Nuances de azul cobrem o teto e também revestem trechos de paredes e piso, que ganharam ainda ladrilhos hidráulicos valorizando a cozinha

Integrada com a sala, cozinha recebeu ladrilhos hidráulicos em tons de azul-marinho e jeans, modelo Iemanja, da Adamá | Fotos: MCA Estúdio / Divulgação

Construído há mais de 60 anos, o apartamento no Jardim Botânico, no Rio de Janeiro, passou por uma reforma radical para modernizar a planta e receber o ilustre morador, o apresentador e jornalista Zeca Camargo. O arquiteto curitibano Felipe Guerra optou por demolir 70% das paredes originais e teve que reforçar a laje superior para garantir segurança para o prédio.

O azul, com suas diferentes nuances, foi o grande protagonista na área social, em que foi usado inclusive no teto, num tom turquesa, cobrindo inclusive as vigas estruturais. Tal solução de não fazer o rebaixo de gesso para escondê-las valorizou o pé-direito de 3 metros. Chegar à tonalidade perfeita exigiu seis testes para escolher a opção com melhor saturação e nível de luminosidade, criando um efeito de profundidade e não de achatamento. Tudo em busca de um clima praiano e aconchegante, rico em memórias afetivas.

A nova configuração do apartamento de Zeca Camargo trouxe uma cozinha aberta. Por isso foi necessário trazer um revestimento diferenciado, já que ficaria integrada a área social. No entorno da ilha, a bancada de madeira teca serve para as refeições rápidas | Foto: MCA Estúdio / Divulgação

A escolha da cor como predominante entre os ambientes fez com que o azul também marcasse presença na cozinha. Lá, os tons de azul-marinho e jeans realçam os ladrilhos hidráulicos Iemanja, da Adamá, usados no frontão da pia. O mesmo modelo se estende até o chão, formando uma passarela entre cozinha e sala de jantar até chegar à porta de entrada do apartamento.

Repare que o ladrilho hidráulico da cozinha se estende até o hall, criando uma passarela da porta de entrada até a ala social | Foto: MCA Estúdio / Divulgação

Outro item de destaque é a madeira, que se faz presente na bancada da sala de jantar, caso da Teca, e no painel ao fundo do sofá, trazendo conforto visual. Ela também tem a função de conduzir até a área íntima e esconder as portas que levam aos ambientes. O elemento natural se repete ainda no lavabo.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários