Como toda cidade grande, Toronto possui um monte de bairros legais e cada um traz o seu próprio estilo, vibração e cena. Toda vez que eu viajo, costumo pesquisar bastante o que os moradores locais gostam. Pra mim é importante conhecer sim os pontos turísticos, mas conhecer o “lado B” da cidade que os turistas não vêem, também faz parte da viagem. Pesquiso no Google, em apps ‘locais’, no Airbnb e outras dicas nas redes sociais (Pinterest, Instagram e etc).

Dependendo do bairro em que me hospedo, é praticamente impossível não se sentir um pouquinho como um morador: você pode fazer compras em um mercado histórico pela manhã, almoçar em um excelente restaurante moderno ou estar cercado por bares à noite. O fato é que há uma série de atrações espalhadas pela cidade e nunca houve uma época melhor para visitar Toronto.

O mais bacana é que os bairros de Toronto são o coração da cidade. Eles pulsam e cada um tem uma personalidade própria. Uma visita à Toronto não é completa sem explorar as suas áreas culturalmente diversas – tomar um café ou uma cerveja artesanal em X lugar, saborear um sanduíche exótico em Y, dar uma volta em uma livraria ou galeria de arte – e experimentar o que faz de Toronto o destino vibrante que é.

VISTO/ETA PARA BRASILEIROS

Para entrar no Canadá, os cidadãos brasileiros precisam de documentação. Contudo, como anunciado pelo Governo canadense, desde o dia 1º de maio de 2017, alguns brasileiros que voarão para o Canadá ou transitarão por um aeroporto canadense são elegíveis para solicitar um Electronic Travel Authorization (eTA). Podem solicitar um eTA cidadãos brasileiros que tenham obtido um visto canadense nos últimos 10 anos ou que possuam um visto válido de não imigrante dos Estados Unidos.

Se você está pensando em ir para o Canadá, aqui estão cinco dos principais bairros de Toronto e o que você pode esperar de cada um. Vem com a gente!

1 – OLD TOWN / DISTILLERY HISTORIC DISTRICT

Na Cidade Velha, você encontra um dos melhores destinos gastronômicos da cidade: o Mercado de St. Lawrence em Front Street. O mercado existe desde 1803 e somente há 4 anos a National Geographic o classificou como o melhor do mundo. Não tem como entrar e não se encantar com todos os produtos, cheiros e experimentar as delícias locais. Ali, você também encontra obras de inúmeros artesãos que vendem lembranças, roupas, jóias e muito mais. Não esqueça de levar para casa a mostarda Kozlik feita localmente (eles têm 36 variedades)!

Não muito longe, visite o Distillery Historic District, um espaço apenas para pedestres com mais do que edifícios históricos que agora abriga tudo o que um viajante pode querer. O histórico Distillery District já foi o lar dos maiores produtores de uísque do mundo, mas os prédios de tijolos vermelhos e as pitorescas ruas de paralelepípedos foram transformadas na virada do século XXI em um centro com lojas, galerias, estúdios de designers, restaurantes e cafeterias. Ali, deliciosas invenções culinárias estão escondidas; e galerias de arte realizam eventos o ano todo, garantindo que o bairro antigo seja cheio de vida. Procure o Soma Chocolate, um premiado chocolatier.

Ah, e não deixe a Cidade Velha sem visitar o Gooderham Building. Conhecida como o Flatiron Building em NY, essa estrutura estreita de tijolos vermelhos contrasta com os arranha-céus, criando uma ótima foto para o Instagram!

2 – THE ENTERTAINMENT DISTRICT

Se você gosta de artes cênicas, festivais, esportes e grandes atrações, o Toronto Entertainment District é o seu lugar! É neste bairro que você pode ver celebridades no anual Festival Internacional de Cinema. É aqui também que você pode passar seus dias nas maiores atrações da cidade, da CN Tower ao Aquário de Ripley no Canadá , e suas noites em alguns dos clubes e bares mais populares do Canadá.

Existem inúmeras maneiras de se divertir no Entertainment District. Se você nem sabe por onde começar, recomendamos dar um passeio na Calçada da Fama do Canadá, parando no Luckee Restaurant and Bar para saborear a moderna comida chinesa do renomado chef Susur Lee e depois seguir para o Yuk Yuk’s Comedy Club (caso curta) que ajudou a lançar as carreiras de muitos comediantes canadenses, de Jim Carrey a Howie Mandel.

3 – QUEEN WEST / KING WEST / LIBERTY VILLAGE

Uma faixa de dois quilômetros que percorre a Queen West entre Bathurst St e Gladstone Avenue merece ser visitada. Desde que os criativos se mudaram, o bairro se reinventou como o distrito de arte e design da cidade. Ali ficam mais de 300 galerias, estúdios de design, lojas, restaurantes e hotéis boutique que agora compõem o coração criativo de Toronto. Pelas ruas, prédios históricos, música ao vivo, patisseries e muitos becos cheios de graffiti!

Se tiver tempo, vale a pena entrar no MOCCA (Museu de Arte Contemporânea Canadense), relaxar no Trinity Bellwoods Park, ver as exposições na Stephen Bulger Gallery, e fazer umas compras divertidas e cheias de design na Drake General Store.

Quem curte moda precisa dar um pulinho pelas proximidades de King West também: por ali fica o lar de algumas das melhores lojas da cidade. Instalados no que antes era o centro da indústria têxtil de Toronto, os antigos edifícios industriais de King West agora são habitados por lojas de roupas.

Outra antiga área industrial, Liberty Village, agora é um local bem popular por Toronto. Muitos comes e bebes, tudo em edifícios antigos convertidos que costumavam abrigar fábricas. O espírito industrial vive nos últimos habitantes do bairro: startups de tecnologia, agências digitais e empresas de publicidade estão aqui.

4 – YORKVILLE + THE ANNEX

Outro bairro com uma pegada mais de chique, Yorkville agora é conhecido como um distrito da moda. Foi apelidado de “Mink Mile”, já que a Bloor Street está repleta de lojas de grife, onde você pode comprar marcas como Tiffany, Chanel e Hermès. As lojas são montadas por restaurantes igualmente assim, o que faz de Yorkville um ótimo lugar para se sentir very special.

Pode ser surpreendente, então, descobrir que o campus da Universidade de Toronto fica bem ao longo de sua fronteira. Como os estudantes não são conhecidos por comprar nessas butiques de luxo ou frequentar os restaurantes caros, a maioria passa o tempo no bairro anexo, chamado The Annex.

A popularidade e o estilo do The Annex são transformados pelos estudantes universitários que habitam o bairro. São cafés, teatros, livrarias, galerias, restaurantes e bares que estão sempre cheios dia e noite com uma clientela jovem e moderna. O bairro realmente ganha vida no verão, quando os pátios se abrem e você pode aproveitar o clima do lado de fora. Que delícia!

5 – CHINATOWN / KENSINGTON MARKET + AGO DISTRICT

O Kensington Market é um mercado de rua incrível que realmente reflete a grande diversidade no centro de Toronto. Os imigrantes do Caribe, da América Latina, da Europa e do Vietnã encontraram um lar na região ao longo do tempo, cada um deixando seu selo de várias maneiras. Essa diversidade ganha vida na mistura de restaurantes e cafés, lojas de roupas vintage e animadas barracas de mercado.

Ao sul do mercado de Kensington fica o bairro Chinatown de Toronto, um lugar fantástico para você mergulhar na comunidade asiática local. Jante na autêntica cozinha chinesa, japonesa, tailandesa e vietnamita antes de visitar os mercados de produtos internacionais, comprar produtos exclusivos e lembranças. Se você realmente quer experimentar o melhor de Chinatown, visite a cidade durante o Ano Novo Chinês, quando a comunidade se reune para comemorar e dançar com os dragões perambulando pelas ruas.

Enquanto estiver no bairro, não deixe de parar na Galeria de Arte de Ontário (AGO), lar de 90 mil obras notáveis. Este é um dos maiores e melhores museus de arte da América do Norte e abriga a maior coleção de arte canadense do mundo, além de obras de artistas lendários como Goya, Picasso e Rembrandt.

QUANDO IR?

Toronto é um daqueles destinos que recebe eventos diferentes o ano todo. Então a nossa resposta é: o ano todo, nas quatros estações do ano. No inverno, prepare-se para ter como destaque as atividades indoor. Pense em passeios em museus, galerias vida noturna e restaurantes. Nos meses mais quentes, parques, atividades ao ar livre e outros passeios. Vale a pena dar uma olhada na lista de festivais legais que ocorrem todo ano na cidade também como o Toronto International Film Festival, Luminato Festival, Nuit Blanche Toronto, todos ligados à arte.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários