e arrisca novas receitas no tempo livre.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários