O tema é amor incondicional. Os personagens são uma figura imensa que doa todo o seu amor, atenção à sua flor mais querida e tem uma educação cortês, uma menina simples de trancinhas nos cabelos que tem medo dos monstros debaixo da cama e adora uma soneca no final da tarde.

Ela monta cavalinho no pescoço largo deste gigante que, de tão alto, faz com que ela atravesse as nuvens, e além de tudo, ele ainda tem tempo para um bom teatro de fantoches. 

Snezhana Soosh é uma jovem pintora ucraniana que se inspira no seu filho de 9 anos, Frol, para ilustrar situações do cotidiano pintadas em aquarela. Seus desenhos trazem um pai grandalhão e sua filha. Afetuoso, ele cuida com todo cuidado e carinho de sua maior preciosidade, protegendo e criando um vínculo indispensável que fará uma diferença marcante pelo resto de suas vidas.

Snezhana diz que essa sua série trata de um retrato sensível da sociedade contemporânea, na qual rótulos, papeis sociais e estereótipos não fazem mais sentido, mostrando, por exemplo, a mulher que lidera o mercado de trabalho e pais solteiros que cuidam da casa e dos filhos ao mesmo tempo, sendo, este último, o foco principal da artista.As pinturas são delicadas e cheias de sensibilidade, pinceladas com maciez e cores suaves. Repletas de aconchego e ternura, característica irresistível das crianças, torna-se difícil não se emocionar com a magia encantadora dessa relação pura, sincera e amorosa.

O interessante das ilustrações de Soosh é que, para muitas pessoas, elas reavivam as memórias doces da infância de quem teve a benção e graça de ter uma relação paternal como essa. Para quem não teve tal oportunidade, os desenhos servem de grande inspiração para cuidar e compreender a suavidade do processo.

“Eu sempre quis ter uma relação afetuosa e amorosa com meu próprio pai, mas ele não sabia como demonstrar seu amor, por isso, na maior parte do tempo, ele era frio e distante”.

“Estive observando outros pais com suas filhas em momentos cheios de ternura e amor. Penso que meus desenhos são sobre o que me faltou e o que sempre quis: me sentir amada e protegida pelo meu pai, explica Soosh.

A artista tem a esperança de que suas imagens alcancem o máximo de famílias possíveis, principalmente os homens: “Eu espero que os pais vejam a importância de estarem presentes na vida de suas crianças e que se sintam inspirados a mostrar seu amor e afeto”, afirma a artista para o Huffington Post, complementando: “Também quero dizer que, a verdadeira força, é mostrada através do amor e da ternura”.

Acompanhe mais ilustrações de Snezhana Soosh pelo Instagram ou através da página no Facebook.

Via/Via/Via/Via.

Viciada em açúcar, Marina Gallegani é movida pelas forças da natureza e tem fome de liberdade. Jornalista, escritora e fotógrafa amadora, se entrega às cores da vida e sonha com viagens ao redor do mundo. Em constante reconstrução, acredita ser eterna e tem a certeza de que o sorvete é uma das fórmulas da felicidade.

Marina Gallegani – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários