Em nossas viagens estava faltando uma sugestão sobre Portugal. Lisboa está na moda e muitos brasileiros estão voando até à “cidade da luz” (diferente da Cidade-Luz francesa; Lisboa é reconhecida, por muitos europeus que estão visitando, por ter uma luz especial, diferente. Provavelmente é um efeito causado pela menor latitude e por ser uma cidade cheia de sol todo o ano).

Algarve é outro importante destino atraindo os brasileiros. Alguns até aproveitam a viagem para entrar nos cassinos do país, para jogar blackjack e outros jogos de mesa, pois lá os cassinos e as apostas esportivas são liberadas, ao contrário do que acontece em terras tupiniquins.

Mas hoje, falaremos sobre destaques, destinos e um roteiro um pouco diferente, sobre festivais, arte e a arquitetura local. Nota importante: há muito mais para ver em Portugal do que selecionamos em seguida! Confira: 

ÁGUEDA

Impossível não referir a cidade de Águeda, de que já falámos antes, a propósito do festival AgitÁgueda e de sua incrível instalação de guarda-chuvas coloridos. Águeda se situa em uma região litorânea, junto à Ria de Aveiro, que vale a pena explorar. Em Aveiro, a capital da região, seu centro histórico se destaca pelo art nouveau.

CAMPO MAIOR

A Festa das Flores, em Campo Maior, lembra muito a instalação de Águeda. Durante alguns dias, as ruas da pequena cidade se enchem com um lindo teto de flores de papel, pacientemente construídas por seus moradores.

Campo Maior se situa a poucos quilômetros da fronteira com a Espanha, no Alentejo, a grande província de planície do sul de Portugal. Percorra vinhedos, entre nos castelos medievais de uma região que viu muitas batalhas contra os povos islâmicos no século XII e XIII, e faça um passeio de barco na Albufeira de Alqueva, o maior lago artificial da Europa.

CALDAS DA RAINHA

Situada na região Oeste, Caldas da Rainha é uma cidade com longa ligação à arte e ao design. Aqui foi a base de Rafael Bordalo Pinheiro, um dos maiores criadores artísticos e industriais do século XIX português. A universidade existente na cidade é precisamente a Escola Superior de Arte e Design, onde os alunos criam um ambiente acadêmico de irreverência e criatividade que se manifesta na vida coletiva. Visite o Museu José Malhoa, o Museu de Cerâmica e vá em junho para o festival Caldas Late Night.

BOMBARRAL

Bem perto de Caldas da Rainha fica Bombarral, uma pequena vila rural que guarda um tesouro precioso: o Buddha Eden. Um excêntrico milionário português, que enfrenta agora problemas na Justiça (uma espécie de Eike Batista lusitano), aproveitou seus tempos de fortuna para concretizar uma grande ideia. Indignado com a destruição dos Budas de Bamiyan pelo regime Talibã (Afeganistão) em 2001, prometeu criar um parque temático homenageando a cultura e a civilização budista, que em breve se estendeu a outras civilizações asiáticas. Assim encontramos estátuas gigantes de Buda, de divindades hindus, um exército chinês de terracota e muitas outras expressões artísticas e culturais (incluindo de arte contemporânea) em uma quinta rural portuguesa. Bombarral fica a menos de uma hora de Lisboa, através da autoestrada.

E você? Tem algum outro destino sem ser Porto e Lisboa em Portugal que seja diferentão para nos indicar? Deixe aqui nos comentários!

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários