A designer Marina Rodrigues tem se destacado no cenário artístico com o movimento da Tape Art para dar vida a ambientes com uma decoração urbana e inovadora, por meio de linhas geométricas. 

A Tape Art nasceu do grafite urbano nos anos 1960. A ‘arte com fita adesiva‘ é uma forma de expressão que tem atraído cada vez mais os brasileiros, já que invade com criatividade, do estilo abstrato ao realismo, com formas e cores, desde fachadas de casas e paredes, até prédios abandonados, muros, metrôs, carros e decoração em ambientes.

A designer Marina Rodrigues é uma das artistas que tem explorado essa técnica. Autodidata, Marina aprendeu como manusear e aplicar as fitas adesivas a partir de sua intuição. Com o passar do tempo, desenvolveu seu próprio estilo dentro do movimento.

Hoje, ela une novos conceitos e texturas na aplicação do material, cria obras assinadas que traduzem sua seu estilo singular de se expressar, além de compor ambientes dentro de casas com muita personalidade para diversos escritórios de arquitetura e clientes.

Entre suas várias paixões, a artista explora o abstracionismo e geometria como inspiração, gerando harmonia entre as linhas, que decoram paredes e superfícies diversas. Explorando espaços com um olhar contemporâneo, a Tape Art de Marina une estilo e arte e transforma o ‘sem graça’, como uma parede branca, em algo elegante e cheio de charme.

SOBRE MARINA RODRIGUES

Desde criança, Marina Rodrigues vivenciou experiências das veias artísticas da família. Marchetaria, design gráfico e mobiliário, joalharia, fotografia e direção artística para TV, são algumas das áreas que absorveu para sua construção profissional. Formada em Joalheria e Produção de Moda, em 2009, lançou sua marca de acessórios.

Após 8 anos de carreira consolidada, sentiu a necessidade de expandir a criatividade e seu talento manual e passou a se expressar através de suas linhas geométricas em instalações e telas originais no ramo da decoração e Tape Art. Hoje cria ela cria artes únicas sob encomenda, que dão vida e autenticidade para ambientes dentro de casa e espaços corporativos, participa de exposições e além das lindas instalações usando o material.

ENTREVISTA TAPE ART COM MARINA RODRIGUES

FTC: Marina, conta um pouco sobre você e como chegou até a Tape Art.

Nasci na cidade de Piracicaba, interior de São Paulo e me formei em Joalheria e Produção de Moda em 2009. Com isso criei minha própria marca de acessórios, na qual cresci muito profissionalmente, mas quando estava de mudança de Piracicaba para Campinas para levar meu atelier de design de joias veio junto uma vontade extrema de mudanças internas, novos amigos, casa nova e atelier novo.

No meio dessa transformação interna e fase nova, estava decorando meu novo espaço, quando uma cliente e arquiteta, Fernanda Renosto, me deu a dica da Tape Art. Descobri que eu tinha muita facilidade na técnica e então resolvi passar um ano estudando tipos de fitas, cores, fornecedores e, é claro, fazendo muita arte de graça até sentir que eu estava expert no assunto, ainda desconhecido no Brasil.

FTC: Quais as influências que estão por trás dos seus projetos?      

Acredito que antes de qualquer projeto, em especial para um cliente ou projeto autoral, a identidade criativa começa de dentro do artista para fora. Meu estilo minimalista, abstrato, geométrico e monocromático é quase que unânime independente de onde e com quem esteja. A partir disso, eu consigo criar outras características para cada arte.

Quando se trata de uma encomenda, estudo a volumetria ideal e cada detalhe e personalidade do ambiente, capto todas as características que o cliente me passa e a partir disso começo a esboçar sugestões. No caso de projetos autorais, a identidade bate de frente com minha personalidade e a forma de ver o mundo.

Gosto de trazer temas que me deixem expressar alegria, ou então assuntos e problemas diários que me deixam triste ou revoltada. Gosto de criar um impacto, mesmo que subjetivo, a quem observa minha arte.

FTC: Poderia nos explicar qual é a principal proposta das suas artes e qual a diferença quando cria um projeto decorativo com as fitas?

A proposta inicial tanto em quadros como em instalações decorativas são inspiradas no minimalismo geométrico, que é a minha base artística. Nos projetos residenciais eu procuro estudar e entender a necessidade do meu cliente, sempre com meu propósito mas de acordo com a volumetria do espaço e integração dos objetos locais.

Já nas obras tenho mais liberdade criativa para executar os projetos totalmente autorais e com as minhas subjetividades.

FTC: O que deseja passar para o público através das linhas?

Além do meu desejo profissional de trazer uma arte inovadora para um País tão rico em criatividade como o Brasil, gosto de transmitir através da minha arte, um design minimalista e ao mesmo tempo impactante pelo seu diferencial. Para mim, é contemporâneo, leve e de personalidade única a cada projeto que crio.

FTC: Com o que você se inspira?

Com tudo que está a minha volta. Inspiração é uma percepção do mundo em que vivo.

FTC: Qual tem sido o maior aprendizado desde que iniciou o trabalho com Tape Art?

Um dos maiores aprendizados que tive foi que a criatividade não tem limites e a minha arte pode ser expressada de diversas formas e diferentes dimensões. A arte pode ser apresentada desde um quadro até uma grande intervenção, ou até mesmo no nosso dia a dia através da moda, estamparia de peças de design e objetos decorativos.

FTC: E agora, o que vem pela frente?

Se possível, tudo!

FTC: O que tem lido, ouvido, visto, quais são os artista preferidos no momento?

Tenho ouvido Folk country, inspirado na minha viagem para Nashville, em que participei como assistente de meu artista preferido do momento, Flekz.

Marina e Flekz em instalação em Nashville, Estados Unidos. 

Marina Rodrigues Tape Art fitas adesivas

“Para mim, criatividade e autoconhecimento andam juntos. Quando compreendi que minha arte poderia ser tanto minuciosa quanto observada de um prédio, meus horizontes se abriram em forma infinita de expressão!”, conta Marina Rodrigues, que utiliza fitas adesivas para se expressar com a Tape Art, movimento ainda recente no Brasil, mas que vem ganhando o mundo.

Acesse o site para ver mais trabalhos em Tape Art da artista e acompanhe Marina Rodrigues no Facebook, Instagram e YouTube.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários