follow-the-colours-livro-salvador-dali-culinaria-03

Salvador Dalí é um dos nomes mais famosos do movimento surrealista, mas aparentemente ele não tinha somente um grande talento para as artes plásticas e o cinema. O espanhol também se arriscava na cozinha.

Antes mesmo de seguir a sua veia artística, aos 6 anos de idade, Dalí só queria uma coisa: ser chef. A paixão pela gastronomia o levou, já adulto, a criar um livro de receitas um pouco atípico.

dali-1

Lançado em 1973, a publicação, chamada Le Diners de Gala (‘Os jantares de Gala’), traz 136 receitas que dividem espaço com as ilustrações do pintor, distribuídos em 12 capítulos bastante peculiares. O décimo capítulo, por exemplo, aborda somente comidas afrodisíacas.

A arte encontrada no fascículo é fascinante e, ao mesmo tempo, perturbadora. Há montanhas de lagostins que protagonizam cenas que remetem à canibalismo, autorretratos do artista vestido como chef em batalhas contra garfos e até a interação de um cisne com uma escova de dentes.

03

follow-the-colours-livro-salvador-dali-culinaria-02

02

Mas o tom surreal do livro não fica apenas nas ilustrações. Os pratos também possuem nomes curiosos, como os ‘Ovos de mil anos de idade,’ ‘Costeletas de Vitela recheadas com caracóis’, ‘Pastéis de rã’, entre outros. Apesar de parecerem receitas um pouco estranhas, a maioria delas são originárias de famosos restaurantes de Paris.

05

O título da obra faz referência aos jantares que Dalí dava para convidados, comandados por sua esposa, Gala. Como não podia ser diferente, os eventos tinham pouco a ver com a degustação de pratos, mas eram bastante performáticos.

Os convidados usavam roupas bizarras e, quase sempre, os animais que eram encontrados nas receitas também podiam ser vistos correndo pela mesa. Sim, se o prato principal levava frango, com certeza você veria algum frango passeando pelo ambiente.

04

08

Quarenta e três anos depois de sua primeira edição, a Editora Taschen resolveu presentear os fãs do trabalho de Dalí com a reedição do livro, o qual já está disponível para compra nesse link. Mas antes de adquirir a obra, fica aqui um aviso, dado pelo artista no prefácio da publicação:

06

Nós gostaríamos de afirmar claramente que, desde as primeiras receitas, Les Diners de Gala, com seus preceitos e suas ilustrações, é dedicado exclusivamente aos prazeres do paladar. Não procure por fórmulas dietéticas aqui. Nossa intenção é ignorar gráficos e tabelas onde a química toma o lugar da gastronomia. Se você é um discípulo dos contadores de calorias que transformam as alegrias de comer em uma forma de punição, feche este livro de uma só vez; é muito agressivo, e pode ser impertinente para você“. (Salvador Dalí)

07

09

Incrível, não?

Via.

Maitê Mendonça é jornalista e gaúcha. Ama filmes e fotos do pôr do sol.

Maitê Mendonça – já escreveu posts no Follow the Colours.


Comentários