Veneza, na Itália, é um dos destinos mais visitados pelos turistas. Mas você sabia que ao lado dali existe uma das cidades mais coloridas do mundo? Conheça Burano!

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-00

Conhecer Veneza é uma das coisas mais malucas e mágicas dessa vida. Nada de carros, muita água, tudo tem que ser feito de barco ou a pé. Dependendo da época, haja paciência para tantos turistas. É amor e ódio ao mesmo tempo. É expectativa x realidade. É correria x il dolce far niente, mas é realmente fantástico – de qualquer maneira.

O que muita gente não sabe é que ao lado da cidade cheia de canais, conhecida por ser uma das mais românticas do mundo, há algumas ilhas vizinhas que merecem atenção, cada uma por sua peculiaridade.

Veneza é na realidade uma cidade constituída por várias ilhas pequenas ligadas por pontes entre si. Uma dessas ilhas que se destaca chama-se Isola di Burano, bem ao lado de Murano (famosa pela fabricação do vidro que leva seu nome e cristais) e Torcello (essas são as três mais conhecidas).

A pequena Burano situa-se a 11 quilômetros dali e hoje é mais conhecida pelas inúmeras casinhas coloridas que circulam pelo Pinterest e se tornaram hit na internet. As cores na beira do canal realmente encantam qualquer pessoa. A boa notícia é que para explorá-la, é necessário apenas algumas horas.

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-30

Dizem que os primeiros ocupantes da ilha foram provavelmente os Romanos, mas foi no século VI que Burano recebeu o seu nome atual. Apesar da ilha de pescadores ter se desenvolvido depressa, só ganhou importância no século XVI, quando as mulheres locais começaram a produzir belas peças de renda, que rapidamente começaram a ser exportadas para o resto da Europa.

O bordado, conhecido como punto in aria, tem séculos de tradição e é específico do local.

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-03

Famosa no mundo todo, na época, as rendas de Burano eram as preferidas de reis, rainhas, príncipes e princesas, em coroações e festas por toda a Europa. Ainda hoje é extremamente procurada e admirada, porém a verdadeira e original renda de Burano é quase impossível de ser encontrada, visto que a mão de obra é escassa.

Na cidade, há inúmeras lojinhas com produtos cheios de renda para quem aprecia esse tipo de arte. E caso goste do assunto, você ainda pode visitar o Museo del Merletto (Museu da Renda), que fica na Baldassare Galuppi, a praça principal. Lá você também encontra muitas peças em Murano, típica arte da ilha vizinha!

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-22

Mas muita gente chega em Burano atualmente justamente por conta das inúmeras casas coloridas, que chamam mais a atenção dos turistas do que as próprias atrações da ilha. Diz a lenda que as casas foram pintadas de cores fortes e diferentes para que os pescadores pudessem vê-las de longe quando estavam voltando para casa depois do sol se pôr.

Hoje, as paredes vibrantes tem uma tradição que remonta ao século 16 e seguem um sistema específico de cores. Antes dos donos pintarem as casas eles precisam pedir uma autorização do governo, que define quais tons são permitidos para aquela área.

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-24

O vilarejo de 3 mil habitantes é ocupado por gente que leva uma vida simples mas com qualidade, vivem do comércio local, da pesca e do turismo. Há alguns bons restaurantes que servem peixes frescos todos os dias (o risotto de gò é o prato famoso local) e há três padarias que produzem fantásticos doces e biscoitos caseiros.

O mais tradicional é o bussolà buranello, biscoito que antigamente era feito pelas esposas dos pescadores quando eles saiam para o mar e passavam longas horas no barco.

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-16

Todas as manhãs de quarta-feira, não muito longe da igreja, tem o mercado de rua, e dois minutos longe do centro, você pode dar uma olhada no mercado de peixes, onde também se pode ver a lagoa veneziana, típica de onde saem todos os pescados.

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-13

Apesar do dia da visita estar um pouco chuvoso, as imagens não tem Photoshop. Não é a toa que Burano entrou na lista de inúmeras revistas e sites como uma das 10 cidades mais coloridas do mundo. Realmente, a cara do FTC!

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-11

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-20

Todos os visitantes de Burano ficam intrigados com as cores e as casas coloridas que são refletidas nas águas verdes de canais, com a torre do sino inclinando-se (o campanário da igreja de San Martino, Chiesa di San Martino, chamado também de ‘torre bêbada’, foi projetado por Andrea Tirali, construído entre 1703 e 1714, tem 53 metros e é a mais inclinada do país – mais do que a Torre de Pisa!), com a tranquilidade e a calma com que as senhoras bordam as rendas originais e com os moradores conversando nas praças.

As crianças andam livremente em suas bicicletas, as varandas tem muitas flores, os pescadores trazem produtos frescos todos os dias em seus barcos tradicionais. Parece o paraíso para passar uma tarde? Confira mais imagens:

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-23

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-15

As lojas de artesanatos, restaurantes, confeitarias e os produtos locais;

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-26

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-25

Buranello: o biscoito típico de Burano!

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-12

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-07

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-08

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-10

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-14

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-17

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-21

A rua principal está sempre cheia de pessoas que se encantam com o cenário original;

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-27

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-28

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-29

Se for para Veneza, que tal programar uma visita a Burano, se perder pelas inúmeras casinhas e reparar em cada um dos detalhes? Dica: sente-se para tomar um café, coma um buranello e veja a vida passar. Viva Litalia!

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-05

Pontos turísticos de Burano – A igreja de San Martino (século XVI) que abriga a obra de Tiepolo (La Crocifissione) e a torre mais inclinada do país e o Museu da Renda, ambos na praça Galuppi.

Como chegar: De barco. Você pode-se utilizar os vaporetti (transporte público em Veneza e uma das maneiras mais fáceis e econômicas de locomover pelo local), a viagem demora cerca de 45 minutos a partir do centro de Veneza. O vaporetti sai da Fondamenta Nuove (atravesse a ponte, linha número 12, pegue o vaporetti LN).

Você pode comprar o seu bilhete único com validade para 24 horas se for conhecer as outras ilhas (custa € 20) ou ida e volta para uma ilha só (cada trecho custa € 7,50 e é válido por apenas 60 minutos, ou seja, ida e volta a Burano custa € 15). O barco para diversas vezes antes de chegar em Burano (em Murano ‘Faro’, Mazzorbo e depois Burano).

Para voltar de Burano a Veneza é preciso ficar atento, já que no ponto passam vários vaporettis, nos dois sentidos. É preciso pegar o barco certo e no sentido certo. Pegue a linha LN para San Marco (Veneza) ou a mesma linha que para em Mazzorbo, Murano e depois em Fondamenta Nuove. 

follow-the-colours-ilha-de-burano-italia-carolmore-32

Mais informações no site oficial da cidade.

Fotos © Carol Moré. Vai pra Itália? Vale a pena também visitar Dozza, uma vila medieval que é uma verdadeira galeria de arte a céu aberto!

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários