Telas gigantes expõem a visão do artista e sua relação com o tempo e a arte.

O Instituto Tomie Ohtake, em São Paulo, recebe até o dia 27 de maio uma exposição que reúne alguns dos trabalhos do pintor brasileiro Paulo Pasta. A mostra reúne 13 quadros, dos últimos treze anos de processo criativo do artista paulista.

Intitulada “Projeto e Destino”, a exposição é única pelo tamanho dos quadros apresentados, de 2,4 metros de altura por 3 metros de largura. Seu nome é inspirado em um ensaio homônimo do historiador italiano Giulio Carlo Argan.

O pintor e desenhista é bastante conhecido por produzir pinturas abstratas em formatos geométricos que exploram as variações e tons em uma gama de cores reduzida. As obras apresentam características marcantes do estilo de Pasta, como linhas bem definidas, que lembram cruzes, entre os blocos de cor, sendo que estas se limitam entre 3 e 6 matizes por tela, em tons similares.

“A lembrança do cromatismo de certo pintor (Volpi, Morandi, Rubens, Tintoretto) se delineia, mas pode ser igualmente substituída pela memória dos muros e fachadas dos bairros populares brasileiros”, diz Paulo Miyada, curador do Instituto Tomie Ohtake.

Paulo Pasta – Anunciação Vermelha, 2015 – Óleo sobre tela – 240 x 300cm

Além da exposição no museu, Pasta teve seus trabalhos mais recentes, feitos entre 2016 e 2018, exibidos recentemente em outra mostra no Anexo Millan. “Lembranças do futuro” dizia respeito a um outro lado do trabalho do artista e de uma questão tão presente em sua obra: o tempo.

“Sua pintura existe no tenso limiar entre, por um lado, um possível desejo de religar uma parcela dos legados da história e, por outro, experimentar a invenção de algo novo” observa Paulo Miyada.

Paulo Pasta – Quase nunca, 2010 – Óleo sobre tela – 240 x 300cm 

Paulo Pasta – O Dia, 2012 – Óleo sobre tela – 240 x 300cm

A mostra “Projeto e Destino” é a primeira exposição que reúne as pinturas do artista paulistano de dimensões quase arquitetônicas (2,4 metros de altura por 3 metros de comprimento).

VAI LÁ: PAULO PASTA – PROJETO E DESTINO

Até dia 27 de maio de 2018 no Instituto Tomie Ohtake (Av. Brigadeiro Faria Lima, 201, Pinheiros, São Paulo – SP).

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade. Escreve um blog sobre meio ambiente, sustentabilidade e consumo consciente. Também se dedica a cozinhar, como forma de prazer e arrisca novas receitas no tempo livre.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários