O famoso Museu do Louvre disponibilizou on-line toda a sua coleção de arte, permitindo que as pessoas ao redor do mundo mergulhem na história das peças em casa e gratuitamente. O banco de dados das coleções recém-introduzidas na web inclui mais de 480.000 obras do museu francês, bem como do Musée National Eugène-Delacroix, as esculturas do Jardim des Tuileries e do Carrossel. A plataforma também traz as peças chamadas ‘MNR‘ (do Musées Nationaux Récupération), ou as peças de recuperação dos museus nacionais, que foram encontradas após a Segunda Guerra Mundial e entregues ao Louvre até que pudessem retornar aos seus legítimos proprietários.

Retrato de Lisa Gherardini, conhecida como La Joconde ou MonaLisa. Criado no 1º quarto do século XVI (1503 – 1518) por Leonardo da Vinci, Escola da Itália 

O site, atualizado diariamente, mostra obras de arte dos oito departamentos do Louvre, que vão desde arte islâmica e esculturas renascentistas a antiguidades egípcias e pinturas de artistas de todo o mundo. A plataforma online permite explorar as peças por meio de pesquisas simples ou avançadas, pelos nomes de cada categoria (pinturas, esculturas, mobiliário, têxteis, joalheria & elegância, escrita & inscrições e objetos), curadoria e até álbuns temáticos como ‘Obras Primas do Louvre’, ‘A Arte do Retrato’ . Além disso, um mapa interativo on-line orienta os visitantes sala por sala, e está disponível em francês, inglês, espanhol e chinês.

Les fils de Caïn, 1906 – Escultura de Paul Maximilien Landowski

“Hoje, o Louvre está tirando a poeira de seus tesouros, mesmo os menos conhecidos”, disse Jean-Luc Martinez, diretor-presidente do Museu do Louvre. “Pela primeira vez, qualquer pessoa pode ter acesso gratuitamente a toda a coleção de obras a partir de um computador ou smartphone, quer estejam em exposição no museu, sejam emprestadas, mesmo a longo prazo, ou armazenadas. A impressionante herança cultural do Louvre está a apenas um clique de distância! Tenho certeza de que esse conteúdo digital vai inspirar ainda mais as pessoas a virem ao Louvre para descobrir as coleções pessoalmente.”

Estatueta de mármore feita no período do 3º milênio AC, idade do bronze (cerca de -2700 – -2300); Cíclades Antiga II

Retrato de Mademoiselle Caroline Rivière, criado no 1º quarto do século 19 (1805) por Jean-Auguste-Dominique Ingres, Escola da França

Etiqueta de múmia de 1 alça. Data de criação: período romano (apresentação de estilo) (100 – 299 AC)

Sapato de mulher, um par. Museu da Moda e Têxtil, criado em meados de 1600 – 1700, Renascença 

Quem não vê a hora de tudo isso passar para depois fazer uma visitinha presencial a Paris?

Por enquanto, encante-se e perca horas viajando na coleção on-line do site oficial do Louvre, aqui.

Carol T. Moré é editora do FTC. Internet, café, todo tipo de arte, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

Carol T. Moré – já escreveu posts no FTCMAG.



Comentários