Now Reading
3 obras de arte públicas incríveis de 2021

3 obras de arte públicas incríveis de 2021

L’Arc de Triomphe, ''Wrapped” by Christo and Jeanne-Claude

Em 2021 uma nova onda de projetos de instalações públicas surgiu em todo o mundo, envolvendo causas e impulsionando reflexões sobre o momento em que vivemos através de uma arte inovadora, sutilmente política e de cunho econômico-social. 

Apesar de variar em estilos, materiais e movimentos, as obras tem algo em comum: refletem e confrontam a mudança e a incerteza do mundo ao nosso redor.

Para mim as artes públicas tornaram nossas vidas um pouco mais brilhantes e deram um novo sentido, vida e cor às ruas e espaços públicos que foram muito menos vivenciados pelas pessoas em tempos pandêmicos.

Aqui, compartilho uma pequena amostra de uma seleção de 3 obras de arte públicas mundiais que geraram discursões no mundo da arte e que na minha opinião trazem conceitos fortes e intrigantes:

#01 – L’Arc de Triomphe, ”Wrapped” by Christo and Jeanne-Claude

Antes de mais nada, essa obra já é intrigante pra mim por estarmos falando de uma obra prima póstuma de um dos artistas de arte pública mais importantes do mundo, ela foi idealizada pelos artistas Christo e Jeanne-Claude desde 1961. Christo havia falecido um ano antes (2020) mas deixado a obra aprovada para ser executada. E mesmo tendo sido executada 36 anos depois da sua idealização segue sendo uma obra extremamente atual.

A obra envolveu o icônico arco francês em 25.000 metros quadrados de tecido de polipropileno reciclável azul prateado e 3.000 metros de corda vermelha, e pra mim foi indiscutivelmente a mais importante peça visível de arte pública de 2021.

Por toda sua carreira Christo e Jean-Claude embrulharam objetos. A intenção dos artistas era transformar objetos arquitetônicos em um objeto de inspiração para artistas, em um objeto de arte. 

O questionamento que ficou em minha mente é o que significa escolher um dos maiores monumentos para aqueles que morreram em tempo de guerra e encobrir isso nos tempos de hoje?

#02 – In America 2021, Suzanne Brennan Firstenberg (b. South Dakota l. Maryland) | Washington, DC

Suzanne Brennan Firstenberg instalou seu projeto monumental em Washington, D.C. A premissa: Firstenberg e uma equipe de associados plantaram bandeiras brancas do tamanho da palma da mão em massa, cada uma representando uma vida perdida na pandemia COVID-19. 

A instalação de bandeiras foi emoldurada por monumentos e museus próximos a Casa Branca, bem como um grande outdoor sombrio no qual o número de mortos nacional era atualizado a cada dia – e onde as pessoas foram convidadas a dedicar uma única bandeira aos entes queridos e amigos mortos pela pandemia escrevendo frases e mensagens.

#03 – “I Am Speaking, Are You Listening?” (2021), Wangechi Mutu

Por último e não menos importante, trago uma obra de arte públicas mais dramáticas e questionadoras para historiadores, por afrontar um dos artistas mais respeitados do mundo: Rodin.

A instalação conta com quatro esculturas da exposição de Wangechi Mutu ‘I Am Speaking, Are You Listening?’ que foram instaladas no dramático pátio com colunatas que fica de frente para a entrada do Museu San Francisco’s Legion of Honor, onde normalmente se encontrava apenas uma única escultura de Rodin ao centro, uma das mais importantes do acervo do artista: ‘O Pensador’.

Mutu instalou quatro obras de arte públicas, Shavasana I, Shavasana II, Crocodylus e Mama Ray, para cercar O Pensador, e dessa forma fez o inacreditável: ofuscou Rodin, levando os apreciadores a ponderar – e repensar a história da arte.

E ao redor da escultura de Rodin, baseada em uma narrativa de esculturas modernas ocidentais e tradicionais, Mutu se instala trazendo referências de Afrofuturismo, pós-humanismo, mitologia da África Oriental e feminismo por trás das suas obras.

Scroll To Top