O eXcambo é uma iniciativa de consumo alternativo criada pela designer Aline Vieira e pela engenheira têxtil Lais Pennas. A amizade proativa dessas duas mulheres preocupadas com o meio ambiente e com a maneira como a sociedade se relaciona com a moda, deu surgimento a uma nova expressão de estilo, fora dos padrões tradicionais. 

Já diziam os mais velhos: para maior bem estar, a energia tem que circular. A proposta principal desse projeto é justamente isso. O eXcambo surgiu para dar movimento às peças de roupas de qualidade que estão estagnadas, fazer do guarda-roupa algo rotativo e sustentável, aumentar o ciclo do produto e criar uma nova forma de enxergar o impacto de cada um no universo da moda.

Não se trata apenas de uma troca ou combate ao consumismo desenfreado, mas sim, proporcionar a experiência de vestir uma história, expressando a cultura e subjetividade de uma outra pessoa no próprio corpo, ao iniciar a criação de novas histórias.

As criadoras explicam: “Acreditamos que o ato de trocar peças de roupas faz com que o os limites se expandam. Uma roupa ser só sua e de mais ninguém é como uma rua sem saída. Quando trocamos roupas com outras pessoas nosso acesso torna-se ilimitável e drasticamente ampliado, pois cada pessoa traz características físicas, gênero, estilo e energias completamente diferentes, trazendo vida e criando histórias. Este é o nosso objetivo. Fazer a energia circular e ultrapassar os limites impostos pela forma convencional de consumir moda”.

Você sabia que a peça de roupa mais sustentável é aquela que já existe? 

Para explicar melhor como funciona essa valorização, reuso e recuperação de produtos já existentes, fizemos uma entrevista exclusiva com Aline e Lais, criadoras desse projeto incrível. Confira suas inspirações:

FTC: Como vocês se conheceram e quais são os sonhos/desejos que possuem em comum?

Aline e Lais: Nós nos conhecemos bem novinhas, aos 14 anos, e éramos da mesma escola. Nosso modo de ver a vida, nossas vontades e desejos malucos em comum foi o que nos aproximou muito e nos une até hoje. Nós sempre quisemos fazer alguma coisa juntas que envolvesse moda, mas não sabíamos o que até então. Estamos muito feliz em termos achado um caminho para trilhar.

Nosso sonho em comum é poder trabalhar com o que acreditamos do fundo da alma e viajar muito, espalhando nossa mensagem por esse mundão afora.

FTC: Como surgiu a ideia do projeto eXcambo?

Aline e Lais: A ideia inicial do eXcambo era fazer uma troca de roupas entre amigas, o que nunca aconteceu… até que então decidimos fazer um evento mesmo, abrir para o público e inserir a ideia de uma alternativa ao consumo tradicional de moda e ver como as pessoas iriam reagir a isso.

Temos muita preocupação com o meio ambiente e a natureza de uma maneira geral, e essa paixão pela moda… desde sempre somos as “eco” da turma.

“Nas faculdades (engenharia têxtil e desenho industrial) aprendemos tudo de uma forma bem ‘massificada’. Sempre ficamos com essa vontade de criar uma forma de fazer algo que acreditássemos de coração. Desde que começou a se falar muito em moda e sustentabilidade, nós descobrimos que era isso que gostaríamos de abordar também e passamos a ficar antenadíssimas em todas as iniciativas sobre o assunto que rolam por aí, participar de palestras, cursos, e entender como é importante esse momento de mudança que o mundo está passando”.

FTC: Quais as influências que estão por trás do projeto?

Aline e Lais: Nós temos muita influência dessa galera ativista da moda sustentável, do pessoal que luta pela desconstrução de vários padrões que têm sido colocados na sociedade há anos. Nos preocupamos muito com a mudança no consumo de tudo: roupa, cosmético, higiene, comida. Nas questões sobre ampliar um pouco mais a visão e quebrar barreiras.

Duas fortes influências na nossa vida são o yoga e as viagens, duas das coisas que mais amamos, que nos trouxerem uma consciência maior de que somos parte de um todo, de que somos a natureza e precisamos honrar isso.

FTC: Poderiam explicar, além do conteúdo existente no site, a proposta do projeto?

Aline e Lais: Acreditamos que a troca de roupa vem como uma forte alternativa ao consumo tradicional, fazendo com que as pessoas comprem menos e por isso sejam parte da mudança necessária de paradigmas, contribuindo para diminuir os impactos ambientais e sociais causados pela indústria têxtil e de moda.

FTC: Como está sendo a resposta do público?

Aline e Lais: O público tem surpreendido muito! É incrível ver a relação que o consumidor cria com a peça de roupa. O mais gratificante é quando vemos a troca acontecendo. Costumam comentar: “No meu armário estava parado há anos, que bom que ela adorou e vai usar!”

No começo o pessoal fica achando que não vai encontrar nada legal, e de repente vira uma loucura, todo mundo querendo tudo, querendo levar mais peças, querendo parar de consumir o ‘novo’ e aproveitar o máximo do escambo!

FTC: Qual o impacto do eXcambo no mundo da moda?

Aline e Lais: Nosso impacto, mesmo sendo pequeno,  é um impacto super positivo. Quando uma pessoa deixa de comprar mais uma peça e estende a vida de um produto que seria lixo já são 2 ações prejudiciais a menos: a compra e o lixo.

Mas, muito além disso, acreditamos na mudança de paradigma que está acontecendo: a reflexão, a tomada de consciência, a auto responsabilidade. Diversas questões que estão sendo despertadas nos colaboradores do eXcambo.

FTC: Com o que vocês se inspiram?

Aline e Lais: A gente se inspira muito em projetos que tenham o mesmo direcionamento que o nosso. Não necessariamente de moda. Tudo e todos que pensam fora da caixinha, que estejam fazendo algo por um propósito maior, pensando no próximo e no nosso planeta como UM todo, é muito inspirador para nós.

FTC: Qual tem sido o maior aprendizado desde o nascimento do eXcambo? 

Aline e Lais: É incrível a gente ver que mesmo de forma muito pequena, a gente pode fazer parte dessa mudança. É incrível a gente poder despertar isso em algumas pessoas que nunca sequer tinham pensado sobre o impacto do que consomem e que podem fazer algo diferente.

É incrível a gente ser esse “algo diferente”. A gente ser a alternativa, criar a oportunidade para que haja essa mudança. Tudo isso tem sido um enorme aprendizado para nós.

FTC: Citem 5 coisas que não conseguem viver sem.

Aline e Lais: Música, praia, risada, comida de Deus e yoga.

FTC: Um filme, uma música e um livro que poderiam lhes representar:

Aline e Lais: Um filme: I am – Você tem o poder de mudar o mundo. Um livro: Grande Magia – Vida Criativa sem Medo (Elizabeth Gibert). Músicas: A gente ama musica brasileira… essas duas falam muito sobre a nossa forma de ver a vida: Mistério do planeta e de um rolê… (Novos Baianos).

FTC: Uma frase que sustente o eXcambo. 

Aline e Lais: Clichê, mas essencial: ‘Seja a mudança que você quer ver no mundo.’

Acompanhe o eXcambo pelo perfil do Instagram, página do Facebook ou pelo site do projeto. Fique de olho nos próximos eventos, veja como participar e traga a suas roupas para a troca!

Imagens: Ateliê Ju Amora (onde aconteceu a primeira edição) – Fotógrafo Bento Araujo.

Viciada em açúcar, Marina Gallegani é movida pelas forças da natureza e tem fome de liberdade. Jornalista, escritora e fotógrafa amadora, se entrega às cores da vida e sonha com viagens ao redor do mundo. Em constante reconstrução, acredita ser eterna e tem a certeza de que o sorvete é uma das fórmulas da felicidade.

Marina Gallegani – já escreveu posts no Follow the Colours.


Comentários