Tania Lissova cria minúsculas plantas usando diferentes tipos de papel. Cada vaso é criado individualmente formando lindas decorações botânicas. Confira! 

Os trabalhos manuais são uma das grandes tendências criativas atualmente. O artesanato teve seu status elevado tanto na decoração de interiores quanto nos layouts digitais, e assim como a técnica tradicional que conhecemos, ele pode se manifestar em uma infinidade de linguagens, alternando entre diversas técnicas e materiais.

Como já citamos anteriormente no FTC, a busca por termos relacionados ao artesanato tradicional em papel e tecido, como os bordados, cresceu 432%, enquanto a procura por “paper art”, que é a modalidade artística que utiliza o papel como base para desenvolver peças em duas ou três dimensões, aumentou em 130%.

O papel não demorou muito tempo para começar a ser manuseado com a finalidade de criar peças tridimensionais após sua invenção, que data do século II, na China. O material se popularizou pela Ásia e os trabalhos dos japoneses e chineses se destacaram. No Japão surgiu a técnica do Origami, enquanto no Japão era desenvolvida a Zhezhi. Ambas são modalidades de moldar o papel com o intuito de criar formas.

Essas folhas estão inseridas em nosso cotidiano de maneira tão íntima que possivelmente nem nos damos conta da capacidade delas. Popular e de fácil manuseio, o papel adquire novos ares nas mãos de artistas talentosos que elevam seu status e os transformam em obras que nos fazem rever sua potencialidade.

A ARTE BOTÂNICA DE TANIA LISSOVA

Uma das artistas que cumpre muito bem a função reinterpretar a funcionalidade do papel é Tania Lissova. A artesã russa de 23 anos que se autodescreve como uma “plant lady” – uma apaixonada por plantas -, utiliza o material com diferentes texturas para criar réplicas de vegetações em miniatura.

O FTC conversou exclusivamente com Tania e descobriu que a relação da russa com a paper art surgiu como um hobby durante a faculdade. Ela estudou Arquitetura e Artes e diz que se tornou fascinada pelas colagens em papel antes de concluir sua graduação, em 2016. A partir de então, essa paixão foi crescendo gradualmente.

A técnica que a artista utiliza é basicamente a colagem. Tania ressalta que a textura é muito importante no momento de escolher o papel para suas peças. Igualmente importante é ter instrumentos de corte afiados para recortar os pequenos detalhes de suas miniaturas. Curiosamente, ela nos contou que raramente utiliza tesouras, e que prefere restringir o uso delas a áreas maiores de recorte.

Tania Lissova conclui que gostaria de inspirar as pessoas através de suas pequenas peças, e mostrar que as plantas estarão sempre vivas por meio de sua obra. O resultado final de seu trabalho é surpreendente!

Você pode conhecer mais sobre o trabalho de Tania Lissova através do seu perfil no Instagram e também através de sua loja online.

Via/Via.

Affonso é arquiteto e urbanista e tem dificuldade em ficar parado. Amante dos trabalhos manuais desde pequeno, criou sua loja online logo no fim da faculdade, quando passou a comercializar objetos de decoração confeccionados por ele mesmo. Adora artes, decoração e qualquer projeto de “faça-você-mesmo”. Acredita que com criatividade e dedicação é possível transformar o espaço e as pessoas ao seu redor.

Affonso Malagutti – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários