Marmota vs Milky ilustração Outono

Ilustração, Character Design, Design Gráfico, Toy Art, Arte de Rua e afins. Formados em design gráfico, um casal de ilustradores freelancer juntou forças para mostrar todo o seu conhecimento na área.

Colegas de turma na faculdade, Carlos de Lemos Jr. e Fabiana M. Arashiro, hoje são complementares em seus skills e assinam como Marmota vs MilkyEmbora um seja mais conceitual e o outro mais técnico, eles trabalham a 4 mãos para um mesmo ideal: comunicar de forma divertida o briefing de seus clientes. A cor é o elemento-chave que dita o tom e dá o espírito ao seu estilo.

Do esboço à digitalização, a dupla cria ilustrações com personalidade e histórias, acredita que qualquer mídia serve de suporte para suas criações, desenvolveu trabalhos para algumas grandes marcas, empresas e profissionais como Marisa, Faber Castell, Editora Globo, El Cabriton, Puma, MTV e Zupi, além de ministrar oficina sobre intervenção urbana aplicando conceitos de criação de personagem.

O resultado final é bacana demais! Conheça um pouco mais sobre o casal Marmota vs Milky nessa entrevista:

Marmota vs Milky ilustração filosofia design

FTC: Queria que falassem um pouco mais sobre vocês e como chegaram até o Marmota vs Milky.

[Carlos] –  Sou mestiço de japonês com italiano. Isso explica bastante a minha personalidade esquizofrênica: hora silencioso e observador, hora comunicativo e expansivo. Apesar de adorar estar com a Fabi, minha família e amigos, curto muito os momentos de introspecção também. Eu desenho desde os 10 anos, idade que tinha quando meus pais foram trabalhar como dekasseguis no Japão. De lá eles enviavam cards, revistas, materiais escolares com desenhos completamente diferente dos que tinham aqui, e eu fascinado por isso, comecei a copiar tudo. 

Depois que eles voltaram eu já estava contaminado pela cultura pop japonesa e continuei a pesquisar mais sobre o assunto até não ter mais nenhuma outra visão de futuro profissional além do de trabalhar com ilustração. Sou formado em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela UNESP – Bauru. Dediquei meus primeiros anos pós-formatura como diagramador, diretor de arte e designer gráfico. Mas me destaquei na área de interfaces gráficas e experiência do usuário para mobile nos últimos 4 anos em empresas como Fingertips, PorQueNão? e Buscapé.

[Fabi] – Sou muito tímida e tenho uma personalidade introvertida, mas as artes visuais sempre foram a maneira mais natural de me expressar. Mas por influência dos meus pais (japoneses) essa não foi a minha primeira opção de carreira. Cheguei até a fazer um curso técnico de informática, que logicamente, não deu certo! Bom, por isso, procurei uma faculdade que me ajudasse a desenvolver o meu lado criativo e para experimentar diversas técnicas e mídias para achar um estilo pessoal de ilustração.

Assim como o Carlos, sou bacharel em Desenho Industrial com habilitação em Programação Visual pela UNESP – Bauru. Trabalhei como web designer, designer e diretora de arte depois de formada, mas me especializei na área de design editorial focado em arquitetura para as editoras Casa Dois e Editora Spring.

Marmota vs Milky ilustração interdesigners 2013

[MxM] – Fomos colegas de turma na faculdade e isso bem antes de virarmos um casal e, claro, beeem antes de virarmos Marmota vs Milky. A nossa união, tanto do namoro, quanto profissional, foi muito natural porque temos basicamente o mesmo modo de pensar e agir. Sempre recordamos de que na faculdade acabávamos um do lado do outro desenhando na toalha (de papel) do bar as besteiras que falávamos. Aliás, isso ainda acontece!

Só depois que resolvemos criar o Marmota vs Milky que tivemos a preocupação de manter um estilo nosso. Mas para isso, tivemos que normalizar nossos estilos pessoais usando formas básicas e geométricas. Mesmo assim, quando precisamos fazer um trabalho fora do hábito da dupla, ainda temos o trunfo de usar outros traços.

Isso acabou aumentando nosso leque de estilos para clientes que gostam de várias opções. Foi por causa disso que conseguimos trabalhos para: Marisa (via Almap BBDO), Faber Castell (via David The Agency), Editora Globo, El Cabriton, Puma, MTV (via Royal Pixel) e Zupi.

Marmota vs Milky ilustração we love pugs

 FTC: Há quanto tempo vocês criam e quais materiais utilizam?

[Carlos] – Rabisco e crio desenhos desde criança como já citei. Mas confesso que só na faculdade de Desenho Industrial que recebi o treinamento adequado para ilustrar, compor e refletir artisticamente. Até então, nunca tinha tido aulas de ilustração e usado materiais além do lápis de cor e canetinhas escolares. Mas corri atrás do prejuízo e me dediquei a aprender por conta própria como usar tintas acrílicas, guache, lápis pastel e afins. Depois de formado, a Fabi incorporou a função de professora de desenho particular. Aliás, não sou tão bom quanto ela ainda, mas um dia chego lá! Tanto é que por isso eu recorro a ferramentas e softwares digitais para produzir a maioria das nossas artes no Marmota vs Milky.

[Fabi] – Acho que desenvolvi minhas habilidades de desenho por causa de uma frustração de infância! Copiei a imagem de um cachorro milhões de vezes porque ninguém conseguia identificar o que era quando eu mostrava! Depois disso nunca mais parei de desenhar. Resolvi me dedicar a ilustração em um curso desenho onde eu treinei diversas técnicas clássicas de composição e finalização.

[MxM] – Já usamos até papelão e jornal para texturizar um graffiti que fizemos na Passagem Literária (embaixo da Consolação em SP). Utilizamos também massa plástica para esculpir o mascote Bolinho de Arroz e cola lambe lambe para nossa oficina sobre intervenção urbana aplicando conceitos de criação de personagem. Varia muito de acordo com o trabalho. Buscamos não ficar muito presos aos materiais que já sabemos usar para poder evoluir como artistas. Ah, vale dizer que para nossos trabalhos manuais a tinta acrílica tem sido nossa maior aliada porque conseguimos emular bem nosso estilo feito digitalmente.

Marmota vs Milky ilustração Nimoy

FTC: Qual a rotina de criação?

[MxM] – Sempre começamos nossas criações discutindo as ideias individuais sobre o projeto. Como trabalhamos em dupla é importante alinhar as expectativas antes de começar a rascunhar. Assim não corremos o risco de chegar na etapa de finalização de uma ilustração, por exemplo, e o outro não gostar e ter um retrabalho por isso. Aliás, esse era um caso bem comum quando começamos a trabalhar juntos. Era bem estressante porque saiam muitas discussões por motivos bobos que poderiam ter sido evitadas apenas conversando antes.

Enfim, depois de discutirmos nossas ideias e chegarmos num consenso de como será o projeto, nós passamos por uma etapa de pesquisa de referências visuais para ilustrar melhor nossas ideias e antecipar dificuldades. Aqui vale todo tipo de referência: Jogos, roupas, textos, … Consideramos que qualquer coisa pode nos influenciar. É só saber procurar com o olhar certo! Depois disso é saber quem tem o perfil mais adequado pra desenvolver o trabalho. Geralmente a pessoa que tem uma ideia mais madura acaba rascunhando e “dirigindo” a peça e o outro fica de “apoio”. Nossas criações são realmente feitas a 4 mãos.

Marmota vs Milky ilustração prédios

FTC: Qual a influência das cores nos seus trabalhos?

[MxM] – As cores têm um papel importante na nossa arte. Como temos estilos de desenho bem diferentes, resolvemos logo que criamos o Marmota vs Milky, adotar um jeito de ilustrar de uma maneira que os dois conseguissem reproduzir. Nossas criações possuem formas geométrica, quase iconográficas por causa disso.

Apostamos em cores marcantes para dar personalidade as nossas ilustrações e personagens. Depois que criamos um desenho, passamos horas a mais tentando achar as cores e contrastes que transmitam as sensações que queremos passar. Aliás, a paleta de cores que usamos virou nossa assinatura.

Marmota vs Milky ilustração Luke

FTC: Estão tocando algum projeto específico atualmente?

[MxM] – No momento estamos nos concentrando em criar os personagens do Marmota vs Milky. Essa é uma ideia que temos desde o começo da dupla, mas só agora estamos com um tempinho pra nos dedicar ao projeto. Achamos que essa seria uma maneira legal de passar um pouco do nosso jeito e contar quem somos de um jeito mais lúdico.

Ainda não estudamos como isso aconteceria, mas seria muito legal se eles nos representassem no Facebook ou Instagram, por exemplo. Mais pra frente temos a intenção de que esses avatares façam parte de uma linha de produtos como toys, cadernos, almofadas e objetos decorativos. Só que essa é uma outra história que estamos resolvendo aos poucos.

Marmota vs Milky ilustração projeto 54

FTC: O que é arte para você e como você definiria a sua arte?

[MxM] – Arte é uma forma criativa de se chamar atenção para uma opinião ou expressão. Ela dissemina ideias e coloca pontos de vista que, muitas vezes, questionam nossos ideais. Ela também chacoalha nossa rotina para que ela não engula a nossa vida cheia de mesmices. Dito isso, diríamos que nossas criações são como graffitis em muros de uma cidade cinza. São o contraste que representam alegria e bom humor. Pelo menos é essa nossa intenção.

Marmota vs Milky ilustração Kika frutas

FTC: Com o que vocês se inspiram? 

[MxM] – Viagens, festivais de música e pessoas excêntricas são nossas maiores fontes de inspiração. Incrível como essas coisas nos levam a conversas criativas!

Marmota vs Milky ilustração Puma SP

 FTC: 5 coisas que não conseguem viver sem.

[MxM] – Família, amigos, música, bom humor e junk food.

Marmota vs Milky ilustração animal kingdom

Marmota vs Milky ilustração mural ô de casa hostel

Marmota vs Milky ilustração kika rocks

Marmota vs Milky ilustração cor

Marmota vs Milky ilustração casal

 No Facebook: /marmotavsmilky. No Instagram: @marmotavsmilky. Behance: /marmotavsmilky

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários