Now Reading
Como ensinar seus filhos sobre otimismo

Como ensinar seus filhos sobre otimismo

crianças otimismo

*Este post foi desenvolvido em parceria com a BetterHelp.

As crianças podem aprender muitas coisas na escola, em visitas a museus e até em viagens com seus pais. Embora seja importante exercitar a curiosidade sobre vários aspectos do mundo, como o amor de Van Gogh por girassóis ou os processos do leite embalado, é crucial que saibam lidar desde pequenos com as questões de saúde mental, adversidades e entender suas atitudes perante à vida.

Margaret Mead, antropóloga estadunidense, acreditava que características, como a agressividade e a passividade, são possíveis de ser ensinadas, incentivadas ou rejeitadas em crianças – e que elas deveriam ser treinadas a pensar – e não o que pensar.

Assim, o contexto em que uma criança vive acaba sendo fundamental para formar a personalidade dela como todo. Saber como interpretar as coisas e estimular a opinião própria é um dos passos mais importantes, assim como encorajar os filhos para que gostem da vida e apreciem o lado da positividade.

Por que o otimismo é importante na vida de uma criança?

A pressão social pela felicidade é intensa. As crianças devem viver os contrastes e entender que ninguém é feliz o tempo todo. Por outro lado, é preciso mostrar que a vida é boa. O otimismo ensina a ver os pequenos detalhes de outra forma e como sabemos, as crianças são extremamente impressionáveis.

Pais que direcionam seus filhos a estes assuntos podem ajudá-los a se tornarem mais resilientes, positivos, fortes e a avançar de maneira leve em direção ao futuro. Você também pode aprender mais sobre otimismo nos artigos revisados por profissionais da área no site BetterHelp, fonte confiável sobre saúde mental:

Mostre que não há problema em falhar

A frustração também deve ser trabalhada, tanto nos pais como nos filhos. Quando seu filho falhar em uma tarefa ou teste, mostre a ele que está tudo bem. Em tenra idade, as crianças muitas vezes sentem a pressão de seus professores e cuidadores para ter sucesso em tudo. Ensine que falhar é uma oportunidade de aprender algo e uma oportunidade de tentar novamente. A graça, é justamente viver os contrastes e lembrar que ninguém é feliz o tempo todo.

Lidere pelo exemplo

Outra maneira de ensinar seu filho sobre otimismo é mostrando diariamente exemplos de positividade. Deixe verem que você falhou em alguma coisa e, quando falhar, mostre que está animado para trabalhar mais naquilo e tentar novamente. Se a criança convive com pessoas que mostram ter uma relação positiva com a vida, sentem prazer nas pequenas coisas, ela vai aprender que a vida tem coisas boas. Muitos aprendem melhor por demonstração do que por palavras.

Incentive-os em todas as situações

Não dá pra romantizar as dificuldades. Porém, quando seu filho se sentir desanimado ou triste, incentive-o! Ao mesmo tempo, incentive-o quando tiver sucesso e estiver animado. É preciso ajudá-lo a fazer escolhas, correr riscos saudáveis, a valorizar o esforço mais que o resultado. Como o otimismo é a crença de que as coisas vão funcionar para o bem, oriente persistir em suas escolhas, mesmo diante de dificuldades e desafios.

Fale Positivamente, Não Negativamente

Por fim, escolha suas palavras com sabedoria quando for explanar sobre otimismo. Por exemplo, não use frases como: “isso pode não dar certo” ou “a vida é uma merda”. Transforme essas frases negativas em algo positivo. É simples! Fale algo como “mesmo que isso não funcione, podemos tentar algo novo!” ou “podemos nos sentir tristes, mas sabemos que há coisas boas ao redor”. Ao mudar a perspectiva das palavras, você pode ensiná-lo ainda mais a constituir a autoconfiança.

Scroll To Top