Ao pé da letra, segundo o Dicionário Brasileiro da Língua Portuguesa Michaelis, um museu é uma “instituição onde se expõem obras de arte e objetos de cunho científico ou histórico“, mas pode ser também uma “coleção ou conjunto de coisas raras.”

A National Geographic montou portanto uma lista que contém alguns conjuntos de coisas raras, mas neste caso, raras e estranhas. De castelos embaixo d’água a um museu estranho dedicado a múmias, veja só a lista com curiosidades e peculiaridades que pode-se encontrar ao redor do mundo.

1 – Plastinarium – Guben, Alemanha

O que 39 anos de estudos dedicados à dissecção química e medicina poderiam render a você? Para o alemão Gunther von Hagens rendeu um museu inteiramente dedicado a plastinação – um processo controverso no qual polímeros são usados ​​para preservar o tecido humano.

No Museu Plastinarium, localizado na cidade de Guben, na Alemanha, os visitantes aprendem um pouco mais sobre anatomia, enquanto presenciam um processo gráfico de plastinação em seres humanos e animais em diferentes poses.

2 – Museu Momofuku Ando Instant Ramen – Osaka, Japão

Se você é viciado em miojo e cupnoodles, saiba que alguém passou mais de um ano para conseguir chegar nesta fórmula impecável. Este alguém foi o japonês Momofuku Ando. Em 1958, Ando criou as primeiras fórmulas de macarrão instantâneo do mundo, o “Chicken Ramen”.

No Japão, o cupnoodles e macarrões instantâneos são parte da cultura alimentar de tal forma que um museu dedicado à compreender este capítulo da história foi criado. Chamado Museu Momofuku Ando Instant Ramen, o espaço mostra diversos pacotes de macarrão instantâneo e cupnoodles existentes tanto no Japão, quanto em outros países.

3 – Museu do Sexo – Nova York, Estados Unidos

Em 2002, a cidade de Nova York ganhou um espaço totalmente dedicado ao sexo. Segundo o site oficial, o Museu do Sexo de Nova York foi criado com a intenção de preservar a história, evolução e significado cultural da sexualidade humana.

A New York Magazine descreveu a visita ao museu semelhante a “um sonho com sexo vindo de Willy Wonka”, onde você pode tratar o seu adulto interior com uma rodada no castelo dos seios ou admirar fotografia erótica vintage.

São mais de 15 mil itens expostos, entre obras de arte, fotografia, figurinos e recordações históricas que criam diariamente um discurso aberto sobre sexo e sexualidade – tanto de humanos, quanto de animais.

4 – Museu do Espião – Washington, Estados Unidos

Se você curte espionagem e filmes de ação em que existem personagens vivendo em risco para descobrir tudo de algum vilão, saiba que na capital dos Estados Unidos existem um museu internacional dedicado à artefatos da espionagem.

Mini câmeras, dinheiro falsificado, armas disfarçadas e máquinas de cifra mostram para os visitantes do Museu do Espião alguns dos materiais reais utilizados por espiões ao longo da história. Parte das exposições são interativas, possibilitando ainda te permitir “participar” de uma aventura da espionagem, um verdadeiro 007 da vida real.

5 – Museu das Múmias de Guanajuato – Guanajuato, México

Na pequena cidade mexicana de Guanajuato (Patrimônio Mundial da UNESCO), encontra-se um espaço um tanto quanto macabro. Durante meados do século XIX, centenas de corpos foram enterrados nas criptas do Panteão de Santa Paula.

As famílias que não fossem capazes de pagar os impostos funerários de seus entes queridos, teriam de abrir mão dos corpos para serem exumados. Acontece que, este corpos, foram mumificados através de um processo natural, dado provavelmente por fatores climáticos da região.

Os cadáveres agora são itens de exposição do Museo de Las Momias, ou Museu das Múmias de Guanajuato, em tradução livre.

6 – Museu Subaquático de Arte (MUSA) – Cancun, México

Um dos destinos mais visitados da América Central é Cancun. Em 2009, a cidade marcada por suas belas praias azuladas ganhou ainda um museu embaixo d’água. O MUSA – Museu Subaquático de Arte, que conta com mais de 500 esculturas em tamanho real fixadas literalmente no fundo do mar.

O local funciona como um recife artificial concebido para promover o crescimento de corais, que dão ares espontâneos de paisagem marítima. As esculturas retratam carros, pessoas, animais, e outros objetos e os visitantes podem explorar o museu por barco com fundo de vidro, mergulho ou snorkeling.

7 – Museu Fálico da Islândia – Reykjavik, Islândia

Não, você não leu errado. Na cidade de Reykjavik, Islândia, existe um museu dedicado a expor todos os tipos de pênis existentes entre diferentes espécies de animais e todos os formatos humanos.

O fundador do museu, Sigurður Hjartarson, desenvolveu um fascínio pelo estudo fálico ainda criança, quando recebeu um pizzle (pênis de touro) – dispositivo usado como um chicote para animais de fazenda.

Em 1974 ele começou a colecionar pênis de baleia e desde passou a se interessar pelos diferentes formatos do órgão. Em 1990, depois de acumular uma coleção significativa, abriu o Museu Fálico da Islândia.

Os visitantes encontrarão 56 espécimes pertencentes a 17 tipos diferentes de baleias, um espécime tirado de um urso polar rogue, 36 espécimes pertencentes a 7 diferentes tipos de morsa, 115 espécimes provenientes de 20 diferentes mamíferos terrestres. No total são 209 espécimes pertencentes a 46 espécies diferentes de mamíferos – incluindo o Homo Sapiens.

8 – Sulabh Museu Internacional de Privadas – Nova Delhi, Índia

Logo quando você chega a conclusão que já viu de tudo, mais uma surpresa: na Índia existe um museu internacional que retrata todos os diferentes tipos de privadas já existentes. Localizado na capital da Índia, o Sulabh Museu Internacional de Privadas detalha a história da higiene e saneamento desde 2500 a.C. até hoje.

De banheiros banhados a ouro dos imperadores romanos até os commodes medievais, o museu ainda vai além de abriga ainda uma coleção de raros poemas de toalete.

9 – Museu da Tortura – Amsterdam, Holanda

Outro macabro museu fica em Amsterdam. Entre os vários bares e hotéis no coração da cidade, encontra-se o Museu da Tortura. O espaço convida os visitantes a viajarem de volta no tempo para a história obscura da Europa, quando a tortura e a execução eram comuns.

Desde a cadeira de inquisição coberta de espigas até espadas de decapitação, o museu exibe mais de 40 instrumentos usados ​​nos interrogatórios de suspeitos de criminosos, bruxas e prisioneiros políticos.

10 – Museu de Marionetes Vent Haven – Fort Mitchell, Estados Unidos

Quem tem medo de bonecos e marionetes pode evitar o destino turístico da cidade de Fort Mitchell, Kentucky, Estados Unidos. O Museu de Marionetes Vent Haven é o único desta modalidade no mundo e foi iniciado por William Shakespeare Berger, em 1910, quando comprou seu primeiro boneco de marionete: Tommy Baloney.

Dali em diante, um vício foi criado e em 1947, sua coleção ocupava toda uma garagem. Em 1962, Shakespeare precisou de um edifício para abrigar sua coleção. Hoje o museu conta com mais de 800 bonecos, livros históricos, fotos e playbills.

E você, já visitou algum desses museus estranhos? Conta pra gente!

Clarissa Jurumenha é jornalista, publicitária, aspirante a fashionista, louca por memes, trendings do momento e coxinha de frango. Aos 25 anos e um bocado de projetos não realizados, colocou em prática o #BrasíliaNaMala e resolveu anunciar para o mundo duas outras paixões: fotografia e moda.

Clarissa Jurumenha – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários