É desde criança que o carioca Márcio Ribeiro, mais conhecido por Piá, se interessa por desenhos e pinturas. Márcio já trabalhou com serigrafia, cenografia, como diretor de arte, fez trabalhos para TV e cinema, sempre conciliando essas experiências com pinturas em telas e construção de cenários. Foi ao longo de anos que surgiu a intenção em começar a expressar a sua arte. Cheia de emoções, sentimentos, melancolias e com delicadeza, suas cores se espalham pelas ruas e através de outros materiais chamando bastante atenção. Perguntamos ao artista, se ele poderia nos contar um pouco mais de seus trabalhos atuais e de onde surgem as suas inspirações. Eis aqui, o relato de Piá, exclusivo para o Follow:
“Me chamo Márcio Ribeiro e assino como Piá. Sou integrante da formação original do FleshBeckcrew. Trabalho com murais, telas e cenários. Fui assistente de cenografia durante muito tempo até trabalhar como cenógrafo e diretor de arte. Estou trabalhando 2 series: uma se chama CISTERNA, que fala do homem como um reservatório que acumula sentimentos, memórias, experiências… como uma cisterna, que acumula água, e outra que se chama TRANSBORDA. Esta fala do momento em que esse acúmulo de coisas transborda o reservatório, fala um pouco do comportamento do homem de hoje em dia, que está sempre cheio sem perceber…transbordando. As séries são quase como um lembrete, para que as pessoas parem pra por pra fora, para lembrar de respirar, extravasar de alguma forma antes de transbordar… ou simplesmente deixar transbordar! São óleos, serigrafias e instalações que estão sendo produzidas para uma exposição na Galeria Movimento ainda sem data, mas em breve. Onde o sentimento e a valorização da pintura estão em primeiro plano.”
Essas são algumas obras CISTERNA e TRANSBORDA:

 

Divulgação Black Ninja.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários