Pequenas mudanças podem fazer uma grande diferença quando se trata da nossa saúde mental e redes sociais

Imagem: Contente.vc

A tecnologia pode ser uma grande aliada da vida humana. Muitas criações de fato vieram para facilitar o nosso dia a dia e contribuir para o desenvolvimento. Mas há também uma certa desconfiança de alguns usos, como, por exemplo, as redes sociais. É difícil encontrar alguém que não tenha um perfil em alguma rede, mas está ficando cada vez mais comum ver pessoas que escolhem passar um tempo longe delas.

Estamos sentindo na prática alguns efeitos negativos que podem surgir de uma vida muito conectada. Entre eles, ansiedade e depressão, desencadeados ou intensificados pela comparação entre as nossas vidas e a realidade editada que vemos nos perfis das outras pessoas. Enquanto vemos sorrisos, festas e viagens o tempo todo, olhamos para nossa realidade e não encontramos o que vemos nas redes.

 

É perigoso acreditar apenas no que as pessoas escolhem mostrar. E na internet ninguém exibe fracasso, fragilidade ou tristeza. Mas esses são sentimentos normais e comuns à vida. Todos temos momentos de conquistas e momentos de luta, mas quase sempre optamos por postar apenas as vitórias. Isso sem falar naqueles que realmente inventam momentos para parecerem mais “interessantes”.

Percebendo o comportamento de amigos ao meu redor e refletindo a respeito de mim mesma e do uso que faço das redes, entendendo as minhas insatisfações e buscando alternativas para mudar, resolvi compartilhar alguns pontos que coloquei em prática e que me ajudaram a focar mais em atividades na vida offline e a me sentir melhor em relação às redes sociais.

Imagem: Perdidas Anônimas

ESTIPULE UM TEMPO PARA USO

Você já se pegou rolando o feed de alguma rede social sem saber exatamente por quê? E já pensou consigo alguma vez que poderia estar fazendo outra coisa nesse tempo? Parece simples, mas muitas vezes é difícil termos controle sobre o tempo que passamos conectados.

Uma dica que pode te ajudar a produzir mais é limitar o tempo que você passa em cada rede. O Instagram, por exemplo, permite que você programe um alerta toda vez que passar mais horas na rede do que estipulou. O aplicativo ainda fornece um gráfico que calcula a média de tempo online na rede e os horários de uso em cada dia da semana.

Eu não tinha noção que passava quase duas horas por dia só no Instagram. Ter acesso a esses dados e limitar o meu uso diário em metade desse tempo me ajudou a escolher melhor quando acessar a rede e entender que às vezes, era apenas um vício meu entrar várias vezes por dia.

Para programar no seu celular, basta entrar no seu perfil do Instagram, clicar em Configurações > Sua Atividade > Definir lembrete diário.

Se você quiser ir mais fundo, existe um app chamado Flipd, que bloqueia o seu celular por um tempo determinado. Assim, você não recebe nenhuma notificação e nem consegue abrir nenhum aplicativo. Pode ser um jeito mais eficaz de ficar longe do celular e focar em uma tarefa por algum tempo.

Imagem: Obvious Agency

ANALISE O QUE VOCÊ CONSOME

Faça uma seleção dos perfis que você segue. Observe que tipo de sentimento ou reação cada foto gera em você e pense por que você segue aquela pessoa. Procure acompanhar perfis que tragam informação para além de meras imagens e pessoas que te ajudem de alguma forma a chegar mais perto de realizar um sonho seu.

Tome cuidado especialmente com perfis que promovem um culto ao corpo, eles tendem a gerar muita comparação entre a nossa realidade e as fotos que vemos. Seguir muitas marcas também pode trazer insatisfações, principalmente se você tem dificuldades para controlar seus gastos com roupas.

O que pode ser bacana então? Seguir pessoas que fazem intercâmbio naquele lugar que você sonha e que compartilham a rotina de estudos, perfis de quem é fera na área que você estuda ou tem interesse, artistas independentes que você encontra pela rede mesmo, professores que ensinam dicas de uma língua estrangeira, organizações que você admira ou perfis que dão dicas de educação financeira. Já pensou nisso?

Também indicamos perfis que propaguem mensagens positivas, que estimulem cuidados com a saúde mental e auto-conhecimento. Se você ainda não conhece, vale a pena seguir, o conteúdo da Contente no instagram sobre Internet, Perdidas Anônimas, Obvious Agency e Mantra Magazine (em inglês).

Imagem: Mantra Magazine

ESTIPULE METAS RELACIONADAS AO MUNDO FÍSICO

Tente estabelecer metas simples para suprir o tempo que você passaria conectado(a) sem motivo. Deixar o celular de lado um pouquinho pode fazer muita diferença na hora de dedicar um tempo àqueles projetos que estão no papel.

Comece com pequenos objetivos, como uma lista de livros, por exemplo. Coloque em um papel doze títulos de livros, um para cada mês. Pode ser aquele livro que você parou de ler na metade ou de um autor ou autora que você admire. O desafio de completar uma leitura por mês vai te ajudar a passar mais tempo longe das redes e ainda trará muitos benefícios intelectuais.

Colocar planos no papel ajuda a montar um cronograma e a controlar melhor o tempo. Defina momentos do seu dia para fazer determinada tarefa, focando apenas nela, ao invés de fazer duas ou mais coisas ao mesmo tempo, sem foco em nenhuma.

Tente adicionar ao seu dia momentos de trabalho, lazer, exercícios e pausas para alimentação. O Youtube está cheio de canais que ensinam meditação, exercícios para fazer em casa e receitinhas de comidas mais saudáveis. Que tal acordar e despertar o corpo e a mente ao invés de já pegar no celular? Ou se arriscar a levar um lanche mais saudável para o trabalho e preparar uma janta diferente para não cair todo dia no fast-food?

Qualidade de vida é algo muito importante. Muitas vezes nos deixamos levar pela correria do dia a dia ou por hábitos mecânicos. Ao invés disso, permita em sua rotina mais momentos de respiro, de reflexão e de ações. É difícil, mas no final, só depende de nós.

Você tem mais dicas que te ajudam a focar na vida real e usar as redes sociais de maneira mais consciente? Compartilha com a gente!

Mariana é jornalista e comunicadora. Adora descobrir novos lugares, explorar a cidade a pé e andar sem pressa. Se interessa por viagem, cultura e tudo o que é novidade.

Mariana – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários