follow-the-colours-projeto-ARA-google-2016-00

Há algum tempo atrás, a gente falou sobre o Projeto ARA aqui no FTC, um smartphone modular que usa blocos para o processador, a memória, a câmera, entre outros componentes, e que pode ser montado de acordo com a necessidade de cada pessoa.

Após alguns anos de estudo, o Google liberou uma prévia do material mostrando potencial e dinamismo nas possibilidades que consistem em construir seu próprio celular. Design, cores e diferentes funções parecem estar combinados de maneira incrível.

Cada peça foi criada a partir de um software que realiza conexões instantâneas, com energia eficiente, transferência de dados com capacidade de até 11,9 Gbps. Tudo isso permite um trabalho com uma nova geração de estruturas e formatos. Algumas das formas dos módulos foram atualizadas com maior durabilidade e os conectores mantém a segurança das montagens.

Os blocos “ARA” contém CPU, GPU (chip gráfico), alto-falantes, sensores, termovisores, baterias e displays, deixando mais espaço livre para o hardware de cada módulo. O Google está, inclusive, à procura de criadores, marcas e desenvolvedores para testar a sua tecnologia.

Com isso, a empresa também trabalha em um mercado amplo para conectar a próxima geração, estendendo a comunidade de idealizadores do “ARA”.

follow-the-colours-projeto-ARA-google-2016-01

follow-the-colours-projeto-ARA-google-2016-03

Este projeto vem de uma longa história, tendo sua origem com os Phonebloks, criados pelo designer Dave Hakkens para a Motorola, a primeira e maior companhia a implementar a ideia, inspirando, posteriormente o projeto.

Para Hakkens, o objetivo com a novidade destes aparelhos vai contra o uso dado pela Google: “Não foque em fazer o próximo smartphone que venda muito, mas sim em criar um smartphone do futuro. Verdadeiramente, um celular para todo o mundo!”, afirma Hakkens em seu site, complementando que os custos também estão além do justo para a manutenção dos celulares modulares.

Atualmente, cada bloco representa uma função diferente, adicionando um valor maior a cada módulo comprado.

follow-the-colours-projeto-ARA-google-2016-02

A ideia é que cada telefone venha com várias peças básicas, tais como uma câmera, bateria adicional, e alto-falante. As peças extras, chamadas de avançadas, poderão ser adquiridas separadamente tanto do Google, quanto dos desenvolvedores e marcas parceiras.

Além disso, ao comprar o telefone on-line, você poderá escolher quais peças e cores que você gostaria de incluir em seu design.

A ideia parece realmente inovadora! A previsão das vendas está para 2017. Para ficar por dentro da data de lançamento e outras novidades, basta se cadastrar no site oficial do Projeto ARA.

Via/Via.

Viciada em açúcar, Marina Gallegani é movida pelas forças da natureza e tem fome de liberdade. Jornalista, escritora e fotógrafa amadora, se entrega às cores da vida e sonha com viagens ao redor do mundo. Em constante reconstrução, acredita ser eterna e tem a certeza de que o sorvete é uma das fórmulas da felicidade.

Marina Gallegani – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários