Com instalações quase surreais, a artista Pamela Tan explora o lado de fantasia e sonhos em suas obras


Pamela Tan é uma designer arquitetônica e explora diversas possibilidades dentro do campo da arte, arquitetura e design. Com mestrado pela Universidade de Greenwich, Londres, seu primeiro projeto, intitulado ‘Mappa Mundi: A Map Maker’s Dream’ foi selecionado para ser exibido na Academia Real de Artes.

Tan ficou também conhecida por Projection: Kite, uma de suas criações mais coloridas e desenvolvida em homenagem ao Good Vibes Festival, que está entre os nomes mais famosos deste tipo de festa na Malásia. Trata-se de uma estrutura gigante com várias cordas coloridas amarradas nela que, quando vista de cima, remete à forma de uma pipa.

Metros e metros de tecidos coloridos ganham forma quando amarrados aos arcos da grande estrutura. No final, formam-se figuras geométricas vazadas, nas quais é possível adentrar e brincar. Outro ponto que chama atenção é quando o vento bate nas cordas. Elas balançam levemente, remetendo à fluidez de uma pipa no ar, o que dá à instalação um ar etéreo.

O projeto Kite, que significa pipa em inglês, foi justamente inspirado neste objeto elaborado manualmente e que é um símbolo de celebração, geralmente presente em festivais da cultura oriental. De dia, as cores das cordas coloridas brilham à luz do sol. À noite, a instalação é iluminada e ganha uma aparência fluorescente. 

“Balançando entre os arcos e dentro deles, as cordas convidam os visitantes de forma lúdica a experimentarem um portal de claridade e transparência”, diz a designer. Seu outro projeto, Eden, tornou-se uma exposição permanente na Malásia e reflete bem a mente multidisciplinar de Pamela Tan. Esta obra, segundo a artista, “confunde as barreiras entre as maravilhas do que é feito pelo homem e a beleza da natureza”. 

INSTALAÇÃO EDEN

As linhas finas e a paleta monocromática da instalação remetem em um primeiro momento à arquitetura moderna. Mas após um olhar mais apurado, os visitantes percebem uma inspiração em um jardim. Pedrinhas de cristal cobrem todo o caminho pelo chão. Pendentes do teto, treliças e videiras dão a sensação de adentrar uma floresta, com gotas de orvalho de vidro.

Todos esses elementos, pensados como mínimos detalhes, se unem como uma coisa só em um ambiente que parece ter saído de algum filme ou conto. O objetivo de Pamela Tan é justamente resgatar dentro das pessoas o lado lúdico que acredita, mesmo que por um momento, que está de fato no paraíso. 

A instalação etérea reimagina o Jardim do Éden como um país das maravilhas em cristal

“Eden traz a redescoberta da alegria de observar algo de perto, de momentaneamente abalar suas crenças e tornar-se uma criança novamente”, explica a artista a respeito do olhar curioso e explorador que pretende despertar nas pessoas.

Para saber mais sobre as criações de Pamela Tan, visite seu site.

PARA VISITAR EDEN

Ground Floor, Gallery, 163 Retail Park, Mont Kiara, 50480. Kuala Lumpur, Território Federal de  Kuala Lumpur, Malásia.

Via.

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários