Férias e a possibilidade de viajar para a Europa. Muita adrenalina para poder organizar a viagem. Parece que seu sonho está virando realidade, não é? Pois então, a primeira coisa que muitos fazem é procurar uma passagem aérea barata para facilitar o orçamento. Há diversas opções de vôos para Roma e o ideal é escolher, dentre os pacotes de viagens para Itália, aquele que se adeque mais ao seu tipo de orçamento.

Capital da Itália, Roma é um destino turístico fantástico, com inúmeras atrações e passeios para fazer. Algumas atividades são gratuitas e outras exigem a compra de ingressos. Por isso, o ideal é embarcar com tudo mais ou menos organizado (alguns ingressos já adquiridos) para não perder tempo fazendo isso no destino. E se você já tem o costume de fazer alguma pesquisa antes de viajar, aqui você encontrará mais alguma dicas legais e descoladas do que fazer, então sua viagem começará tranquila! Vem com a gente!

AO CHEGAR EM ROMA

O aeroporto internacional Leonardo da Vinci será a porta de entrada para Roma. É mais conhecido como Fiumicino, e tem uma infra-estrutura de trem, metro, ônibus e taxi que facilita o trajeto de lá para o hotel reservado.

A cidade de Roma, bem como a Cidade do Vaticano, são lugares que possuem muitas opções de passeios para os visitantes. Por isso, para a localização do hotel, a dica é que é importante estar perto de um transporte público. Depois disso, certamente você andará por todo o local. O legal é escolher uma hospedagem que seja confortável, com um bom café da manhã para iniciar o dia com toda energia. Você pode ficar em um bairro mais descolado, por exemplo, para curtir os barzinhos no fim de tarde, mas caminhar durante o dia para os pontos turísticos a pé ou usando trem, metrô, etc.

Dica: Antes de chegar na Itália é importante pesquisar a melhor forma de ir do aeroporto ao seu hotel pois existem vários jeitos. Veja qual favorece o caminho. Quando fui, o metrô era a melhor maneira, porém, tive que andar alguns quarteirões com malas pesadas em ruas e becos de paralelepípedo e subir bastante escadas com elas pois a minha hospedagem não havia elevador, fique atento!

COM PACOTES DE VIAGENS DEFINIDO PARA A ITÁLIA, ESCOLHER SUAS ATRAÇÕES É BEM MAIS FÁCIL

Passagem e hotel já resolvido, é hora de organizar as atividades, para aproveitar cada instante em Roma, uma cidade para a qual certamente você vai querer voltar! Eu sempre faço cadernos de viagem, anotando os lugares que quero ir: pontos turísticos comuns de interesse à todos e depois, os mais específicos que me interessam: cafeterias, lugares relacionados a arte e design, tours de street art, lojas descoladas, brechós, bairros alternativos e hubs criativos, por exemplo.

Se você tem pouco tempo na cidade é legal começar o dia com um city tour. Existem tours gratuitos, em que é só pagar no final o valor que você considera que vale o trabalho do guia especializado. É uma boa forma de conhecer alguns lugares interessantes. Mas existem outros em que é importante adquirir os ingressos para passeios com antecedência como:

1. COLISEU

É história pura, uma visita de arrepiar com tudo o que aconteceu lá no passado. Pão e circo, os gladiadores, os animais sacrificados. Dá para sentir na pele a energia do lugar! Como sempre tem uma fila imensa para entrar, então é legal já deixar tudo agendado antes de visitar.

Você consegue imaginar que a construção começou sob o governo do imperador Vespasiano em 72 d.C. e foi concluída em 80? É ainda hoje, uma das atrações turísticas mais populares da capital italiana.

2. UMA VISITA AO PALATINO E FORO ROMANO

Imperdível e imprescindível para entender como se desenvolveu a história de Roma. O Fórum Magno era o principal centro comercial da Roma Imperial. Foi durante séculos o centro da vida pública romana: o local de cerimônias e de eleições, o local onde se realizavam discursos públicos, os processos criminais, os confrontos entre gladiadores, e o centro dos assuntos comerciais.

Atualmente, o fórum é uma extensa ruína de fragmentos arquitetônicos e um sitio de escavações arqueológicas, além de grande atração turística.

3. O MUSEU VATICANO

Com a Capela Sistina – Como não admirar de perto a maravilhosa obra de Michelangelo, com o Dedo de Deus?

4. ESTÚDIOS DE CINECITTÁ

Se gostar de cinema, uma excursão para os estúdios de Cinecittá será muito interessante para conhecer o lugar onde foram feitos inúmeros filmes com Marcello Mastroiani, Sophia Loren e Roberto Begnini, por exemplo.

Mas há outros passeios gratuitos, que são igualmente importantes para conhecer e vivenciar Roma profundamente:

Num domingo, chegar à Praça São Pedro, na Cidade do Vaticano, por volta das 11 horas, para poder ter tempo de passar pelo controle de segurança e aguardar a saída do Papa Francisco na janela e ouvir, junto com milhares de pessoas de toda parte do mundo, a homilia. Não importa a sua religião: vivenciar esse instante ficará por sempre guardado na sua memória.

Visitar a Basílica de San Pietro: é maior basílica do mundo. Lá descansam os restos de todos os Papas da historia, e é possível participar de uma missa. Dentro tem uma lojinha onde é possível comprar uma lembrança do Vaticano: anéis, correntes, cartões postais, medalhinhas.

A água das fontes é potável – e grátis! Aproveite para encher a sua garrafinha quando avistar uma! Elas estão por toda a parte!

Andar pela Praça Navona. Lá há diversos restaurantes onde poder experimentar todo tipo de massas, pizzas e a famosa sobremesa italiana ‘tiramissú’, que é muito saborosa. Muitos artistas de rua ficam ali, mostrando a sua arte: pintores, músicos e dançarinos.

Impossível andar pela cidade e não ir até a famosa Fontana de Trevi, onde foi filmada a famosa cena de “La dolce vita”. Ficar de costas e jogar uma moeda pedindo um desejo é a tradição! De dia ou de noite, é uma visita clássica. Só tenha paciência, pois ali há muita, muita gente aglomerada.

Perto dali, uma das melhores sorveterias do mundo: Valentino. Você jamais se esquecerá desse lugar! Outra sorveteria bem gostosa para experimentar é a Grom!

Entrar no Pantheon, uma das mais bem preservadas estruturas romanas antigas, um templo, igreja, que permaneceu em uso por toda a sua história. Um dos lugares mais incríveis que já visitei, cheio de mistérios, em que vale a pena saber mais profunda sua história.

 

Quase dois mil anos depois de ter sido construído, a cúpula do Pantheon é ainda hoje a maior cúpula de concreto não reforçado do mundo. 

As inúmeras igrejas, Piazzas, castelos, monumentos. Andar sem rumo pelas vielas e ruas a pé, também é uma das melhores maneiras de conhecer bem um país. Às vezes, deixar-se levar pelos encantos das cidade é a melhor coisa!

Castelo de Sant’Angelo na margem direita do rio Tibre, diante da Ponte de Santo Ângelo, próximo do Vaticano. Construído sobre as ruínas do antigo Mausoléu de Adriano, é atualmente um museu.

Dicas: Em Roma, há diversos bairros descolados com lojas legais, barzinhos, arte e muito design, além dos pontos turísticos tradicionais. São eles: Monti (cafés, lojinhas, Piazza Novona), San Lorenzo (Pizza Formulle One, a melhor), Pignetto, Trastevere (Piazza Santa Maria, Porta Portese Flea Mkt), Testaccio, Porta Furba (MURO- Museo Urban di Roma), Ostiense, Campo de Fiori (muitos bares), Via Del Pignetto (lojas legais, bares de vinhos, boates).

Fim de tarde na Piazza Novona em Monti. Pessoal se reune para tomar vinho na praça ao redor dos barzinhos e ver o por do sol. Delícia! 

Que tal experimentar sair um pouco dos locais de turista e viver como um local? Inclua os pontos turísticos no seu roteiro, mas inclua também bairros afastados e locais menos turísticos, para que tenha um gostinho do que realmente é a Itália verdadeira! Vamos para Roma?

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários