Cada garrafa de plástico descartada no lixo comum demora cerca de 200 anos para se decompor nos aterros sanitários. Pensando nisso, e em todos os problemas que esse excesso de lixo gera para o planeta, a empresa de design Skipping Rocks Lab de Londres resolveu trabalhar com êxito para lançar uma grande iniciativa para o futuro: a Ooho! – uma cápsula-bolha de água potável, biodegradável, compostável e comestível – que seria uma solução ecológica para o desperdício da água engarrafada no mundo.

Desde 2014, a startup do Reino Unido vem desenvolvendo o protótipo, criando melhorias no material e tentando levantar fundos através do crowdfunding para fazer a ideia acontecer. Agora, metade do dinheiro vai ser usado para desenvolver a maquinaria de laboratório e a outra metade vai pagar por pesquisa e desenvolvimento para tornar o material ainda melhor. O custo de produção já é mais barato do que o plástico se fizermos uma comparação.

DO QUE A OOHO! É FEITA?

A Ooho! foi pensada para acabar com parte dos resíduos nocivos de plástico que interferem em ecossistemas terrestres e aquáticos. A própria bolha é comestível, feita de extrato natural de algas marinhas. Aos que não sentem vontade de comê-la, a flexível embalagem se decompõe em apenas 4-6 semanas, o mesmo tempo que leva um pedaço de fruta.

A membrana também poderá ser aromatizada, colorida e utilizada para encapsular outros líquidos, tais como refrigerantes, sucos e até mesmo cosméticos. Interessante, não?

teste da Ooho! já está disponível para os londrinos através de pequenas lojas pop-ups. A Skipping Rocks Lab está em negociações para potencialmente distribuir o produto em grandes eventos como maratonas e concertos na cidade em 2018. Depois disso, quer tornar o seu consumo global.

A Ooho! é uma embalagem sustentável alternativa para garrafas de plástico e copos feita a partir de um extrato de algas marinhas. É totalmente biodegradável e natural que você pode realmente comê-la. 

Confira o vídeo:

Acredito que ainda há muito o que se discutir (armazenamento, volume de água em cada embalagem, vida útil do produto, etc), mas a inovação não deixa de ser maravilhosa, não?!

Via.

Carol T. Moré é editora do Follow the Colours. Cores, internet, design, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários