Vai viajar para a Big Apple e quer conhecer atrações fora do circuito tradicional? Anote essa lista de museus diferentões em NYC que valem a visita!

Assim como o Empire State Building, a Estátua da Liberdade e a Times Square, Nova York também conta com alguns museus que aparecem em qualquer lista convencional de roteiro pela cidade. São paradas consideradas obrigatórias no circuito cultural, principalmente para os marinheiros de primeira viagem, como o Museu de Arte Moderna (MOMA) e o Metropolitan Museum (MET). Mas quem busca ir além, encontra museus diferentões, tão legais quanto os mais conhecidos, com uma variedade incrível de temas. Abaixo, listamos alguns deles, para você incluir em sua próxima listinha de viagem para a Big Apple:

1: THE JEWISH MUSEUM

O que dizer de um museu que conta também com a possibilidade de uma viagem gastronômica? O Jewish Museum não só apresenta exposições interessantíssimas ligadas ao judaísmo e sua influência na sociedade norte-americana, como também tem, no piso subterrâneo, uma filial da Russ & Daughter’s, tida como uma das melhores delicatessens de Nova York.

Delicatessen, para quem não sabe, é um tipo de restaurante muito comum em determinadas regiões dos Estados Unidos, com ambiente casual e familiar, especializado em servir receitas oriundas de outros países (principalmente pratos judaicos do leste europeu).

É a chance de provar deliciosos pratos como kniche de batata, sanduíche de pastrami, salmão defumado, e ainda ter a chance de visitar um dos museus mais surpreendentes de Nova York. Apesar de ser voltado para temas ligados ao judaísmo, o Jewish Museum apresenta exposições capazes de agradar a todos os credos e religiões.

E acaba recontando uma parte importante da própria história da formação da sociedade norte-americana moderna, expondo desde objetos ligados aos imigrantes judeus que aportaram na América, até cenas de filmes e seriados contemporâneos que retratam, de forma dramática ou bem-humorada, os costumes judaicos. Ah, e ele fica do ladinho do Central Park!

VAI LÁ: Jewish Museum – 1109 5th Ave & E 92nd St, New York, NY 10128, EUA.

2: THE FRICK COLLECTION

Parece Europa, mas você está nos Estados Unidos. Essa é a sensação provocada pelo museu The Frick Collection. Localizado na Museum Mile, na margem leste do Central Park, ele funciona no antigo palacete do magnata do aço Henry Clay Frick, em estilo neoclássico.

Super bem preservada, a própria construção é, por si só, uma atração. Andar por seus ambientes, pelo iluminado pátio central e pelo jardim da mansão rende um calmo passeio em meio ao agito da cidade que nunca dorme.

O museu é dividido pelos cômodos da casa, e entre as obras expostas, estão exemplares da pintura clássica, com trabalhos de artistas como Rembrandt, Vermeer, Goya, entre outros. A mansão também é sede de concertos, palestras e apresentações artísticas em datas selecionadas. Vale a pena conferir!

VAI LÁ: Frick Collection – 1 E 70th St, New York, NY 10021.

3: INTREPID SEA, AIR & SPACE MUSEUM

Saindo da arte e colocando os pés na ciência, chegamos a um dos mais ambiciosos e diferentes museus nova-iorquinos. A começar pelo fato de funcionar dentro de um antigo porta-aviões atracado em pleno Rio Hudson, na margem oeste de Manhattan. Seu tema? A história militar recente dos Estados Unidos, incluindo aí a própria trajetória do USS Intrepid, porta-aviões onde está sediado.

Estão expostos diversos aviões (inclusive um exemplar do famoso Concorde), um submarino, e a nave espacial Enterprise. Mas o mais legal é visitar o interior do antigo porta-aviões, ver como era a rotina dos militares que ali viveram, e ver as exposições que recontam fatos controversos da história recente, como a Guerra do Vietnã.

Mesmo que você tenha diversas críticas ao militarismo do Tio Sam, a visita ao Intrepid Sea, Air & Space Museum é importante para entender melhor a própria cultura e os valores norte-americanos.

VAI LÁ: Intrepid Sea, Air & Space Museum– Pier 86, West 46th St & 12th Ave, New York, NY 10036, EUA

4: MUSEUM OF THE MOVING IMAGE

A própria localização, no Queens, longe da badalação de Manhattan, já coloca esta atração no hall das diferentonas. Conforme o próprio nome revela, o Museum of the Moving Image é dedicado à, adivinhem: imagem em movimento! Aqui está a maior coleção mundial de artefatos relacionados à arte, história e tecnologia da imagem em movimento.

Imagens: Divulgação

Entre os itens em exibição, há uma ampla variedade cronológica, desde filmes mudos em preto e branco até arquivos de mídias digitais e vídeos da internet. Também costumam haver exposições temporárias interessantes.

Certamente, este é um dos museus mais conectados e relevantes da atualidade. Vale a pena desviar o caminho da rota tradicional turística, e de quebra, conhecer um pouco do Queens e passear pelo multicultural bairro de Astoria.

Imagem: Patrick Alvarado/Museum of the Moving Image

VAI LÁ: Museum of the Moving Image – 36-01 35th Ave, Queens, NY 11106, EUA

5: MUSEUM OF FOOD AND DRINK (MOFAD) LAB

Comida também é cultura. Tá aí uma ideia com a qual concordamos em gênero, número e grau. Foi baseado nessa deliciosa premissa que surgiu o Museum of Food and Drink. O local é diferentão tanto na ideia quanto na execução: além de ser uma ode à gastronomia, com exibições ligadas ao tema, o MOFAD possibilita uma experiência multissensorial.

Os visitantes não só veem e leem as informações, como também participam da experiência através do paladar, tato e olfato, com degustações e preparo de receitas in loco.

Assim como o Museum of the Moving Image, o MOFAD fica afastado de Manhattan, no cada vez mais badalado Brooklyn, um pouco depois de Williamsburg. O museu é novo, mas com um conceito como este, certamente ganhará mais espaço e visibilidade em um futuro próximo.

VAI LÁ: MOFAD – 62 Bayard St, Brooklyn, NY 11222.

E aí, qual entrou na sua lista como favorito para conhecer?

FTC viaja: Conheça os roteiros personalizados da Planejante e os chips que garantem internet e ligações a viagem toda da EasySIM4U!

Fabio Calderon é jornalista de formação, e desde cedo enveredou pelo caminho sem volta das viagens mundo afora. Da Disney à Ásia, não há destino que escape de sua wishlist. Atualmente, comanda a Planejante, agência e consultoria de viagens especializada em roteiros personalizados. Entre suas paixões, além da vida nômade, estão as experiências gastronômicas (de ceviche a hambúrguer, passando por noodles e sorvete), museus, passeios ao ar livre, road trips, e qualquer coisa que seja sinônimo de liberdade e pé na estrada.

Fabio Calderon – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários