Nos livros de história na escola, a gente aprendia que o Egito dependia do Rio Nilo, a única região em que não era desértica, que o país possui uma das histórias mais longas e intrigantes da antiga civilização, sendo responsável pela construção de alguns dos monumentos e personagens mais famosos da humanidade como as pirâmides, esfinges, também tendo sido uma das mais poderosas de seu tempo e uma das primeiras a surgir de forma independente no mundo. Haja mistério, né?

O rico legado cultural do Egito, bem como suas atrações, o mar Vermelho e os sítios arqueológicos, fizeram do turismo a parte vital da sua economia, levando inúmeros turistas a visitarem o país. Já pensou ver tudo isso de perto? Eu já. É uma viagem que deve marcar a vida toda! Pesquisando sobre destinos e algumas opções para minhas próximas férias, passei a me encantar pelo que poderia encontrar pelo Egito depois de conhecer um pouco do mundo oriental (Turquia).

Me apaixonei pelas especiarias, pelo povo encantador e suas histórias fascinantes, pelas coloridas e variadas nuances das cidades, mercados, comidas, chás, uma das marcas registradas e tradicionais também do Egito. Além disso, são mais de 6 mil anos de registro. Não é possível passar por esse mundo sem pensar em ter a oportunidade de conhecer isso de perto!

Pois bem, na fissura de encontrar lugares legais e o que não posso perder caso escolha o Egito como minha próxima viagem, decidi fazer uma listinha com o que preciso (e talvez você também!) conhecer caso um dia faça uma viagem para o Egito. Existem inúmeras cidades e monumentos, mas começarei pelo básico, vem comigo:

1 – CONHECER A ÚNICA DAS 7 MARAVILHAS DO MUNDO QUE AINDA EXISTE, AS PIRÂMIDES DE GIZÉ

A cidade do Cairo é a porta de entrada para o país e é bem ali que fica seu símbolo mais emblemático. As Pirâmides de Gizé são o destino turístico mais popular do Egito desde a antiguidade e são populares desde o período helenístico, quando a Grande Pirâmide foi listada por Antípatro de Sídon (grego, poeta e escritor) como uma das Sete Maravilhas do Mundo – sendo a única delas que ainda existe.

A Grande Pirâmide de Gizé é a mais antiga das Sete Maravilhas do Mundo e a única que ainda existe na forma perfeita, além de ser a maior das pirâmides do Egito. 

O sítio arqueológico é localizado no planalto de Gizé, nos arredores do Cairo, Egito, e inclui o complexo com as Grandes Pirâmides (Quéops, Quéfren e Miquerinos), além da escultura maciça conhecida como a Grande Esfinge, vários cemitérios, uma vila operária e um complexo industrial.

2 – O MUSEU DO EGITO EM CAIRO

Próximo ao centro de Cairo, está também um dos mais incríveis museus do mundo, o Museu Egípcio. Ao lado da Praça Tahrir, o Museu Egípcio é visita obrigatória para quem curte arte, história e quem visita a cidade. O museu foi inaugurado em 1902 para abrigar as antiguidades do Egito Antigo.

No Interior há a maior coleção de história arqueológica egípcia no mundo. São mais de 120 mil artefatos, incluindo o tesouro do túmulo de Tutankhamon e a maioria das múmias que foram descobertas desde o século 19. As peças expostas no museu vão desde o início do Antigo Império do Egito Antigo (aproximadamente 2700 AC) até o período greco-romano.

Museu Egípcio possui mais de 120.000 antiguidades reencontradas nas inúmeras escavações que fazem no país até hoje.

Um Novo Museu do Egito está sendo construído próximo ao Complexo das Pirâmides de Gizé para abrigar todos os artefatos que há na estrutura atual, mas ainda não foi inaugurado.

3 – KHAN EL KHALILI

Khan el Khalili é uma área comercial antiga, um imenso mercado de estreitas ruelas com milhares de pequenas tendas com mercadorias tradicionais: sapatos, tecidos, especiarias, joias. São ruas repletas de gente, mesas nas portas dos cafés, comércios e workshops de manufaturas. É um imenso bazar no coração da cidade do Cairo Antigo, região repleta de prédios históricos, museus e típicas casas de chá.

Khan el Khalili, o imenso mercado na cidade do Cairo Antigo. 

Junto com o mercado de Al-Muski, forma a área de compras mais importantes da cidade. São nesses lugares que acabamos encontrando grandes memórias para levar para casa, artesanatos manuais dos mais simples aos mais elaborados, souvenirs das mais variadas espécies e tudo que se pode imaginar.

Nada me faz tão feliz do que visitar um mercado como esses. Amo observar as cores, os sabores, as pessoas, comportamento das pessoas. Dizem que o Khan el Khalili tem um cheiro todo próprio e inesquecível de especiarias. Ao mesmo tempo pode-se ver a vida passar: pessoas vestidas com suas túnicas e seus turbantes, discutem sobre compras e vendas de mercadorias. Outros, sentados nas calçadas pensam na vida e fumam observando o movimento diário. É pra lá, com a minha câmera, que eu vou!

4 – CIDADELA DE SALADINO

Concluída em 1183 DC no alto da montanha, a Cidadela de Saladino serviu como sede do governo no Egito por 700 anos e era o ponto principal das fortificações construídas para proteger a cidade dos ataques dos exércitos europeus cruzados. Sua Mesquita de Alabastro é um dos marcos históricos mais famosos do Cairo. A silhueta é a característica mais dominante do horizonte da cidade.

Cidadela de Saladino, é bonita demais! 

A Cidadela contém, ainda, uma segunda mesquita, o Museu Nacional Militar, o Museu da Polícia e vários outros museus dedicados ao palácio de Muhammed Ali.

5 – LUXOR

Saindo de Cairo, na cidade de Luxor, que estão as tumbas de faraós como Ramsés II e Tutâncamon. O local é famoso pelos mais antigos sítios arqueológicos egípcios e conhecido como “o maior museu ao ar livre do mundo”. Em Luxor, há muitos monumentos: as ruínas dos antigos Templo de Karnak (levou quase dois mil anos para ser totalmente construído e por mais mil anos ficou submerso nas areias) e Templo de Luxor, que estão dentro da cidade moderna no Banco Leste.

Templo mortuário de Hatshepsut em Luxor, construído em homenagem a Amon-Rá, o deus do Sol, perto do Vale dos Reis. 

Templo de Karnak, dedicado ao deus Amon-Rá. 

Tumbas e templos estão localizados no Banco Oeste, dentre eles estão o Vale dos Reis e Vale das Rainhas. A cidade situa-se entre o Banco Leste e Oeste do Rio Nilo e era, originalmente, chamada de Tebas, nos tempos antigos. Muitos passeiam de balão pelo cenário (Vale dos Reis, onde foram enterrados todos os faraós do Egito Antigo – alguns ainda possuem as inscrições e pinturas originais dos hieróglifos muito nítidas até hoje) e dizem ser a experiência mais inesquecível da viagem.

Imagem rara do interior das tumbas do Vale dos Reis, onde estão enterrados alguns dos faraós e governantes mais poderosos do Império Novo.

6 – ASWAN

Já na cidade de Aswan, dizem ser o local ideal para explorar as ruínas de Abu Simbel, que fica quase na fronteira do Egito com o Sudão (antiga Núbia). São 3 horas de viagem ao sul do país, mas o passeio é obrigatório. Os templos foram construídos por ordem do faraó Ramsés II em homenagem a si próprio e à sua esposa preferida Nefertari. O Grande templo de Abu Simbel é um dos mais bem conservados de todo o Egito.

Abu Simbel: o complexo foi transferido do seu local original durante a década de 1960, com a ajuda da UNESCO, a fim de ser salvo de ficar submerso. 

O Grande templo de Abu Simbel é um dos mais bem conservados de todo o Egito.

Conhecida pelos egípcios como a cidade dos Núbios, Aswan é pacata, relaxante e cheia de hospitalidade. Suas coloridas vilas mostram a peculiaridade de seus costumes e tradições, fazendo com que o visitante sinta-se em casa. A cidade não tem tantos monumentos como Cairo e Luxor, mas o que encanta é a tranquilidade: um passeio de Feluca (pequenos barcos a vela), o pôr do sol, um happy hour em um dos cafés ou restaurantes à beira do Nilo.

Templo de Philae, dedicado a deusa Ísis, a deusa da maternidade, fertilidade, pureza e da sexualidade. 

Ficando em Aswan também dá para conhecer em Ilha Philae, o Templo ptolomaico de Ísis, o último onde foram inscritos hieróglifos. Construído em homenagem à deusa Ísis, uma das mais fortes da mitologia egípcia, era usado como local de cerimônias em homenagem a ela, feitas por muitas sacerdotisas.

O Obelisco Inacabado foi declarado como um museu a céu aberto nas pedreiras de Aswan pois possibilitou compreender o mecanismo de construção da época, uma vez que o monumento ainda possui marcas das ferramentas utilizadas pelos trabalhadores.

Vila Núbia no Sul do Egito: muitas cores, chás, artesanato, casas enfeitadas e um grande sorriso no rosto em cada porta quando os viajantes visitam é o que nos espera! 

7 – ALEXANDRIA

Quem nunca ouviu falar de Alexandre, o Grande? Pois bem, Alexandria é a cidade fundada por ele em 331 AC. Localizada em uma faixa de terra entre o Mar Mediterrâneo e o Lago Mareotis, serve como uma porta de entrada para o Cairo e Giza. Lugares como o Montaza Palace, as catacumbas de Khom el Shuqqafa, a cidadela de Qaitibay e o Pilar de Pompey são favoritos para visitar no local.

Cidadela de Qaitibay, Alexandria.

A famosa Biblioteca de Alexandria também não pode passar desapercebida. Reconstruída em 2002, é a maior do Egito e conta com instalações especializadas, laboratórios, um planetário, um museu científico, um museu caligráfico e uma sala para congressos e exposições. Seu design arquitetônico foi internacionalmente elogiado e é considerado uma das mais belas edificações da cidade.

8 – PASSEAR PELAS ÁGUAS DO NILO

Não tem como falar do Egito sem falar do Rio Nilo. E se você procurar qualquer pacote ou dicas do que fazer no Egito pela Internet, todos vão dizer “um cruzeiro pelo Nilo”. Bom, é fato que as águas do Rio inspira gerações desde a antiguidade. Pode parecer clichê, mas ver o Egito por outros olhos deve ser interessante e não à toa que tanto recomendado.

O Rio Nilo está intimamente ligado a economia, geografia, religião, cultura e inúmeras histórias do país. Imagine o tanto de coisa que não aconteceu ali? Pois existem opções de 4 ou 5 dias a bordo, com serviços completos, entre as cidades de Luxor e Aswan com programações e passeios pelos templos e pontos turísticos. Há também o barco a vela típico que chama felluca para quem topa se aventurar a passear pelas águas ao balanço do mar!

9 – IGREJA DA CAVERNA

Um local pouco conhecido pelos turistas, mas muito procurado pelos cristãos que visitam o Cairo. O complexo de igrejas ortodoxas inclui um grande templo com capacidade para 20 mil pessoas, sendo, assim a maior igreja do Oriente Médio, e outras igrejas construídas nas cavernas da montanha Mokattam, que fica dentro de uma área conhecida como a Cidade do Lixo. No interior dos dois maiores templos e em algumas paredes rochosas externas foram esculpidas cenas e versos bíblicos.

10 – É PRAIA QUE VOCÊ QUER? VAMOS PARA SHARM EL-SHEIKH!

Para quem acha que o Egito é só deserto, areia, múmias e faraós, enganou-se! O Egito tem uma grande variedade de praias situadas no Mediterrâneo e no Mar Vermelho, que se estendem por mais de 3 mil quilômetros. O Mar Vermelho tem águas calmas, recifes de corais coloridos, peixes raros e montanhas. Quer mais? Nas praias do Golfo de Aqaba dá para mergulhar.

Nada mal mergulhar em Sharm El-Sheikh, hein?

Em Sharm el-Sheikh, as águas são super cristalinas e muitos recifes nas margens. Existe até uma área (Ras Mohamed) que é uma reserva natural bem preservada e que muita gente acaba fazendo snorkeling e mergulhos. A cidade também é agitada a noite e tem muitos restaurantes para todos os bolsos, bares e festas. Pra quem quer descansar e menos movimento, há também a opção da cidadezinha menor e charmosa pertinho chamada Dahab.

Mesquita Al-Mustafa em Sharm El Sheikh: com uma belíssima fachada de mármore e arquitetura impressionante, o local traz uma enorme sensação de paz e tranquilidade para fazer orações. 

Bom, isso é só o começo! Continuo a saga de compartilhar por aqui algumas dicas e lugares legais para se conhecer pelo destino. E você? Já foi pro Egito? Tem alguma dica pra dar? Deixe nos comentários!

Imagens: Memphis Tours

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários