A natureza oferece ao homem belezas indescritíveis, possíveis de serem expressas como verdadeiras obras de arte. Silenciosas, aguardam os olhares mais sensíveis, como os do fotógrafo David Burdeny, que encontrou, em salinas ao redor do mundo, pinturas abstratas naturais, como obras-primas visuais dignas de tirar o fôlego!

O fotógrafo David Burdeny, baseado em Vancouver, no Canadá, vem trabalhando em mais um projeto fotográfico de larga escala. Burdeny deu início à série Salt: Fields, Plottings and Extracts (Sal: Campos, Tramas e Extratos) em 2015, utilizando imagens aéreas para explorar uma das mais vibrantes salinas nos Estados Unidos, México e Austrália.

O encantamento diante das imagens faz com que fique difícil determinar se a expressividade dos quadrantes coloridos são efeitos de uma câmera ou de um pincel, como um questionamento de criação entre as mãos do homem ou a perfeição da natureza.

“Na utilização e formas amorfas, campos alongados e verticalmente coloridos, linhas irregulares e tortuosas, as imagens de Burdeny insinuam uma expressividade de pintores como Mark Rothko, Clifford Still, Barnett Newman, Diebenkorn e a mais recente carreira de Willem de Kooning”, explica um ensaio sobre o projeto.

“O efeito é menos intencional do que propriamente acessível – uma reordenação abstrata e modernista do visual das paisagens do mundo, permitindo uma leitura não-objetiva dessas composições”.

Estes trabalhos, junto à seleção de fotografias aéreas de Burdeny dos campos de flores holandeses, foram incluídos na exposição solo Salt and Veld(Sal e Savana) na galeria Gilman Contemporary, em Sun Valley, Idaho.

O resultado final é fantástico! Para sentir o fascínio que as fotografias aéreas de David Burdeny podem causar, acesse o site do fotógrafo e delicie-se. Acompanhe também o seu trabalho pelo perfil no Instagram ou página no Facebook.

Via.

Viciada em açúcar, Marina Gallegani é movida pelas forças da natureza e tem fome de liberdade. Jornalista, escritora e fotógrafa amadora, se entrega às cores da vida e sonha com viagens ao redor do mundo. Em constante reconstrução, acredita ser eterna e tem a certeza de que o sorvete é uma das fórmulas da felicidade.

Marina Gallegani – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários