Esculturas não precisam ser estáticas e muito menos representar apenas políticos ou reis. Alguns artistas vão muito além dos tradicionais bustos e dão movimento aos grandes blocos de bronze ou pedra, que interagem de maneira harmônica com o ambiente.

Há até aquelas que incluem o horizonte em suas formas, conferindo um novo sentido a cada hora do dia. Pensando nisso, confira a seleção que fizemos com 10 esculturas incríveis para você conhecer ao vivo pelo mundo. Se impressione com o significado de cada uma:

esculturas-mihai-eminescu
1 – Mihai Eminescu – Onesti, Romênia

A escultura em homenagem ao mais importante e conhecido poeta da literatura romena – Mihai Eminescu – tem no céu da cidade de Onesti o pano de fundo que dá cor e vida à imagem formada pelos galhos de árvore.

esculturas-expansion-nova-york
2- Expansion – Nova York, Estados Unidos

Inspirada na própria artista, a estátua se assemelha a Paige Bradley fazendo Yoga, sentada em posição de lótus. Os raios de sol que entram na escultura através de rachaduras na estrutura de bronze, iluminam o quarto Chakra, conhecido como o chakra do coração, e revelam a consciência sempre em expansão.

O curioso é que a obra foi esculpida sem nenhuma fissura, mas quando a artista estava finalizando o trabalho, a peça caiu quebrando-se em vários pedaços e assim ficou.

esculturas-shoes-on-the-danube-2
3 – Shoes on the Danube – Budapeste, Hungria

O monumento em memória aos judeus mortos durante a Segunda Guerra Mundial foi concebido pelo diretor de cinema húngaro Can Togay junto ao escultor Gyula Pauer. Ao todo, são 60 pares de sapato masculinos, femininos e infantis, esculpidos em ferro e expostos à margem do rio Danúbio.

As esculturas representam os calçados deixados para trás por judeus, que eram obrigados a se despir antes de serem fuzilados pelas costas, à beira do rio.

esculturas-mustangs-at-las-colinas
4 – Mustangs at Las Colinas – Irving, Texas, Estados Unidos

Na escultura de bronze, criada pelo artista Robert Glen, os cavalos parecem mesmo estar correndo sobre as águas da praça. A obra homenageia os mustangs selvagens, que foram muito importantes para a construção do estado do Texas, nos Estados Unidos.

pedestrians-disappearing-2

esculturas-polonia-2
5 – Przejście – Breslávia, Polônia

O monumento, conhecido como “Os Pedestres Anônimos”, está instalado em um cruzamento movimentado do centro histórico da cidade de Breslávia. De um lado da rua, pessoas comuns afundam na calçada e, do outro lado, outro grupo emerge do chão.

O contexto por trás da obra retrata uma época turbulenta da história do país, onde sob a Lei Marcial, militares pró-comunistas prendiam civis no meio da noite – muitos nunca foram vistos novamente.

6 – Les Voyageurs – Marselha, França

As esculturas em bronze, do artista francês Bruno Catalano, fazem parte da série ‘Os Viajantes’ e estão espalhadas pelas ruas de Marselha, no sul da França. As estátuas impressionam pela realidade das formas e, ao mesmo tempo, pela ilusão ótica que criam ao “evaporarem” diante dos olhos.

7 – Libertad – Filadélfia, Estados Unidos

A tradução do nome da obra de explica bem o que a escultura de Zenos Frudakis pretende despertar em que a observa – Liberdade.

esculturas-nao-violencia
8 – Knotted Gun – Nova York, Estados Unidos

Em exibição na entrada do prédio das Nações Unidas, a obra de Carl Fredrik Reuterswärd é conhecida em português como “Não-violência”. Doada pelo governo de Luxemburgo, a escultura em bronze representa o fim da violência, um dos maiores desafios da organização.

black-ghost-lituania-2
9 – Black Ghost – Klaipeda, Lituânia

Inspirados pela lenda de um guardião do castelo de Klaipeda que morreu e que seu fantasma continuou a proteger a cidade, os artistas Sergejus Plotnikovas e Svajūnas Jurkus esculpiram a obra Black Ghost que, segundo dizem, traz boa sorte aos que se aproximam.

esculturas-de-vaartkapoen
10 – De Vaartkapoen – Bruxelas, Bélgica

Um policial que cai após ser pego de surpresa por um homem que sai do canal subterrâneo. Essa é a cena retratada pelo artista Tom Frantzen, que diz que, nesse caso, o protagonista é o malandro e não a autoridade. A escultura é uma homenagem irreverente ao espírito anárquico dos habitantes de Bruxelas.

E você? Conhece alguma delas?

Daniela Fagundes é Jornalista que sonha em ser escritora e escritora que brinca de assessora. Encantada por gente, ideias, viagens e conversas de botequim. Mineira de coração, já morou na Espanha e em Portugal, e dedica seus dias a conhecer novos lugares. Viciada em frio na barriga, arte, passagens baratas, Candy Crush e palavras.

Daniela Fagundes – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:
Comentários