Nesse apê em Pinheiros, a arquiteta Ana Yoshida tinha a missão de criar ambientes verdadeiramente integrados. Ela aproveitou os tons azulados para essa tarefa, na marcenaria planejada do bar, na cozinha e nos tecidos

Neste apê em Pinheiros de uma família, o objetivo era promover a interação e integração de todos os moradores, uma prioridade hoje em dia nos interiores contemporâneos que também foi aplicada nesse apartamento projetado pela arquiteta Ana Yoshida, do escritório Ana Yoshida Arquitetura e Interiores.

Sem divisórias, cozinha, estar e jantar formam um ambiente único. Para uniformizar o visual, Ana apostou tanto em uma paleta de cores concisa como nas texturas inusitadas dos revestimentos. O toque final fica por conta de uma grande obra colorida que traz vida ao ambiente deixando a casa cheia de alegria!

Na cozinha, a parede foi revestida por micropastilhas em azul e branco. Elas destacam o local enxuto, trazendo-lhe personalidade, junto da marcenaria de MDF branco. Dando continuidade ao espaço, a mesa de refeições, de lâmina de carvalho, está fixada na bancada da cozinha – uma ideia que também ajuda a conectar os ambientes.

Apesar da neutralidade ser predominante na base da decoração, ela é elegantemente quebrada pelos quadros que ocupam a sala. A cadeira Bold Chair, de Big Game Design, parece ter sido retirada de um deles, com seu azul em contraste com as cadeiras pretas (Carbono) da mesa de jantar.

Os revestimentos realmente roubam a cena e contrastam com a madeira.

Já na sala, as paredes do bar se destacam com uma linha de revestimentos com relevo de aparência rendada. O móvel, desenhado pela arquiteta, foi criado para dar um lugar à adega e às taças, em MDF cinza e branco com pés em cobre – metal que aparece, novamente, na bandeja que abriga as bebidas e nos pendentes sobre a mesa de refeições.

No living, o grande sofá recebe os moradores e é bem versátil, servindo tanto ao estar como ao home teather. O tapete, delimita o espaço.

Objetos feitos à mão, como as peças em cerâmica, valorizam o artesanal e trazem um toque especial para a casa conectando os moradores com a simplicidade.

A unidade da paleta de cores e materiais das áreas comuns continua na suíte. Ali, o azul do bar reaparece no armário, feito sob medida para o enxuto ambiente. Em destaque, o recorte na marcenaria ajudou a criar o criado-mudo.

É no quarto da menina que tudo muda. Rosa, azul e laranja, tons doces e alegres que caracterizam a infância, aparecem nas várias gavetas de marcenaria que fazem parte da cama, perfeitas para guardar brinquedos e o material escolar. Eles combinam com o papel de parede florido, que dá o toque final na decoração pensada para a criança.

Ali, a escrivaninha com espelho funciona como espaço para estudo, brincadeiras e também penteadeira. São elementos que acompanharão o crescimento da menina até a adolescência, fazendo do quarto um espaço duradouro – tudo depende da disposição dos acessórios e elementos decorativos.

Imagens: Evelyn Muller

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários