Quem andava pelas ruas de Sydney, na Austrália, dentre os meses de março e abril de 2018, pôde vivenciar a experiência de “alimentar” seu cérebro. Isso foi possível graças à intervenção “Intangible Goods” proposta pela Art & About Sydney, uma organização que viabiliza intervenções artísticas com a contribuição de artistas nacionais e internacionais, em parceria com profissionais da área de saúde mental.

Nessa máquina de venda automática era possível encontrar belas embalagens com design minimalista. Mas ao invés de “snacks”, os embrulhos continham variados tipos de cartões, mapas, e pequenos objetos que propunham diferentes atividades que prometiam proporcionar um ganho de qualidade psicológica e emocional para quem os experimentasse.

Intangible Goods: “O que você mais precisa em sua vida agora?”

Ao todo eram dez conceitos que preencheram o conteúdo das embalagens com propostas de atividades que exercitavam o cérebro. Dentre eles estavam: estrutura, imaginação, amizade, espontaneidade, relaxamento, interatividade e pertencimento, por exemplo.

Dentro da embalagem nomeada com a palavra “estrutura” era possível encontrar dicas de produtividade. Na de “amizade” são propostas dez ações diárias para manter o contato com pessoas conhecidas. A de “espontaneidade” propunha que você enchesse uma bolsa de ar e a estourasse próximo de alguém. A de “Imaginação” oferecia um lápis para que você desenhe uma série de objetos que seriam impossíveis de existir.

“A ideia da Intangible Goods é aproximar conceitos que promovam a saúde mental e psicológica das pessoas”, afirmam Mark Starmach e Elizabeth Commandeur, idealizadores do projeto. E é importante ressaltar que todo o dinheiro arrecadado com as vendas da máquina foi revertido para entidades que cuidam da saúde mental e que desenvolvem pesquisas na área.

Elizabeth afirma que “pertencimento” é o seu favorito. Esse pacote oferece um pequeno mapa da cidade juntamente com três estrelinhas que servem para o usuário marcar lugares importantes para ele.

A máquina conseguia abrigar 250 pacotes ao todo, e teve que ter seu conteúdo reposto quase diariamente. O sucesso do experimento surpreendeu Mark, que diz não ter esperado a demanda que receberam, e que o êxito dessa intervenção demonstra a importância de cuidar da nossa saúde mental e psicológica.

A experiência que os cidadãos de Sydney puderam vivenciar temporariamente com a Intangible Goods enfatiza que os cuidados para preservar nossa mente e coração podem ser simples, mas promovem benefícios de maneira permanente.

Via/Via.

Affonso é arquiteto e urbanista e tem dificuldade em ficar parado. Amante dos trabalhos manuais desde pequeno, criou sua loja online logo no fim da faculdade, quando passou a comercializar objetos de decoração confeccionados por ele mesmo. Adora artes, decoração e qualquer projeto de “faça-você-mesmo”. Acredita que com criatividade e dedicação é possível transformar o espaço e as pessoas ao seu redor.

Affonso Malagutti – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários