Talentosa, a britânica Anna Garforth integra seu interesse em ecologia urbana e sustentabilidade a práticas supercriativas, e reaproveita restos de sacos plásticos, folhas caídas e embalagens para, então, aplicar sua arte pela cidade de Londres, onde reside.

Atividades que, mais e mais, a levaram a descobrir e compreender seu entorno natural, e expressar sua paixão através de projetos multidisciplinares dentro e fora do The Plant, agência de branding e design onde trabalha.

Logo, a artista vem ganhando espaço, pois é uma das pioneiras do grafite sustentável (grafite vivo) – ou Green graffiti art, Eco Graffiti, Moss Graffiti – uma arte ecológica em constante mutação. E transforma a paisagem urbana a partir de tipografias e formas geométricas em muros usando musgo.

Pasmem, o insight ocorreu durante uma ida ao cemitério, ao se deparar com as plantinhas que cresciam em alguns túmulos; então, por que não moldá-las em formatos diferentes?

“É incrível o quão rápido o selvagem recupera seu espaço e continua crescendo, mesmo depois de ter sido destruído. No entanto, hoje em dia temos muito concreto, os miniecossistemas habitam as lacunas e impedem o desinteresse”, comenta.

Jardinagem de guerrilha, sim. O eco-grafite de musgo substitui tinta spray, marcadores e outros produtos químicos tóxicos, já que as “pinturas” de musgo crescem por conta própria.

Anna lança mão de suas habilidades para capturar, de maneira única, a estética da natureza e transformar o mundo a sua volta. E adota uma abordagem multifacetada em sua prática artística, criando um corpo de trabalho eclético por meio da ilustração, do design e artesanato.

Entre seus clientes, grandes marcas, agências criativas e clientes independentes de Hong Kong, Reino Unido e Holanda.

Do graffiti sustentável, Anna garante que o que mantém o seu trabalho primoroso e único é a precisão, e diz: “Isso vem de anos trabalhando com esse tipo de material.” – Dedicação pura. Aprenda aqui a começar seu grafite de musgo. 

Que tal o contraste do cinza-urbano e verde-campo?

Via/Via.

Jornalista de moda e lifestyle, Selena Escher trabalha com conteúdo. Capricorniana e pesquisadora constante, adora arte, conhecer novas culturas, viajar, comer bem, a década de 1920, música, assistir a filmes e sentir-se livre.

Selena Escher – já escreveu posts no Follow the Colours.


Você também poderá gostar de:

Comentários