Acomodadas em bean bags (pufs), as pessoas assistem em uma tela de 28 metros quadrados a clássica cena do Massacre da Serra Elétrica em que o Leatherface chuta a porta de um celeiro, flagra um casal transando e pega a serra elétrica para fatiar os dois. Quando menos se espera, tudo fica escuro por 15 segundos e só se ouve no ambiente o barulho característico da serra elétrica. Volta a luz e Leatherface fatia os dois adolescentes e jorra o sangue em mapping.

cine11

Essa é uma pitada da experiência do que vai ser a primeira edição do Cinesthesia que acontece no próximo dia 9 de novembro, no Cine Joia em São Paulo. A noite começa com o Massacre da Serra Elétrica, seguida de um show dos Zumbis do Espaço e termina com a apresentação de O Exorcista. A ideia é transformar completamente a experiência de ir ao cinema, seja usando os recursos da casa de show, como o sistema de luzes e de som, seja com intervenções e performances que envolvam e surpreendam o público.

cine4

cine3

cine5

“A ideia do Cinesthesia é levar para os amantes de cinema uma nova maneira de fruir os seus filmes prediletos. É conseguir entreter o público apresentando uma experiência sensorial que faça o filme vazar da tela do cinema, tentar fazer com que os fãs vejam pela primeira vez filmes que viram 100 vezes”, afirma Facundo Guerra, sócio do Cine Joia.

 

Os frequentadores terão direito a pipoca à noite inteira e uma cerveja grátis pelo valor de R$ 40,00.

Originalmente inaugurado em 1952 como um cinema para a vanguarda japonesa, o Cine Joia ganhou fama pela exibição dos filmes premiados do grupo Toho – com o foco principal no diretor Akira Kurosawa – primeiro para atender à comunidade nipônica em São Paulo, para depois cair nas graças da intelligentsia paulistana. Até ter suas portas como cinema fechadas na década de 1980, para virar um templo de uma igreja pentecostal.

Paulo Moura é jornalista, sócio-diretor da Agência VIRTA e autor do blog Mosca Branca. Além do FTC, também escreve sobre inovação e criatividade para o Hypeness.

Paulo Moura – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários