follow-the-colours-shutterstock_173151038

Dizem que pessoas felizes vivem mais tempo e são mais saudáveis. Mas como elas mantêm sempre o seu otimismo?

Os otimistas não são apenas aqueles que vêem o copo meio cheio. Segundo estudos, eles também ganham mais dinheiro do que os pessimistas, desfrutam de mais saúde, tem menos resfriados, risco de doenças cardiovasculares reduzidos e ainda, uma vida longa.

Sabemos que pensar positivo reduz o estresse, mas como ter pensamentos sempre bons nesse mundo tão caótico?

Muitas vezes a gente pensa: “Bom mesmo era quando éramos crianças!” E Jason Wachob, co-fundador do site MindBodyGreen, explica: “A maioria das crianças nascem otimistas, mas ao longo da sua vida, as coisas acontecem. As circunstâncias mudam, o cinismo aparece. No fundo, a maioria de nós sempre quer voltar a ter aquela sensação de quando éramos pequenos, da despreocupação, da época da verdadeira felicidade.”

Sim, querer voltar a ser criança nos remete ao mais puro dos sentimentos. Mas, a vida adulta está aí, e não tem o que a gente fazer a não ser se cuidar.

David Mezzapelle, autor do livro Contagious Optimism, conta que estudou sobre pessoas otimistas por 5 anos e conclui: “Algumas pessoas são naturalmente mais otimistas. Eu acredito que, no entanto, se alguém é negativo ou pessimista, isso pode ser controlado e melhorado – se a pessoa quiser. E complementa: “Ser otimista não é fechar os olhos e se sentir nas nuvens. Muitas vezes as pessoas dizem que são realistas, mas a realidade sozinha pode impedi-lo de conseguir alguma coisa. Pés no chão combinados com o otimismo = maior aceitação da vida. O céu é o limite.”

Como qualquer hábito saudável, Wachob diz que otimismo é algo que você precisa praticar todos os dias, como um exercício. E então compartilha 7 hábitos que podem te ajudar a melhorar sua relação com o mundo. Confira:

follow-the-colours-shutterstock_231006064

1) Expresse sua gratidão

Ser capaz de apreciar as bênçãos da vida não é suficiente. Mezzapelle diz que os otimistas são gratos pelas menores coisas, detalhes que o deixam feliz. Exemplo: ver o sol nascendo de manhã, ver seu filho ou seu cachorro animado quando te vê, comer o seu bolo preferido. Ser grato sobre as pequenas coisas faz com que acontecimentos maiores sejam muito melhores.

Os otimistas também encontram beleza em suas dificuldades, obstáculos e fracassos, porque enxergam que essas situações lhe dão força e resistência: “Quando aparecem problemas na vida dos otimistas, eles sempre tentam ver que aquilo não é tão ruim, que tudo tem um lado bom na vida.”, diz o escritor.

follow-the-colours-shutterstock_207636175

2) Doe seu tempo e sua energia a alguém

Seja ajudando a fazer sopa em uma cozinha comunitária ou pessoas que você conhece: se doar é um hábito que deve ser praticado. “Isso ajuda você a se sentir grato pelo que você tem”, diz Wachob. “É um ótimo jeito de começar a ser mais otimista.”

Mezzapelle concorda: “Não importa o que você está passando, você precisa ser bom para os outros e se doar quando puder. O espírito de altruísmo pode fazer você se sentir muito mais feliz sobre sua própria vida.”

follow-the-colours-shutterstock_217082872

3) Tenha interesse nas pessoas

Quando as pessoas ouvem histórias de superação dos outros, isso ajuda, diz Mezzapelle. “As pessoas muitas vezes pensam que estão sozinhos em suas lutas, como no divórcio, ao ter câncer ou problemas financeiros. Mas quando ouvem falar de outros que passaram pela mesma situação e saíram dessa, isso lhes dá esperança, e esperança é fundamental no otimismo.”

Wachob diz que simplesmente ler histórias inspiradoras pode ajudar. “Isso é algo que todos podem fazer diariamente. Há tantas histórias surpreendentes sobre pessoas incríveis que superaram e tiveram outra chance, não?!”

follow-the-colours-shutterstock_219951385 copy

4) Seja cercado de pessoas otimistas

Você acaba sendo a somatória das pessoas com quem passa seu tempo, diz Wachob. “Se você anda com muitas pessoas pessimistas, cada vez que você sair com eles, vai ser desgastante. Se você estiver ao lado de otimistas, no entanto, é fácil absorver essa energia boa e a felicidade pode ser contagiante.”

Mezzapelle gosta da frase do ginasta olímpico Mary Lou Retton: “O otimismo é um ímã para a felicidade”. “É verdade”, diz ele. “Quando você está perto de pessoas que são positivas e otimistas, elas te deixam para cima.”

follow-the-colours-shutterstock_212664226

5) Não se abale com pessoas que o chatearam ou o contrariam

“O que as outras pessoas fazem ou dizem é reflexo de sua realidade, não necessariamente a sua”, diz Mezzapelle. As pessoas otimistas não levam as opiniões dos outros muito a sério quando eles não concordam com algo.

Isso significa não ouvir o que os pessimistas tem dizer, principalmente quando eles falam que você não pode alcançar algum objetivo: “Você não precisa concordar com as outras opiniões, e isso é uma das beleza da vida”, diz Mezzapelle. “Não deixe que as coisas ruins dos outros afetem você. Isso é problema delas, não seu”.

follow-the-colours-shutterstock_208763950

6) Perdoe os outros

É mais fácil falar do que fazer. Mas, otimistas têm uma maior capacidade de perdoar. “A maneira mais fácil de perdoar é refletir sobre o fato. Passado é o passado. Faça as pazes com isso e com as pessoas, e não estrague o presente.”

follow-the-colours-shutterstock_207636172

7) Sorria!

Semana passada, falamos sobre o poder de um sorriso. Como ele pode mudar o seu cérebro, as suas células e até te salvar de uma doença. “Ao sorrir, você cria ambientes mais felizes e atrai os outros”, diz Mezzapelle. A felicidade, mesmo que em pequenas doses, libera serotonina, hormônio que contribui para a sensação de bem-estar.

Sorrir também tem muitos benefícios para a saúde; um estudo da Universidade de Kansas descobriu que ao abrir um sorriso, mesmo quando você não se sente tão feliz, pode reduzir a intensidade da resposta do corpo ao estresse.

Agora que já sabe, que tal então colocar em prática pelo menos um desses hábitos por semana? Por mais pessoas otimistas nesse mundo!

Via. Imagens: Shutterstock.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários