As criações de Seiran Tsuno têm recebido reconhecimento internacional e trazem conceito de uma experiência fora do corpo 

A artista japonesa Seiran Tsuno está chamando atenção da moda graças a seus vestidos classificados como “de outro mundo”. Isso porque suas criações são realmente diferentes de tudo que as passarelas já viram. E talvez o que nos espanta é o fato de que as roupas são produzidas com o auxílio de uma caneta 3D.

Tsuno define o vestuário como uma forma de comunicação com o mundo invisível. E suas roupas passam essa sensação de serem uma espécie de espírito envolvente do corpo humano, algo que paira ao redor de nós. A designer é formada em enfermaria e trabalhou por muitos anos em um hospital psiquiátrico. Talvez daí venha a sua visão relacionada à moda.

Em 2016, deu início a seus estudos na Coconogacco Fashion School em Tóquio, nome que pode ser traduzido como “escola de individualidade”. Conforme suas criações iam ganhando vida, Seiran Tsuno passou a classificá-las como uma “homenagem àquelas pessoas que acreditam na existência de um mundo invisível”.

O CONCEITO POR TRÁS DAS ROUPAS DE SEIRAN TSUNO

Em sua pesquisa por referências que captassem o conceito que queria, a artista se deparou com a crença japonesa de capturar espíritos. Segundo ela, tradicionalmente os japoneses acreditavam que nem sempre os espíritos ficavam dentro do corpo humano, mas flutuando ao redor dele. Essa ideia a ajudou a definir o conceito de ruas roupas como uma “experiência fora do corpo”

Ao contrário da maioria das vestimentas em geral, as criações de Tsuno não podem ser vestidas pela cabeça, mas são colocadas na frente do corpo. A campanha de divulgação da coleção também é inusitada, trazendo a avó da designer como principal modelo, sentada em uma cadeira de rodas. O detalhe é que a senhora havia quebrado a perna um pouco antes da sessão de fotos acontecer. 

No lançamento desta coleção, a designer de 26 anos foi finalista do ITS Platform Contest, uma competição italiana feita para premiar jovens talentos do mundo da moda. Seus vestidos são feitos a partir de uma resina plástica e levam em média uma semana para ficarem prontos, com a ajuda de uma equipe de cinco pessoas. Seiran Tsuno com certeza tem grande potencial e sonha em ver a artista islandesa Björk usando uma de suas peças. 

Para conhecer mais a respeito de seus projetos, siga Seiran Tsuno pelo Instagram.

Via/Via

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários