Quando falamos em jogos online, precisamos ter em mente que sua indústria está em constante evolução. O setor de games, por exemplo no Brasil, não sentiu os efeitos negativos da pandemia de Covid-19 crescendo 140% de 2020 em relação a 2019, aponta estudo. O sucesso de um jogo depende de diversas variáveis, mas principalmente de uma interface gráfica que eleve a experiência de cada um.

Para se criar um jogo interessante é preciso ficar de olho nas tendências da área, na teoria e psicologia das cores, no game design e arquétipos de jogadores, para assim saber como aplica-los e ter melhor jogabilidade. Os designers de games são os profissionais responsáveis por isso: por avaliar o uso de determinadas cores e gráficos nos jogos, por assim tentar oferecer ao jogador uma narrativa convincente do seu produto. A escolha das cores parece simples, mas é capaz de projetar uma narrativa consistente para um projeto de game.

As colorações influenciam fortemente na avaliação dos jogos e estão intimamente ligadas a nossa capacidade de sentir. Durante a produção, o designer precisa avaliar os tons que são adequados de acordo com a narrativa. Exemplo: caso ele precise atrair os apostadores para jogos de casinos online, serão escolhidas determinadas nuances; caso esteja criando um jogo voltado para adolescentes, serão utilizados outros tons. A cor então passará a sensação visual gerada a partir da incidência de luz na retina ocular e, consequentemente, cria-se uma estimulação cerebral. A percepção das cores traz sentimentos que podem variar de pessoa para pessoa; mas existem critérios para validar como as pessoas se sentem diante de uma paleta.

AS CORES E A NOSSA PERCEPÇÃO DE MUNDO

Antes de falarmos sobre o uso específico de cores dos jogos online, precisamos conhecer como elas são formadas.

  • Cores Primárias: As cores vermelho, azul e amarelo são consideradas primárias, pois, não podem ser criadas a partir de misturas de outras cores. Ao se misturarem em quantidades iguais o resultado será sempre a cor preta.
  • Cores Secundárias: são cores obtidas pela mistura de quantidades iguais de cores primárias. Por exemplo, a cor amarela com azul, resulta em verde, azul e vermelho resultam em roxo e amarelo com vermelho se transforma em laranja.
  • Cores Terciárias: são resultantes da mistura de partes iguais de cores secundárias.

 

A COMBINAÇÃO DAS CORES

Para a implementação de um game ser bem-sucedida, a interface gráfica é crucial e é importante sempre projetar uma paleta de cores que seja complementar, pois isso desempenha um papel central na maneira em como as pessoas percebem e apreciam a experiência eletrônica. As paletas de cores dos games de casinos online, por exemplo, precisam seguir esse critério. Como vemos no site de exemplo acima, jogos com cores contrastantes incomodam o cérebro rapidamente e isso pode atrapalhar o desempenho nas apostas.

Na ausência de um bom gráfico, o jogo não possui o chamamos de “alma”

As cores trazem polarizações de sentido e podem ser carregadas de sensações positivas ou negativas, conforme o contexto que são empregadas.

BRANCO

Branco é a cor da paz, pureza, do bem e da luz. Podemos ver que em diversos quadros a cor branca predomina e, por esse motivo, se tornou muito comum a correlação entre o branco e o divino. Essa é uma cor que combina com todas as outras.

AZUL

Essa é considerada a cor da lógica e do pensamento concreto. É muito utilizada quando falamos em tecnologia e também calmante, traz uma sensação de bem-estar e aumenta a nossa capacidade de concentração. Muitas pessoas gostam da cor azul, ela é muito bem aceita em diversas embalagens de presentes e acessórios, principalmente quando estão ligados ao sono e tranquilidade.

VERMELHO

Vermelho é um tom quente e que traz sentimentos de inquietude, paixões e sedução. Vermelho está associado ao calor, considerada também a cor do fogo. Você dá mais dinamismo ao jogo quando utiliza o vermelho, chamando a atenção. O tom é associado às emoções como orgulho, violência e agressividade.

A cor tem um simbolismo muito forte e por esse motivo é utilizada em pinturas corporais indígenas para simbolizar guerra e também em bandeiras de diversos países para indicar revolução.

AMARELO

Esse tom simboliza a mudança e a alegria. Mas também pode ter uma conotação negativa como a inveja. A combinação de tons com o amarelo deve ser sempre muito bem pensados, pois, pode gerar uma interpretação negativa. O amarelo é usado em diversos desenhos para indicar que os personagens estão doentes, também em bandeiras que indicam a necessidade de atenção. Por outro lado, podemos pensar em calor, luz, descontração, otimismo e ao verão.

PRETO

Essa é uma cor ambígua e pode simbolizar coisas totalmente diferentes. Ao mesmo tempo em que pode simbolizar morte e luto, o preto pode ser associado ao luxo e glamour. O preto também é a cor da noite e pode denotar o místico, o desconhecido, a fantasia.

Por causa da conotação ambígua, para utilizá-lo, devemos pensar sobre os significados que a combinação com outra cor poderá gerar, a incluir o conflito da mensagem que você quer passar.

VERDE

O verde é conhecido por ser a cor da esperança e da natureza. Simboliza também a fertilidade e o meio ambiente. Verde também está associado ao dinheiro. Por isso, podemos perceber que as mesas de jogos de casinos em todo o mundo são forradas com o tecido verde. O tom também passa vigor, juventude, frescor, esperança e calma.

ROXO

Essa cor é relacionada ao místico, magia, mas também ao poder e vaidade. Também pode indicar tristeza, prosperidade, nobreza e respeito. Apesar de ser uma cor bastante comum em jogos com apelo para a fantasia, pode ser observada em games que estão também ligados a temas românticos.

Lembrando que estes significados estão inseridos em uma perspectiva ocidental, assim, ao escolher uma paleta de cor para um game, o designer deve considerar o propósito que ele deseja que as cores cumpram.

OBJETIVO FINAL DO USO DAS CORES NOS DIVERSOS GAMES
  • Atrair a atenção do jogador;
  • Alterar o humor e sentimentos;
  • Transmitir mensagens culturais ou específicas de gênero;
  • Alterar a percepção do espaço pelo usuário – a cor pode adicionar profundidade e dimensão a objetos e cenas;
  • Fazer as coisas parecerem mais “reais” para o jogador;
  • Projetar propriedades 3D em imagens 2D, para manipular a percepção do usuário;
  • Criar um apelo estético, de maneira a tornar os objetos e as cenas mais atraentes para estimular o interesse do usuário e aumentar seu engajamento;
  • Mostrar semelhanças e diferenças entre os objetos do jogo, por exemplo, utilizar as cores para enfatizar um objeto e desfazer a ênfase de outro, como em um menu ou tela de título.

Os designers devem estar sempre prontos para garantir que a qualidade de seu trabalho esteja acima da média e que os seus olhos possam enxergar o que está por trás dos games ao aplicar as diferentes pigmentações escolhidas.

Texto submetido pelo autor – Carolina Fiel 

O FTC traz conteúdo informativo e criativo sobre arte, design, cultura, decoração, tecnologia, gastronomia, tatuagens, viagens e muito mais!

FTC – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários