Artista recolhe papelão dispensado como lixo e ressignifica material o transformando em arte

Uma alternativa sustentável e além disso, criativa. O Projeto Papelão é encabeçado pelo artista plástico e tatuador Edgar Camargo, proprietário do estúdio de tatuagem em São Paulo True Love Tattoo, que há alguns anos mescla desenhos de tattoo e recortes para criar imagens e esculturas de símbolos em camadas, resultando em um efeito de profundidade. O material é cortado à mão, com estilete ou bisturi, e as cores e traços tomam formas com látex, posca e spray.

COMO SURGIU O PROJETO PAPELÃO

Em 2011, Edgar Camargo encontrou um amontoado de papelão na rua. O que ia para o lixo, não passou despercebido por seu olhar criativo. Ele recolheu alguns e passou dias trabalhando naquele material que seria inutilizado.

O resultado foi uma série de ilustrações tridimensionais que já foram expostas em Amsterdã e Londres, e que agora são vistas por São Paulo e pelo Brasil todo. Edgar passou a receber encomenda de amigos e conhecidos e foi convidado a realizar trabalhos personalizados. Depois disso, montou diversas exposições, especialmente para o público brasileiro.

Ultimamente ele tem criado trabalhos bem legais. No Instagram do Estúdio Fissura, em que faz parte, Edgar compartilha suas obras e a de outros colegas que também tem feito experiências com materiais diferentes como têxtil, cerâmica, etc. Entre suas mais recentes peças estão móveis feitos de papelão, como por exemplo, uma estante e mesinhas de cabeceira, além de suas esculturas estilo Old School, geométricas, cheias de simbolismos místicos e religiosos, e outras com traços mais simples que você confere abaixo:

Veja as criações e acompanhe o Projeto Papelão de Edgar em seu Instagram.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários