Now Reading
Japandi: o novo minimalismo na decoração e 5 maneiras de aplicá-lo em casa

Japandi: o novo minimalismo na decoração e 5 maneiras de aplicá-lo em casa

O design japonês encontra a estética escandinava nesta tendência de decoração. Linhas simples, cores neutras e layouts relaxantes vêm chamando a atenção dos entusiastas de design em todo o mundo

Às vezes chamado de ‘escandinavo’, ‘Japanordic’ ou simplesmente minimalismo japonês, o Japandi é uma tendência híbrida que mistura a estética tradicional japonesa e a decoração escandinava para criar um estilo único com o melhor de ambos os movimentos. Tanto o estilo “japonês” quanto o “escandinavo” tratam do minimalismo. Eles enfatizam a importância de criar espaços principalmente funcionais, definidos por um mínimo de elementos, em vez do acúmulo de objetos decorativos.

Em um momento que se busca o essencial na decoração, o interesse pelo estilo só cresce, inclusive como tendência no Pinterest. Termos como “cama de madeira com design moderno”, “paleta de cor neutra com tons terrosos”, “design minimalista para banheiro” e “cozinha moderna minimalista” são significativamente muito pesquisados neste ano.

Barbulianno Design

JAPÃO ESE + SCAN DI = JAPANDI

O Japandi nasceu de dois conceitos muito fortes dentro dessas vertentes, que são Wabi-sabi e Hygge. Apesar de pertencentes a culturas completamente diferentes, os estilos se completam por apostarem em cores parecidas e materiais naturais, resultando em um ambiente sereno e receptivo. Delicadeza, elegância e sensação de conforto para quem está em um ambiente são suas marcas registradas. O resultado são linhas limpas, funcionalidade crua, acabamento impecável e muito contraste.

Na estética Japandi, as cores neutras e claras do estilo Scandi estão em equilíbrio com a paleta japonesa mais sustentada, enquanto o design elegante japonês é suavizado pela natureza eclética e rústica do estilo Scandi.

Mas como obter um local assim, que une design escandinavo com elementos do design doméstico japonês? Confira nossas dicas:

1 – A PALETA DE CORES

Uma paleta de cores quente e neutra é o pano de fundo no estilo japandi. Mais do que o branco total Scandi, esse estilo funciona com cores suaves e tons naturais, como marrom e bege. Cinza e preto também são bons para criar um clima mais dramático, mas não de uma forma dominante. Se você usar uma parede escura, não esqueça de iluminar o espaço com outros itens.

Japandi é o ponto de encontro perfeito entre o esquema de cores vivas e frias do estilo escandinavo e o caloroso e natural do japonês. Você também pode encontrar tons mais frios de rosa, azul e verde, aquecidos com detalhes terrosos e elementos de madeira. Pontos de cor podem ser introduzidos, mas sem exagerar, e para quebrar a harmonia minimalista do design. 

Galeria Animal

O contraste é essencial para criar interiores interessantes, o que também acontece no estilo Japandi. Você deve descobrir quais nuances definem os dois estilos combinados.

Se você não consegue escolher uma cor para o seu projeto Japandi, sua melhor aposta é escolher uma cor branca quente como sua base e, em seguida, adicionar mais contraste e variedade à paleta por meio de móveis e acessórios. O branco quente também complementa os tons de madeira muito bem.

Kraft and Carat

2 – ORGANIZAÇÃO E SIMPLICIDADE

A melhor maneira de conseguir um espaço simplificado é ter menos pertences – parece bastante óbvio, certo? Mas aposto que ao olhar para a sua casa, você ficaria surpreso com quantas coisas espalhadas tem, que na verdade não precisamos. Os interiores do Japandi são simples, funcionais e impactantesAs casas japonesas são organizadas e cada objeto tem seu propósito, sem espaço para babados e decoração inútil.

Tente manter apenas itens que atendam a um propósito e itens que tenham algum tipo de significado para você. As peças de mobiliário são escolhidas com cuidado e têm linhas limpas e minimalistas, como para a filosofia japonesa que incentiva a conexão das pessoas com a terra. Se você precisar guardar algo, tente maximizar os espaços subutilizados em sua casa, transformando-os em espaços de armazenamento. Por exemplo, tente usar os espaços vazios sob as escadas ou sob sua cama.

Voa Arquitetura

O estilo Japandi é principalmente minimalista, então você deve criar espaços o mais organizados e arejados possível. Não deve haver muitos acessórios ou outros itens decorativos. Escolha qualidade em vez de quantidade e apenas algumas peças bem pensadas. A beleza deve estar associada à usabilidade.

3 – PLANTAS

A decoração Japandi depende principalmente do uso de plantas de interior. Desfocar o interior e o exterior é uma das bases deste estilo e trazer elementos verdes é a melhor forma de o conseguir.

Porém, devido às fortes influências Zen nesta tendência, peças são de qualidade e não de quantidade. Isso significa que não há Urban Jungle aqui, com cantos cheios de plantas, mas apenas algumas plantas (talvez apenas uma) para decorar, e com uma simplicidade ousada. Opte por plantas altas com folhas esguias e elegantes e formas simples, certificando-se de escolher bem também o vaso. Lembre-se: menos é mais.

Imagem por Audax

Além das plantas, o Japandi também deixa a natureza entrar por janelas muito grandes, se possível é óbvio. O importante é que você tente criar harmonia entre os espaços internos e externos para criar um equilíbrio entre yin e yang, ou Onmyōdō, como é chamado no Japão. As plantas ajudam a suavizar as (às vezes também) as linhas limpas desse visual minimalista e adicionam cor!

4 – MATERIAIS

Para atingir a atmosfera minimalista e aconchegante do estilo Japandi , o uso de materiais naturais é imprescindível. Combine cerâmicas assimétricas feitas à mão e luminárias de papel com móveis escandinavos. Banquetas de madeira, tapetes de sisal, potes de terracota, lã, madeira crua, linho e cânhamo são todos ótimos materiais para integrar em seu interior.

Imagem de Chris Warnes

Tente misturar estilos – não hesite em usar diferentes tons de madeira e misturar linhas curvas e retas, isso criará profundidade e variedade. Bambu, papel e rattan são outros materiais naturais populares que também se integrariam perfeitamente em um espaço japandi.

A arte na parede também é reduzida, sem espaço aqui para a famosa ‘parede da galeria’, mas apenas uma grande arte abstrata emoldurada ou talvez uma paisagem natural, isso é o suficiente para decorar o espaço de forma harmoniosa.

Um cômodo vai se destacar pela ousadia: a cozinha. As pessoas tendem a explorar o ambiente com criatividade, apostando nas louças fora do padrão como jarras coloridas chamativas de vidro e pratos artesanais de cerâmica. A apreciação pela funcionalidade, simplicidade e um profundo respeito pela natureza e habilidade artesanal são primordiais aqui.

Kraft and Carat

5 – MANTENHA A SIMPLICIDADE

Você pode misturar e combinar a decoração escandinava e japonesa de várias maneiras. Combine mesas de centro de madeira com cadeiras e sofás urbanos e, em seguida, adicione elementos em materiais naturais, como cortiça e madeira. Mantenha os móveis baixos, mas experimente alturas assimétricas das peças de mobiliário para quebrar a monotonia do layout. Instale um piso de madeira e use tons pastéis mais frios para as paredes, juntamente com tons neutros.

Em seguida, deixe o espaço mais aconchegante adicionando alguns tecidos, como almofadas de linho e tapetes felpudos em cores lisas, e escolha uma arte de parede de referência em tons neutros e uma linda planta para se posicionar em um ponto focal.

Não é muito difícil descobrir como combinar elementos. O principal a ser lembrado é:

  1. Mantenha as coisas simples e decore sempre seguindo o mantra “menos é mais”;
  2. Opte pela qualidade em vez da quantidade;
  3. Nunca adicione muito de uma coisa – em caso de dúvida, é melhor remover do que adicionar algo!

 

Simplicidade é a chave: mantenha seu mobiliário simples, mantenha sua paleta moderada e mantenha seus tecidos e têxteis sólidos, a menos que você queira integrar uma sugestão de padrões tradicionais japoneses.

 

Virtually here Studios

Minha previsão é que o Japandi veio para ficar um bom tempo, o que você acha?

Scroll To Top