Criado pelo polêmico artista Banksy, o The Walled Off Hotel possui a ‘pior vista do mundo’: fica em frente ao muro israelense na Cisjordânia. Confira! 

Depois de abrir o Dismaland, parque temático que satirizava a Disney em 2015, o genial Banksy parecia ter dado um tempo em suas obras de arte. Agora, nós finalmente descobrimos o porquê do silêncio: o artista estava dando duro em seu mais novo projeto, um ousado hotel na Palestina, em frente ao muro israelense na Cisjordânia, área que gera discórdia entre os povos ali há anos.

Chamado de The Walled Off Hotel, o novo empreendimento de Banksy abriu suas portas ao longo da controversa barreira que separa Israel dos territórios palestinos, e possui uma “das piores vistas do mundo.” Com dez quartos no total, o espaço possui novas obras de Banksy que pretendem iluminar a consciência dos visitantes sobre o conflito, trazer empregos e reforçar o turismo naquela região.

Para aprofundar o diálogo, o hotel – que está localizado no interior de um edifício residencial vazio situado a poucos metros do muro, fica fora de Belém (Palestina), em uma área sob controle israelense (e os israelenses estão proibidos de entrar na cidade e muitos de seus locais turísticos).

Segundo Banksy, o local vai acolher exposições de vários artistas do país, muitos dos quais nunca tiveram a oportunidade de mostrar o seu trabalho para uma audiência internacional.

Guerra de travesseiros entre soldado israelense e manifestante palestino; 

O The Walled Off Hotel marca mais uma tentativa do artista de reunir palestinos e israelenses (em Dismaland, Banksy também exibiu obras de um trio de israelenses e palestinos lado a lado).

Dê uma olhada na decoração do hotel abaixo:

O nome do hotel é uma referência à rede de estabelecimentos de luxo Waldorf e ao muro, já que “Walled Off” significa “separado pelo muro” em inglês. As diárias custam a partir de US$ 30.

The Walled Off Hotel Banksy

Ao se hospedar no The Walled Off, você poderá encontrar-se literalmente dentro de uma obra de arte. Banksy decorou 7 dos quartos enquanto outros artistas, como o palestino Sami Musa e a canadense Dominique Petrin, personalizaram outros cômodos.

Como a fotógrafa e escritora Diane Arbus disse uma vez: “Viver com uma obra de arte é algo diferente, é algo para vislumbrar até o canto do olho”.

Aqui, você fica sabendo mais sobre o The Walled Off Hotel.

Via.

Carol T. Moré é editora do Follow the Colours. Cores, internet, design, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários