A Biodiversity Heritage Library é a “maior biblioteca digital de acesso aberto do mundo para literatura e arquivos sobre biodiversidade” e traz mais de 270.000 imagens gratuitas da natureza e mais de 58 milhões de páginas para explorarmos

Considerado o maior arquivo digital de acesso aberto do mundo dedicado à vida na Terra, a Biodiversity Heritage Library traz esboços de animais, diagramas históricos, estudos botânicos e várias pesquisas científicas coletadas de centenas de milhares de publicações e bibliotecas em todo o mundo. Em um esforço mútuo para compartilhar informações e promover a colaboração para combater a crise climática, o site possui uma coleção de mais de 58 milhões de páginas, algumas das quais datam do século XV. Entre este conteúdo incrível estão pelo menos 270.000 ilustrações disponíveis para download gratuito em arquivos de alta resolução.

Em 2011, a equipe da BHL começou a fazer upload de ilustrações, criadas ao longo dos últimos 500 anos, a partir de livros de seu acervo. Agora, a coleção @BioDivLibrary no Flickr oferece as imagens da natureza gratuitamente, com uma curadoria especial feita por livro, assunto e autor.

Entre as coleções está uma cópia digital de The Zoological Sketches, de Joseph Wolf, dois volumes contendo cerca de 100 litografias que retratam animais selvagens alojados no Regent’s Park de Londres (em 1820-1899). Wolf esboçou e pintou originalmente as folhas em meados do século XIX. Outros trabalhos diversos variam de um projeto de aquarela detalhando flores indígenas das ilhas havaianas, a um guia para taxidermia manual – faça você mesmo repleto de instruções publicado em 1833.

Aqui estão algumas das imagens que nos deparamos ao fazer uma curadoria no Flickr. Lá também encontra-se pastas separadas por temas como Orquídeas da América Latina, Coleção de Baleias, Coleção Game of Thrones, Pomologia (Maças e Pêras) e mais!

Anais da Sociedade Entomológica da França, Paris: 1908

A Biodiversity Heritage Library é um consórcio de bibliotecas de história natural e de botânica que cooperam para digitalizar e tornar acessível o legado de literatura sobre biodiversidade

A biblioteca também oferece uma variedade de ferramentas, incluindo recursos de pesquisa para encontrar espécies por taxonomia e outra opção para encontrar conversas online relacionadas a livros e artigos no arquivo. A organização adiciona também consistentemente coleções ao domínio público. Esses documentos são essenciais para compreender as complexidades dos ecossistemas em rápida mudança em meio a uma grande crise de extinção e mudanças climáticas generalizadas.

Anais da Sociedade Entomológica da França, Paris: 1917

Já falamos um pouco sobre a BioDivLibrary aqui e o fantástico livro de 1719 que traz as 1ª ilustrações coloridas do mundo sobre a vida marinha

Aves do leste do Canadá, Ottawa, J. de L. Taché, Printer, 1919.

Descrições e imagens de jardins. Iconographia Caesarei Schoenbrunnensis. Viena: Apud C. F. Wappler; 1797-1804.

Descrições e imagens de jardins. Iconographia Caesarei Schoenbrunnensis. Viena: Apud C. F. Wappler; 1797-1804.

Relatórios de reunião: Viena: K.-K. Hof- und Staatsdruckerei em comissão com A. H © lder. Departamento de Mineralogia, Cristalografia, Botânica, Fisiologia Vegetal, Zoologia, Paleontologia, Geologia, Geografia Física e Viagens Vol. 115 (1906)

Monstros extintos. Londres: Chapman & Hall, 1896. Muitos descrevem o monstro do Lago Ness como um Plesiossauro, como esta imagem de um livro. 

Gosta de corridas de cavalos? Então você vai adorar este livro! 

O catálogo também serve como uma fantástica fonte de inspiração para criativos e uma ótima ferramenta de educação. Para quem não curte vasculhar páginas e páginas de arquivos, vá para o Flickr e o Instagram para uma experiência visual mais simples. Aos que amam explorar, os olhos brilham com tanta coisa legal!

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários