Se você tem uma câmera fotográfica ou celular já deve ter fotografado uma flor – é difícil não se encantar com suas cores vibrantes, não é? O fotógrafo americano Craig Burrows é uma dessas pessoas que adora fazer cliques das plantas coloridas, mas de uma maneira completamente diferente.

Craig trabalha com fotografia ultravioleta (UV) para captar o brilho das flores. O resultado são imagens radiantes!

O processo utilizado pelo artista captura as imagens pelo uso de luz apenas no espectro do ultravioleta, e é muito usado na astronomia e em diagnósticos na medicina, além de na microscopia.

Burrows retrata flores desta maneira desde 2014, quando conheceu o trabalho de Oleksandr Holovachov, um naturalista que também fotografa a luminosidade das flores através da fotografia de fluorescência visível induzida por ultravioleta.

“Eu raramente sei o que esperar de uma flor antes de fotografá-la. Algumas eu imagino que irão brilhar e acaba não funcionando, com outras sou surpreendido por suas cores ou luz. Cada uma é uma surpresa!”, conta Holovachov. “Da mesma forma que uma camiseta azul brilha sob a luz negra, a maioria dos materiais orgânicos brilham pelo menos um pouco com estímulo UV, e em todos os tipos de cores”.  

Para obter o melhor resultado, o fotógrafo deve manter o ambiente de trabalho o mais escuro possível e emitir a luz na frequência correta.

“Toda vez que as flores são atingidas pela luz solar, elas soltam seu próprio brilho como resposta e são simplesmente sobrecarregadas pela luz que podemos ver. Essas fotos mostram algo que sempre vemos no nosso dia a dia, mas que neste caso não conseguimos a olho nú observar”, afirma o fotógrafo.

Como disse Antoine de Saint-Exupéry em seu livro mais famoso, O Pequeno Príncipe, O essencial é invisível aos olhos”. Algumas coisas são realmente impossíveis de captar a olho nu, mas isso não significa que elas não possuam beleza.

Via.

Stephanie D’Ornelas é jornalista, curitibana e gosta de embelezar a vida com fotografia, arte e cores. Coleciona cartões postais e adora conhecer novos lugares, pessoas e diferentes modos de vida.

Stephanie D’ornelas – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários