Quando decidimos ir para a Bélgica, nosso foco central era visitar Bruges. Como íamos passar por Bruxelas, resolvemos nos hospedar na cidade e sair e voltar para lá todos os dias. Não sabíamos muito bem o que esperar da capital belga – parece que ou as pessoas gostam ou não gostam, não tem meio termo.

No final, nós adoramos a cidade e chegamos a conclusão que vale a pena muito visitar. Também fizemos uma daytrip de trem para conhecer Bruges e Ghent. A melhor parte é que a Bélgica é ótima para incluir em um roteiro menor, especialmente se feito de carro e fazendo uma dupla com a Holanda. Por lá, a arquitetura, os canais, as cervejas e cidras, o chocolate e as famosas frites são os pontos altos. Então vem ver algumas dicas do que dá para fazer em Bruxelas em um dia! 

ROTEIRO: BRUXELAS EM UM DIA

Bruxelas é um daqueles lugares únicos e caminhar pelas ruas, conhecendo os bairros e descobrindo cantinhos interessantes, é uma das melhores coisas a se fazer na cidade. Por isso (e pela proximidade), montamos um roteiro para ser feito a pé passando pelos locais principais em um só dia.

Abaixo, sugerimos um roteiro de um dia por Bruxelas. Olha só:

1. GRAND-PLACE

A Grand-Place é o cartão-postal de Bruxelas (competindo com o Atomium), e nós fomos para lá todos os dias da viagem (foram três no total). A arquitetura gótica é marcante na praça, que é cercada por prédios, como a prefeitura da cidade, e conta com restaurantes, cafés, lojas de chocolate e mais também ao seu redor. Vale ir até a Grand-Place durante o dia e também de noite, especialmente para ver o pôr do sol.

Já falamos por aqui: de dois em dois anos, a Grand Place de Bruxelas, desde 1971, fica repleta de begônias coloridas. O país, que é o maior produtor mundial desse tipo de flor, tem como tradição na capital, criar tapetes incríveis com essa espécie durante alguns dias.

Por ali, comemos os famosos morangos com chocolate na Godiva e waffles na Maison Dandoy, um dos lugares mais tradicionais da cidade. Desça algumas ruas para passear pela Galerie De La Reine.

2. MONT DES ARTS

No caminho para o MIM – Museu dos Instrumentos Musicais, o Monts des Arts é uma mistura de praça com parque e jardins desenhados. É um ótimo lugar para sentar um pouco e apreciar a vista.

3. MIM – MUSEU DOS INSTRUMENTOS MUSICAIS

Quem gosta de música tem que ir até o MIM. O Museu dos Instrumentos Musicais conta com mais de oito mil instrumentos de diversas épocas e países (muitos que nunca vimos antes). Mas não esqueça de pegar o áudio guia para poder ouvir o som de grande parte deles. O prédio em si também é um destaque, com arquitetura nos estilos neoclássico e Art Nouveau.

4. PALAIS ROYAL & PARC DE BRUXELLES

Em uma rua ampla e de frente para o Parc de Bruxelles, o Palais Royal tem um jardim lindo, um café na lateral e a visita é grátis. Vale a pena entrar no palácio para conhecer. A visita não demora, passa por um salão com lustres maravilhosos e quando fomos também tinha uma exposição de tecnologia.

Quando terminar, atravesse a rua e passeie pelo parque – também um ótimo lugar para parar e descansar.

5. ATOMIUM

Nosso roteiro original não incluía o Atomium, já que fica mais afastado do centro da cidade. O plano era passar um dia em Bruxelas, um em Bruges e um em Ghent, mas, como unimos Bruges e Ghent no mesmo dia, tivemos um dia extra e resolvemos conhecer o Atomium. Calcule mais ou menos uma hora de deslocamento (meia hora para ir e meia hora para voltar), e precisa caminhar um pouco para chegar até ele.

No final, e se você tiver tempo livre, vale a pena ir até lá. É possível subir e aproveitar a vista privilegiada da cidade, ver uma exposição ou visitar a parte kids, mas preferimos ficar embaixo mesmo (principalmente pela chuva no dia). Tire um tempo para descer até a praça e ver o Atomium de diversos ângulos.

DICA

Para ver o pôr do sol, vá até o Monument A la Gloire de l’Infanterie Belge, em frente aos Tribunais de Bruxelas. O lugar é um point dos locais e uma ótima ideia é aproveitar a vista acompanhada de uma cerveja (ou chocolate!).

EXTRA: LUGARES QUE NÃO CONSEGUIMOS VISITAR, MAS VALEM A PENA

Bruxelas também é conhecida pela ‘Rota dos Quadrinhos’ (Comic Book Route). Isso inclui street arthistórias em quadrinhos e museus relacionados ao assunto. Um dos museus mais famosos de Bruxelas é o The Belgian Comic Strip Center, que é focado em quadrinhos como As Aventuras de Tintim e Asterix e Obelix. Se você tiver mais um dia na cidade, vale a pena visitar! 

Nós adoramos visitar igrejas, especialmente na Europa. Ficamos com vontade de conhecer a Eglise Notre Dame du Sablon, com seus vitrais e arquitetura gótica. Um dos principais da cidade, o Parc du Cinquantenaire é outro lugar que gostaríamos de ter visitado, mas, como fica um pouco mais afastado do centro, acabamos deixando para uma próxima viagem.

ONDE NOS HOSPEDAMOS

Foi o décor com tema de fotografia que nos levou ao ZOOM HOTEL. O espaço é super charmoso, tem exposição de fotos e fica próximo ao metrô. Com quartos confortáveis (todos com decoração moderna e industrial, mas seguindo o tema principal) e cheio de cantinhos instagramáveis, o hotel tem um preço acessível (começa em €85/noite) e tem um café da manhã bem gostoso. Recomendamos!

Mariana Bruno é jornalista e escritora especializada em decoração, arquitetura e design. Já trabalhou em diversas plataformas e hoje atua na área de PR. Acredita no poder das experiências, do lifestyle, do entretenimento e das viagens. Instagram: @missbruno

Mariana Bruno – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários