Cores vibrantes e natureza: As pinturas em guache por Ariel Lee

ariel lee

Há algo imediatamente impressionante nas paisagens pintadas em guache por Ariel Lee: as cores vibrantes e dramáticas, os vales e montanhas que parecem intocadas; tudo nos transporta para seus cenários. Os desenhos de Ariel realmente nos fazem querer comprar uma passagem só de ida para os parques nacionais mais bonitos dos Estados Unidos. 

A artista californiana é uma grande apaixonada pela natureza. Alpinista e mochileira, ela explica que isso a fez interessar em pintar paisagens de tirar o fôlego. Seus trabalhos acabam refletindo também suas experiências pessoais.

PALETAS VIBRANTES E FORMAS, POR ARIEL LEE

Com uma paleta única, Lee pretende trazer uma nova perspectiva para os objetos que pinta, por isso destaca bastante a combinação das cores, mistura de certa forma tons em neon com pastel, e traz uma conexão relaxante e íntima com o mundo natural.

Seu estilo nos lembra artistas como David Hockney e Fairfield Porter, ambos grandes mestres que usam pinceladas e camadas de tintas, tons ousados e possuem uma capacidade gigante de retratar principalmente paisagens, interiores domésticos e retratos de familiares, amigos e colegas.

Um dos primeiros trabalhos como freelancer que Ariel Lee conseguiu depois de se formar em Arte foi para o Jornal The New York Times. “Eu tinha ido para Nova York logo após a formatura e me encontrei com o diretor de arte apenas para mostrar a ela meu portfólio”, disse.

No dia seguinte, Ariel recebeu uma ligação pedindo uma ilustração em preto e branco e precisava dar uma resposta imediata. “Eu não tinha nem um scanner ou algo assim e era estressante desenhar tudo, usar minha câmera, enviar e-mails e tentar arrumar as imagens, mas consegui”.

A artista conta que desenha todos os dias, trabalha em novas ideias para manter tudo atualizado o mais rápido possível. “Você não quer que seu trabalho desapareça no meio de tantos, e é sempre bom ter novidades para não ser esquecido”, ela completa. 

Para atingir o nível de detalhe que possui hoje, ela aprendeu que tirar fotos como referência, ao invés de pintar no local é melhor. “Há muito para ver e fazer”, explica Lee, “e eu descobri que trabalhar com fotos é o melhor equilíbrio para estar presente – enquanto estou ao ar livre e ao mesmo tempo tenho minhas inspirações”.

Para viajar com mais paisagens e pinturas de Ariel Lee, acesse seu site ou Instagram.

Scroll To Top