Lyz Medeiros é ilustradora e designer gráfico. Do interior do Rio de Janeiro, ela tem 23 anos e está na reta final da faculdade. Hoje, além de empreender, ela acabou entrando no mundo da fotografia. “Adoro viajar, ter novas experiências e amo meu trabalho, sinto que estou no caminho que deveria estar. Sou uma ‘fazedora de coisas’, inquieta e curiosa”.

A ilustração surgiu com o desejo de criar produtos e de representar sentimentos e sensações através do seu ponto de vista. Lyz então começou a rascunhar bem novinha e depois foi amadurecendo e aprimorando suas técnicas até encontrar um estilo próprio.

Depois de tantos cursos que fez e acumular em seu currículo muitos projetos paralelos, Lyz Medeiros decidiu apostar em suas artes sensíveis e autorais. Elas são pura poesia! Lyz hoje encanta muitas pessoas com seus inúmeros produtinhos especiais. Confira nossa entrevista exclusiva:

FTC: Há quanto tempo cria as ilustras e quais materiais utiliza?

Em 2008 eu comecei naturalmente a mostrar um interesse maior por desenho, em experimentar texturas, cores e colagens. E sigo até hoje nessa jornada com a ilustração.

Hoje uso nankin, canetas especiais, desenho digital, aquarela e serigrafia. Gosto de ir descobrindo novas possibilidades e uso as ferramentas ao meu favor.

FTC: Qual a influência das cores nos seus trabalhos? Ou melhor, por que mais P&B?

Ah, eu amo quando perguntam isso. E a verdade é que não tem um motivo especial. Acredito que seja por eu seguir as influências do minimalismo.

Gosto de pensar que as cores estão ali em algum lugar, escondidas talvez. Uso P&B como um instinto, faz parte de mim. Penso muito que em um futuro eu vá me arriscar em novos tons.

FTC: O que é arte para você e como você definiria a sua arte?

Penso que arte é tudo que nos rodeia. Tudo que te transforma de alguma forma, que te inspira, que te traz sensações diversas. E que delimitar a arte em conceitos e regras é torna-la prisioneira de não ser algo além.

O que faço e busco fazer é levar luz, amor e transformação às pessoas.

FTC: Pode contar pra gente um pouco do seu processo criativo no seu dia a dia?

Sabe o tal do bloqueio criativo? Olha, esse monstrinho vive aprontando comigo. Daí com o passar do tempo vou criando amadurecimento pra contornar a situação. Estudo, busco referências e volto pra disciplina de criação. Busco produzir algo que faça sentido para mim e posteriormente para as outras pessoas.

Sou muito observadora. A todo lugar vou olhando, estudando, vivenciando, assisto a muitos filmes e séries, ouço muita música e toda essa experiência vivida levo pro papel.

FTC: E agora, o que vem pela frente?

Pro próximo ano tenho projetos de expandir meu universo compartilhando meu trabalho de diversas maneiras. Penso em um blog, um canal, renovar meu site, voltar com a loja online e entrar no universo da tatuagem… ufa! Quero é dar um passo a frente e priorizar ainda mais meu trabalho.

FTC: O que tem lido, ouvido, visto, quais são os artista preferidos no momento?

Tenho estudado muito sobre:

– Empreendedorismo criativo com o material da Rafa Cappai e TED.

– História da arte, design, ilustração e lettering: FTC, Amanda Mol, Malena e Aline Albino.

– Vejo muitas séries para aprender mais sobre fotografia e design: Minimalismo, Stranger Things, Into the Wild, Wild, Senhor dos Anéis, Harry Potter, Universo da Marvel, Anne with an E.

Acompanhe o trabalho de Lyz Medeiros em seu Instagram. Para encomendas: e-mail: oilyzmedeiros@gmail.com

Imagens: Lyz Medeiros, Marina Costa, Karollina Moraes e Josh. 

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários