Um pouco de desenho, um pouco de teatro, um pouco de literatura, um pouco de música, um pouco de narração de histórias. O universo lúdico criado pelos bonecos do grupo de teatro Giramundo, de Belo Horizonte, toma conta do Itaú Cultural até 11 de janeiro de 2015. São 194 bonecos dos mais diversos tamanhos, formatos e cores que compõem a exposição ‘Ocupação Giramundo’, que faz um passeio pela história do grupo.

DSCF1318

Criada em 1971 por Álvaro Apocalypse, Terezinha Veloso e Maria Antonieta Vivacqua, a Giramundo é uma referência de teatro de bonecos e no trabalho de marionetista desenvolvido no país. Suas criaturinhas desenhadas, modeladas, pintadas e vestidas já foram manuseadas  – por meio de fios,  varas, luvas… – em 34 espetáculos, dentre eles: “A Bela Adormecida” (1971), “Cobra Norato” (baseado no poema de Raul Bopp, em 1979), “Pedro e o Lobo” (1993), “Pinocchio” (2015) e “Alice no País das Maravilhas” (2010).

DSCF1344

DSCF1311

DSCF1314

A exposição conta com uma linha do tempo que mostra desde os primeiros marionetes de papelão aos trabalhos mais recentes, que já contam com elementos de tecnologia digital. Em Alice, por exemplo, o gato de Cheshire é manipulado por motion capture, processo em que uma câmera flagra os movimentos do ator, reproduzindo-os no boneco. Outro destaque da mostra é o palco móvel, que permite conhecer os bastidores dos espetáculos, conhecendo os mecanismos que movimentam os bonecos.

DSCF1357

DSCF1327

DSCF1294

DSCF1288

Em tempo, o processo de construção de um boneco poderá ser acompanhado in loco todas as quintas e sextas-feiras (das 15h às 20h), por um bonequeiro profissional da Giramundo, que estará no local demonstrando o passo a passo da criação.

(Crédito das Fotos: Rodrigo Albuquerque)

Paulo Moura é jornalista, sócio-diretor da Agência VIRTA e autor do blog Mosca Branca. Além do FTC, também escreve sobre inovação e criatividade para o Hypeness.

Paulo Moura – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários