Kalamkari é uma técnica tradicional com resultados impressionantes feita em pintura e impressão em tecido. Cores naturais e estampas complexas são elementos centrais desta arte tradicional que pode também inspirar a decoração 

A índia é um país conhecido por sua forte cultura, religiosidade, e claro, por suas cores! Hoje então conheceremos mais sobre o estilo de arte chamado Kalamkari. Sabemos que os diferentes tipos de adereços e artes indianas são presentes nas casas, roupas e nos eventos típicos do país. Você pode relembrar o projeto do fotógrafo brasileiro Richard Hodara sobre o país, visto de uma nova perspectiva. E também uma startup indiana que retira poluição do ar e transforma em uma tinta sustentável! Claro que junto dessa tecnologia e avanço, as raízes seguem bem fortes.

HISTÓRIA

Kalamkari é um estilo dividido em duas vertentes: Srikalahasti e Machilipatnam (quem aí também leu bem devagar para conseguir acompanhar?). “Kalam” é referente à caneta e “Kari” se refere ao artesanal. A arte é conhecida e feita até os dias atuais.

Antigamente, artistas mudavam-se das aldeias para contar aos moradores as histórias tradicionais da mitologia hindu. Ilustravam seus relatos usando telas pintadas no local com tintas extraídas de plantas. Artes como essas, hoje reconhecidas como painéis de Kalamkari são encontrados nos templos hindus e representam os episódios da mitologia tradicional do país.

A arte Kalamkari foi praticada por muitas famílias e aldeias, que preservaram esse conhecimento ao longo do tempo. O estilo chegou a ter um período de declínio mas se recuperou e segue forte na Índia e no exterior (para os britânicos, desde o século XVIII é usado para roupas). Atualmente, muito da tradição foi substituída por softwares e impressões digitais, mas ainda se encontra muitos praticantes da arte tradicional na Índia e no Irã.

TÉCNICAS E PRODUÇÃO DO KALAMKARI

A arte Kalamkari se utiliza principalmente de cores terrosas como o índigo, mostarda, ferrugem, preto e verde. Os padrões incluem motivos florais, formas de animais e os desenhos mehrab em tecidos. O estilo Kalamkari foi criado em torno dos templos, portanto, antigamente tinha identidade quase religiosa e representava divindades e cenas tiradas dos clássicos mitológicos hindus.

O processo de fabricação do Kalamkari envolve 23 etapas. Desde o início natural de branqueamento do tecido, amaciamento, secagem ao sol, preparação de tinturas naturais, pintura à mão, até os processos de secagem e lavagem ao ar livre, todo o procedimento exige precisão e cuidado para os detalhamentos.

Arte complexa, mergulha-se o tecido no leite de búfala, deixar secar ao sol, contorna as porções vermelha, preta, marrom e violeta dos desenhos antes de cobrir o pano e colocar em banho de alizarina (corante vermelho).

Depois são cobertas todas as partes do desenho (exceto as azuis) com cera e o pano é imerso em corante índigo (azul). Após isso, a cera é raspada e as áreas restantes são pintadas à mão.

Para a criação dos contornos, usa-se bambu ou palitos que servem de caneta (anteriormente submersa em uma mistura de açúcar mascavo e água) para depois adicionarem os corantes vegetais (extraídos de várias raízes, folhas e sais minerais) e contornarem o desenho.

Já no Irã, usam-se carimbos padronizados de madeira para imprimir o tecido. Também são usados produtos para remover o cheiro forte do leite de bufála e é adicionado “Alum” para garantir a fixação e a estabilidade de cor no tecido Kalamkari.

COMO SE PRODUZ?

No vídeo abaixo, você pode ver a reprodução de uma imagem Kalamkari e tentar criar a sua em casa com materiais de fácil uso! Em seguida, algumas amostras reais criadas para contar a milenar história hindu indiana.

Veja também as fotografias bordadas por Mylene Rizzo, que trazem um pouco da beleza e diversidade de cores da cultura indiana e as tatuagens Mehndi de Matthew Chahal, que se inspira na cultura indiana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Hoje em dia, na Índia, seda, mulmul, algodão e saris sintéticos também são vendidos com estampa Kalamkari. A impressão é uma tarefa muito mais fácil do que o trabalho Kalamkari tradicional. As dupattas (lenços) e blusas Kalamkari são populares entre as mulheres indianas.

KALAMKARI NA ERA MODERNA

A Kalamkari impressa digitalmente é uma nova mania na geração atual, pois é uma combinação de tendências tradicionais e modernas. Vários designers de moda retrataram belamente sarees kalamkari nas passarelas da moda e obtiveram uma ótima resposta.

A técnica hoje em dia não se restringe apenas aos lenços; roupas modernas são feitas de tecidos estampados Kalamkari e são aceitas por pessoas de todas as gerações. Além disso, muitos artistas produzem itens de móveis e tecidos feitos de gravuras Kalamkari.

Nós AMAMOS arte e admiramos muito estilos como esse, que valorizam a cultura do país. E você, gostou? Acompanhe nossas redes sociais e compartilhe suas artes conosco! #ftc #ftcmag

Tereza Teixera é estudante de Arquitetura e Urbanismo com muito prazer e está sempre procurando aprender mais sobre um pouco de tudo, principalmente sobre cenografia, criatividade, inovação, filosofia, negócios e novas formas de viver. Regida sob novos desafios e convivência constante com a arte.

Tereza Teixeira – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários