Materiais inusitados são colocados lado a lado em harmonia e dão vida às máscaras de Damselfrau criadas por Magnhild Kennedy

Magnhild Kennedy é uma artista autodidata que se divide entre Londres e Oslo, na Noruega. Seu trabalho chama atenção pela riqueza de detalhes e pela harmonia na composição de elementos tão distintos. Kennedy produz máscaras encantadoras, feitas de material garimpado, como roupas vintage e objetos que ela encontra na rua.

Sob o nome artístico de Damselfrau, ela publica suas criações em uma conta homônima no Instagram, que conta com mais de 60 mil seguidores. Em seu site, a artista explica que enxerga as máscaras como um lugar, onde diferentes elementos se encontram como situação. E para ela, o seu trabalho é exatamente sobre esse lugar, ao invés de tratar as máscaras como um tema ou uma categoria.

Entre os materiais utilizados por Magnhild Kennedy estão alguns itens peculiares como uma renda fina do século 19, da autora norueguesa Camilla Collet, cabelos usados em adornos por gueixas há 200 anos e também peças garimpadas no dia a dia. Para a artista, é mais interessante encontrar soluções de uso para os materiais inusitados com os quais trabalha do que usar algum objeto de maneira convencional.

COMO MAGNHILD KENNEDY COMEÇOU A CONFECCIONAR AS MÁSCARAS

Quando se mudou de Oslo para Londres, Magnhild Kennedy passou a frequentar muitos clubes noturnos com seu marido e algumas vezes ela fazia máscaras para eles usarem. Mas o que começou como um hobbie se tornou algo bem maior. O trabalho manual também foi um maneira que ela encontrou para lidar com o seu distúrbio de déficit de atenção.

A artista é capaz de terminar uma máscara completa em questão de dias. Ela diz que não planeja o que vai fazer antes, não há nenhum tipo de esboço no papel, ela simplesmente deixa sua criatividade fluir com os materiais em mãos. Ela sempre procura por coisas antigas, que carregam consigo uma história. Isso foi o que a motivou a morar em Londres, uma cidade com uma oferta incrível desse tipo de objeto.

Como são ricas em detalhes, as máscaras de Kennedy logo chamaram atenção do mundo das artes e da moda. Ela já fez algumas colaborações para desfiles e revistas como Another Man. Na ocasião, a marca Louis Vuitton fez uma doação de dezenas de botões para serem usados em uma máscara.

A artista também foi convidada para expor suas criações em uma galeria de arte. Para ela, esse convite foi interessante pois retirou as máscaras do lugar de objetos “vestíveis” para serem objetos de exposição solitários. “Isso mostra que as máscaras também se saem muito bem por conta própria”, diz.

Gostou desse trabalho? Para saber mais sobre as criações de Magnhild Kennedy, acesse seu site ou siga seu perfil no Instagram.

Via e via.

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários