A LEGO, conhecida mundialmente pelos blocos coloridos de montar, lançou no início de 2021 conjuntos inspirados em plantas e flores pra decorar a casa e divertir os amantes da marca. E o que mais chama a atenção é que todas as peças da coleção botânica são produzidas com um plástico sustentável, feito a partir de cana-de-açúcar.

O material é um polietileno, ou seja, um plástico macio, durável e flexível que é processado a partir da matéria-prima vegetal obtida de forma sustentável e com a orientação de ONG’s internacionais que atuam nas áreas de conservação, investigação e recuperação ambiental.

“Trabalhamos com nossos fornecedores de cana-de-açúcar para garantir o cumprimento da estrutura de fornecimento responsável de etanol, que se baseia nas melhores práticas. Nossa cana-de-açúcar também é certificada e auditada”, afirma a empresa.

Segundo o site da LEGO, desde 2018 eles fabricam componentes utilizando o bioplástico, e com o passar dos anos foram sendo cada vez mais incorporados nos conjuntos.

Atualmente, mais de 80 variedades de peças são feitas de polietileno de origem sustentável. Embora representem apenas 2% das 3.600 peças disponíveis, a empresa pretende que tudo tenha origem 100% sustentável até o ano de 2030.

O grupo trabalha com fornecedores, instituições de pesquisa e outras indústrias para desenvolver esses novos materiais para as peças de montar do futuro. E afirmam que é importante que esses novos materiais sejam produzidos com responsabilidade, usando recursos renováveis ou reciclados, gerando pouco ou nenhum resíduo, utilizando química ecológica e que sejam totalmente recicláveis no final de sua vida útil.

PEÇAS E EMBALAGENS MAIS SUSTENTÁVEIS

Além do plástico vegetal, o Grupo LEGO anunciou um investimento de até 400 milhões de dólares ao longo de três anos para acelerar as iniciativas de sustentabilidade e responsabilidade social.

A marca se diz preocupada em construir um planeta melhor para as gerações futuras. Segundo o  Designboom, outra importante iniciativa é eliminar gradualmente as embalagens plásticas descartáveis usadas nas caixas para embalar as peças soltas. O objetivo é tornar todas essas embalagens sustentáveis até o final de 2025.

A partir do início desse ano, as embalagens plásticas já começaram a ser substituídas por sacos de papel recicláveis. Vários protótipos feitos de uma variedade de materiais diferentes foram testados com crianças, que gostaram mais das embalagens de papel, pois eram ecológicas e mais fáceis de abrir.

COLEÇÃO BOTÂNICA: PLANTAS FEITAS DE PLANTAS

A coleção botânica começou com dois conjuntos. Um deles é chamado de “Bonsai tree”. Composto por 878 peças, ele é inspirado em uma árvore bonsai e pode exibir tanto folhas verdes quanto flores de cerejeira cor-de-rosa. O segundo, batizado de “Flower bouquet”, inclui diferentes “espécies” de plantas e flores que formam um arranjo.

 

No início de maio de 2021, alguns meses após o primeiro lançamento, a coleção cresceu. E hoje ela também conta com o conjunto “Roses”, para montar rosas vermelhas, e um quarto kit chamado “Birds of Paradise”, inspirado em uma espécie nativa da África do Sul conhecida como “Flor de Guindaste” que conta com 1.173 peças.

 

Sobre a escolha pelo tema orgânico, a LEGO afirmou que seria mais do que natural produzirem os elementos botânicos a partir de matérias-primas vegetais: “Fizemos folhas, arbustos e árvoresplantas a partir de plantas”, conclui.

A empresa diz que os kits botânicos são ideais pra quem não tem o dedo verde, mas que ainda assim quer trazer um pouco mais de natureza pra dentro de casa. Além disso, os conjuntos contribuem pra quem tem passado mais tempo em casa durante o período de pandemia de COVID-19, e ajudam a exercitar a criatividade, permitindo que adultos e crianças se distraiam, relaxem e se divirtam.

Todos os elementos são compatíveis com as primeiras peças de LEGO, feitas há 60 anos, e demonstram a preocupação do grupo em se manter atual às questões ambientais, preservando as características que conquistaram fãs de todas as idades ao redor do mundo ao longo das últimas décadas.

No Brasil encontramos os conjuntos botânicos da LEGO sendo vendidos em diferentes sites. Os preços por aqui variam bastante, e podem ir de R$279,00 a R$1.498,00 por conjunto.

Affonso atua como artista visual e ilustrador e tem dificuldade em ficar parado. Amante dos trabalhos manuais desde pequeno, ele se dedica ao bordado manual como expressão artística e acredita que com criatividade é possível transformar o espaço e as pessoas ao seu redor.

Affonso Malagutti – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários